Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Polícia

ACESSIBILIDADE: A A A A

Capotamento mata quatro pessoas na Filomena Cartafina

10/01/2017

L. Adolfo/Fonseca Press

Veículo ficou destruído após o acidente fatal

 

Um grave capotamento que deixou quatro pessoas mortas foi registrado pela Polícia Militar Rodoviária (PMR), no último fim de semana que deixou quatro pessoas mortas sendo uma delas um bebê de nove meses.

De acordo com o aspirante a oficinal do Corpo de Bombeiros, Rafael Fortes, o capotamento aconteceu na noite do último sábado (07), por volta de 23h40, quando o veículo Citroën Xsara Picasso de cor preta, com placas de Uberaba que era conduzido por Pedro Henrique de Souza, 28 anos, seguia pela rodovia AMG-2595 (antiga avenida Filomena Cartafina). Ele seguia sentido Distrito Industrial III/Uberaba e tinha como passageiros sua esposa Lilian Aparecida Alves, 30 anos, seu filho Gabriel Henrique Alves de Souza nove meses e Leila Aparecida Cabral, 33 anos. Ao passar pelo km 05 que fica próximo a estância Tamareiras, Pedro, perdeu o controle direcional do veículo, saiu da pista e capotou por várias vezes, batendo o carro contra uma árvore á beira da pista. Com o impacto o carro ficou completamente destruído.

Viaturas de resgate e salvamento do Corpo de Bombeiros, juntamente com ambulâncias de Unidade de Suporte Avançado (USA) do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), foram no local do acidente e durante os atendimentos pré-hospitalares os médicos e militares constataram que todos os ocupantes do veículo tiveram traumatismo craniano, fraturas pelos corpos e morreram na hora. (JC)

 

Perícia

Criminal. O perito criminal Cláudio Daniel Fonseca da perícia técnica da Polícia Civil, também foi no local do capotamento e realizou os trabalhos técnicos. Em seguida os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML), onde foram realizadas as necropsias e posteriormente liberado para os familiares realizarem os velórios e sepultamentos que ocorreram na cidade de Medeiros (MG) na manhã de ontem.