Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Justiça

ACESSIBILIDADE: A A A A

Justiça decreta prisão preventiva de Narcio Rodrigues e mais seis

09/06/2016

A pedido do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), o Tribunal de Justiça de Minas (TJMG) converteu em prisão preventiva, na tarde de ontem, a detenção do ex-presidente do PSDB no Estado, Narcio Rodrigues, e de outras seis pessoas, que cumpriam prisão temporária, desde o último dia 30, na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem. Eles ficarão presos em regime fechado por prazo indeterminado, informou o jornal O Tempo.

Entre os detidos estão Neif Chala, ex-servidor da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Estado de Minas Gerais; Alexandre Pereira Horta, engenheiro do Departamento de Obras Públicas de Minas Gerais; Luciano Lourenço dos Reis, funcionário da CWP Engenharia Ltda.; Maurílio Reis Bretas, sócio administrador da CWP Engenharia Ltda, e Odo Adão Filho, apontado como operador e lobista internacional do ex-deputado tucano. O presidente da multinacional Yser, Bernardo Ernesto Simões Moniz da Maia, é considerado foragido.

O ex-secretário de Ciência e Tecnologia do governo de Antonio Anastasia, hoje senador pelo partido, entre 2010 e 2014, e os outros seis investigados foram detidos pela operação Aequalis, que investiga desvio de recursos públicos e superfaturamento no projeto Hidroex, em Frutal. O ex-líder tucano passou a tarde de ontem prestando depoimento no MP estadual. A reportagem flagrou Narcio Rodrigues nas dependências do Ministério Público. Visivelmente abatido e com o uniforme da Suapi, Narcio chegou ao local por volta das 15h e só saiu depois das 18 h. Durante sua estadia, a movimentação foi intensa na frente do MP. O ex-presidente da Hidroex, Otávio Elísio Alves de Brito, compareceu ao local e disse que estava apenas tomando conhecimento do processo. Na saída, não quis conversar com a reportagem. Quem também esteve no prédio foi o atual secretário de Transporte e Obras do governo de Minas, Murilo Valadares, que não quis dar entrevista.