Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Amigo Animal

ACESSIBILIDADE: A A A A
Marcos Moreno 25/11/2016
Marcos Moreno
kikitomoreno@terra.com.br
Amigo Animal

Especial

O Mistério nas Caixas das Invenções
Celebração! Comemoração! Festa! Todas essas palavras podem traduzir o que foi a culminância dos trabalhos dos alunos do Colégio Jean Christophe. Celebraram a excelência do aproveitamento de tudo que viveram durante o ano. Comemoraram o êxito dos trabalhos em todas as áreas do ensino, em todas as datas importantes. Festejaram com pais e professores a felicidade da interação em todos os momentos. Para isto se organizaram em um grande evento que revelou horas de bastidores para uma apresentação fantástica em torno dos mistérios das invenções.

 
Todos os elementos

Alunos do 9º ano fizeram um trabalho sobre o funcionamento do ar condicionado. Meninas do 3º ano mostraram o poder dos detergentes na dissolução do giz usado em quadros negros, quando colocados na água. Muito curioso: uma garrafa pet bem “agasalhada” pó se transformar em uma garrafa térmica. Todos os elementos foram  matéria prima para desvendar mistérios, fazer descobertas incríveis. Água colorida que se movia, água que se mantém em um recipiente invertido, que provoca ilusões em determinadas circunstâncias. A temperatura das substâncias foi medida e seus efeitos apresentados, a pressão do ar na água, a água que viaja no cano invisível, o ar dos balões.

 
Transformando

Os jovens estudiosos da ciência mostraram como se separa a clara da gema do ovo. Com talento mostraram como se aciona um controle remoto e a mágica da eletricidade em favor do homem e seus inventos, movendo engrenagens, fazendo carros andarem. Com um secador de cabelos, derreteram giz de cera que escorreu como uma tinta líquida. Pintaram o sete, a lua, esparramara o pó da bagunça, criaram fantasminhas e transformaram líquido em matéria sólida.

 
Luz e sombra

As imagens fabulosas criadas pela combinação de luz e sombra foram matéria prima de apresentações de trabalhos. Foi mostrada a capacidade da luz de inverter imagens. Microscópio e Telescópio, hologramas, lâmpadas incandescentes, nuvens aprisionadas. Todas as caixas de invenções foram visitadas. Quem sabia, por exemplo, que o ácido diluído em água é capaz de produzir eletricidade? A luz sobre várias reflexões e refrações quando se propaga na água. O gelo seco, o canhão magnético, o eletromagnetismo, a lâmpada de LED.

 
Passado, presente e futuro

Quando imaginávamos o futuro, pensávamos em robôs. Quando pensávamos no passado, lembrávamos da agulha magnética das bússolas. Pois não é que os alunos elaboraram trabalhos que mostraram robôs movidos por guindastes e circuitos elétricos a partir de batatas?! Inacreditável, mas até um vulcão expelindo lava estava lá, entre os trabalhos.

 
Tempo e espaço

As galáxias como são vistas em pontinhos também foram representadas com muita criatividade. Tudo caprichosamente trabalhado dentro da noção de tempo e espaço. Os jovens cientistas provaram que não podemos pensar mais em modelos de moradia que não sejam eficientes. Montaram maquetes de casas com tecnologia suficiente para melhorar a qualidade de vida na terra. O momento é de absoluta urgência e os jovens sabem disto. Está nas mãos desses estudantes conscientes o futuro do planeta. E eles mostraram que estão preparados para isto.

 
Enfim a paz!

Toda a ciência e toda tecnologia estudada, trabalhada, pesquisada e apresentada pelos alunos provaram que tudo é e será possível em um planeta onde reine realmente a paz. A ciência e a tecnologia podem proporcionar conforto, mas também podem destruir. Da mesma maneira que se pode criar espaços para uma vida digna e saudável, também pode se criar o caos. A paz tem que ser universal, falada em todas as línguas, sentida em todos os cantos. A Paz é o Caminho/ Peace is the Way/ La Paz ES ele Camino. Em português, em inglês e em espanhol os alunos do Colégio conclamaram a paz mundial, baseada no respeito, na inclusão, no discernimento. O equilíbrio fundamental do mundo é possível pela visão e consciência dos alunos do Colégio Jean Christophe.