Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Polícia

ACESSIBILIDADE: A A A A

Colisão frontal mata criança e seu pai e deixa três feridos na 262

10/01/2017

Juliano Carlos

Veículos bateram de frente próximo ao Chuá na noite de domingo (08)

 

Juliano Carlos

 

Colisão frontal entre dois automóveis matou uma criança de cinco anos e seu pai, além de deixar mais três feridos em rodovia que corta Uberaba e região.

O acidente aconteceu na noite do último domingo (08), quando segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o veículo Citroën C 3 de cor azul, com placas de Uberaba era conduzido por Gabriel Alex da Silva, 29 anos. Ele seguia pela rodovia BR-262 sentido Campo Florido/Uberaba e tinha como passageiros, sua esposa J.A.J.S., seu filho de quatro anos e sua filha Ana Júlia Mateus de cinco anos, mas ao passar pelo km 843 que fica próximo ao Chuá, Gabriel teve o carro colhido frontalmente por outro automóvel. O veículo GM Ágile de cor branca, com placas de Uberaba era conduzido por F.B.B., 25 anos, que seguia pela rodovia no sentido contrário, invadiu a contramão e bateu de frente com o Citroën. Com o impacto as frentes dos dois automóveis ficaram completamente destruídas e os cinco ocupantes dos veículos ficaram feridos, sendo que F., ficou presa ás ferragens.

Viaturas de resgate e salvamento do Corpo de Bombeiros, juntamente com ambulâncias de Unidade de Suporte Avançado (USA) do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e da concessionário Triunfo/Concebra foram no local da colisão e os militares utilizaram o desencarcerador para retirar F., do interior do automóvel Ágile. Durante atendimentos pré-hospitalares eles constataram que todos tiveram traumatismo craniano, além de contusões no tórax, abdômen e escoriações generalizadas. Todos foram socorridos e encaminhados para o pronto socorro do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM).

O perito criminal Arimondes Urias Carneiro Neto da perícia técnica da Polícia Civil, foi até o local da colisão e ao realizar os trabalhos técnicos, ele constatou que haviam caixas de cervejas, além de cervejas abertas no veículo GM Ágile que era conduzido por F.

A criança Ana Júlia Mateus de 5 anos, momentos após dar entrada na unidade hospitalar não resistiu aos ferimentos e foi á óbito e durante a madrugada o condutor do veículo Gabriel também não resistiu e morreu. Os corpos foram encaminhados para a sede do Instituto Médico Legal (IML), na manhã de ontem onde foram realizadas as necropsias e posteriormente liberado para os familiares realizarem os velórios e sepultamentos. Até o fechamento desta edição F., além de J., e a criança de quatro anos continuam internadas em observação.