Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Política

ACESSIBILIDADE: A A A A

Líder do PSD declara que “Operação Carne Fraca” está preocupando até os japoneses

19/03/2017

Divulgação

Deputado federal Marcos Montes, em missão oficial à terra do Sol, defende apuração e punição “doa a que doer”

 

Luciana Rodrigues

 

Cumprindo missão no Japão, o líder do PSD, membro e ex-presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), o deputado federal Marcos Montes defendeu apuração criteriosa e punição “doa a quem doer”, dos envolvidos na “Operação Carne Fraca” – desencadeada pela Policia Federal, no último dia 17 de março, que teve repercussão imediata não só na imprensa nacional, mas também internacional. Essa operação investiga esquema de venda ilegal com liberação de licença e fiscalização irregular de frigoríficos, envolvendo comércio interno e externo.

Em nota encaminhada ao Brasil, Montes lembra que só em 2016, após muito esforço dos interessados no comércio da carne bovina brasileira, o Japão anunciou o fim das restrições à importação desse produto do Brasil. “A noticia provocou muita preocupação por aqui”, disse Marcos Montes, ressaltando que existem várias propostas relacionadas à zona rural em negociação entre Brasil e Japão, inclusive ao comércio de frutas. “E não só com o Japão, mas com muitos países, considerados de extrema importância, num momento em que o Brasil se esforça para sair da sua pior crise econômica”, observa o parlamentar.

Segundo a Polícia Federal, mais de mil policiais federais cumpriram 309 mandatos judiciais, incluindo 27 de prisão preventiva, 11 de prisão temporária, 77 conduções coercitivas e 194 de busca e apreensão nas casas e locais de trabalho dos investigados. Entre os investigados estão grandes empresas do setor frigorífico do país, e pessoas ligadas ao ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Ainda segundo a PF, os fiscais se utilizavam dos cargos para, mediante propina, facilitar a produção de alimentos adulterados, por meio de emissão de certificados sanitários sem que a verificação da qualidade do produto fosse feita. “Tudo isso é um absurdo”, lamentou Montes.

 

Viagem – Extremamente preocupado com a situação, Marcos Montes insistiu que as apurações devem chegar logo aos responsáveis para que sejam punidos “doa a quem doer”, para que não seja prejudicada a confiança dos consumidores na produção de carne do Brasil. O parlamentar está participando de missão brasileira, a convite do governo. O objetivo da viagem é representar o Brasil, em evento que integra os “Programas Laços de Amizade do Japão”, realizados, anualmente, pelo Ministério de Assuntos Exteriores do Japão, para firmar parcerias com países em desenvolvimento.