Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Polícia

ACESSIBILIDADE: A A A A

Família alega que jovem não trafegava pela contramão em acidente

11/01/2017

Familiares da estudante F.B.B., 25 anos, que se envolveu em uma colisão na noite do último domingo na BR-262, alegam que a jovem estava trafegando pela rodovia sentido Campo Florido/Uberaba, e na hora do acidente não invadiu a contramão.

A colisão aconteceu no km 843 da rodovia, quando um veículo Citroën C3 que tinha como condutor Gabriel Alex da Silva, 29 anos, sua esposa J.A.J.S., 28 anos, a filha do casal Ana Júlia Mateus, 6 anos, e um menino de 4 anos, seguiam pela rodovia e houve a colisão com o veículo GM Ágile de cor branca, que também seguia pela rodovia e era conduzido por F.B.B., 25 anos. Com o impacto os dois veículos ficaram com as partes frontais destruídas e todos os ocupantes feridos.

Eles foram resgatados por bombeiros, médicos do Samu e da Concessionária Triunfo/Concebra e encaminhados para o pronto socorro do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM). Momentos após dar entrada na unidade hospitalar a criança Ana Júlia Mateus não resistiu aos ferimentos e foi a óbito. (JC)

 

Vivo

Errata. Foi publicado erroneamente no JORNAL DE UBERABA, na edição de ontem, que o condutor do veículo Citroën C 3 Gabriel da Silva, 29 anos, tinha morrido, mas familiares confirmaram que ele continua internado em observação no Hospital de Clínicas da UFTM, juntamente com as outras vítimas do acidente J., a criança de 4 anos, e também a estudante F.