Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Amigo Animal

ACESSIBILIDADE: A A A A
Marcos Moreno 11/07/2014
Marcos Moreno
kikitomoreno@terra.com.br
Amigo Animal por Marcos Moreno

Amigo Animal

"Chegará o dia em que todo homem conhecerá o íntimo dos animais. Nesse dia, um crime contra um animal será considerado um crime contra a própria humanidade." Leonardo da Vinci.

A Natureza cria. O homem preserva!


O cultivo de árvores como fontes de matéria-prima é uma das formas mais eficazes de preservar a fauna e a flora. O reflorestamento evita que a Amazônia e a mata Atlântica, por exemplo, sejam destinadas à produção de madeira e também atraem novas espécies de animais e protegem as espécies nativas. Mas o principal é que essas áreas reflorestadas podem receber atenção constante do homem para garantir a manutenção perfeita do ecossistema. A região de Prata, Minas Gerais, é uma comprovação de que o setor privado e a natureza podem ser aliados e que todos saem ganhando. Há mais de duas décadas a Faber Castell, o maior fabricante de lápis do mundo, desenvolve projetos de preservação ao meio ambiente. Criado em 1992, o Projeto Animalis consiste no monitoramento dos animais que vivem nos parques florestais da Faber-Castell, com objetivo de criar ambiente propício para sua sobrevivência, além de servir de santuários de animais silvestres, inclusive algumas espécies ameaçadas de extinção. Profissionais monitoram constantemente as áreas preservadas produzindo estudos e pesquisas para entender os hábitos alimentares dos animais, as condições  de insetos importantes para o equilíbrio do ecossistema, e, claro, os efeitos que plantação de pinus exerce sobre a fauna. Por essas e por outras, está provado que a atividade do setor privado pode conviver em harmonia e trazer desenvolvimento do meio ambiente. O segredo é planejamento e investimento. Como integrante da natureza, o homem precisa preservar o que ela faz. Então, já que existem profissionais que acreditam que defender os animais é apenas uma questão “poética”, vale a pena sair da ignorância. Boa leitura a todos!

***


Sheik é o mascote de Raquel Borges e de seu irmão, o estudante de Medicina veterinária, Guilherme Borges. Nem precisa dizer o tanto que ele querido, né?

 Vitória é o nome dessa gracinha com cara de sapeca que Pamela de Oliveira adotou

 Puky é a cadela da raça labrador de Ellen Fernanda. Linda demais!!!

***

Dicas de Raça

O detetive “Furão”


Animal de médio porte, o furão está “virando moda”. Tudo a ver ter um animalzinho desses, nada a ver com moda. Moda é conviver bem SEMPRE com os animais.  Há quatro cores básicas: mármore (incluindo chocolate e escuro), albino, branco acinzentado e prata.

Comprimento: 38 cm mais 13 cm de cauda
Expectativa de vida: 7 a 10 anos

Dotado de muita energia, curiosidade e potencial para fazer muita bagunça, o ágil Furão sempre está “investigando” tudo. Além disso, está sempre disposto a participar de brincadeiras com seus donos. Nos Estados Unidos, o Furão já é considerado o terceiro animal de estimação, atrás apenas do cão (1º) e do gato (2º).

O Furão, apesar de teimoso, é muito inteligente e pode aprender a usar a caixa de areia para fazer suas necessidades. Os membros desta espécie gostam muito de banhos, mas o ideal é que isso aconteça mensalmente. É recomendado o uso de xampus próprios para o animal e sempre banhá-lo em água morna, secando-o bem. As unhas devem ser aparadas regularmente, mas sempre com muito cuidado para não atingir a pele do animal. Um outro fator importante é a limpeza, ao menos uma vez ao mês, das orelhas com um óleo especial, evitando assim o aparecimento de ácaros.

Existe uma ração específica para este animal. O alimento, assim como a água, deve estar à disposição do furão o dia todo. Também é recomendado dar algumas frutas, em sua maioria secas, sem semente, como uva passa e banana.

O ideal para o furão são as gaiolas com grades de metal, que proporcionam um ambiente arejado e espaçoso. A gaiola deve ter uma cama, feita com toalhas ou panos. É muito recomendado colocar na gaiola brinquedos e até uma rede, pois este animal adora se deitar e se esticar.

***

Saúde animal
“Bafo” não é normal

A saúde bucal está intimamente relacionada com a saúde geral. Assim, um animal que não tem uma boa saúde bucal terá a sua saúde geral comprometida, o que significa menos anos de vida. Portanto, este é um assunto sério, onde há necessidade de mudar o conceito de que "É normal animal ter bafo...". O mau hálito é decorrente, dentre outras causas, da Placa Bacteriana que se acumula sobre os dentes. A Placa é composta por proteínas, células mortas e de descamação, saliva, restos de alimentos e principalmente BACTÉRIAS, que através do processo de fermentação produzem substâncias que são responsáveis por este terrível mau cheiro (o bafo). Além disso, essas substâncias agridem o Periodonto, caracterizando o que chamamos de DOENÇA PERIODONTAL.

O tártaro nada mais é do que a Placa Bacteriana mineralizada pelos sais presentes na saliva.

Infelizmente a Doença Periodontal não tem cura, e afeta cerca de 80% dos cães e gatos adultos. Porém, pode ser controlada. Isto só é possível através do acompanhamento constante pelo Médico Veterinário, e de um programa de higiene bucal em casa. Além do tratamento Periodontal e Endodôntico, podemos citar outras intervenções. como ressecção de massas tumorais, restauração dos dentes (cáries), próteses (fraturas e perda dos dentes), implantes (perda e/ou ausência dos dentes) e outros. Os problemas que acometem a cavidade oral dos pets podem ser tratados se diagnosticados precocemente e corretamente.

Dessa forma, pequenas alterações podem ser diagnosticadas precocemente e tratadas convenientemente. Consulte já o Médico Veterinário, para que você possa ver seu pet sorrir sem vergonha...e sem bafo...

***

Pet Aventura

Fizemos a nossa parte!


Não dá nem pra falar de tristeza. O Brasil inteiro chora o “desastre” inexplicável que aconteceu no Mineirão na última terça-feira.  Agora são quase 200 milhões de técnicos tentando achar o motivo de termos perdido o jogo para a Alemanha. Mas, vida que segue. Assim é também para Cilinha Borges, simplesmente apaixonada por seus cães (verdadeiros filhos), da raça Bichon Frisé. Eles estão sempre paramentados em datas especiais, e no cotidiano não é diferente. Tratados com todo o carinho que todas as raças ou mesmo os sem raça definida deveriam ser, Lord, Lady e Duck são “fiéis torcedores” da seleção brasileira de futebol. Claro, vibraram com o movimento e a alegria que envolveu todos os jogos do Brasil na Copa.  Cilinha é caprichosa demais!  Eles estão sempre limpos, cheirosos, lindos e, claro, desta forma podem freqüentar toda a casa. Aliás, eles são os “donos” absolutos da casa. Em todos os jogos de 2014, pareciam torcer e vibrar com seus donos e se prepararam com banho especial e perfume (canino) para os jogos.  Fizeram bonito, fizeram a sua parte. E estão de parabéns, a exemplo dos torcedores brasileiros que foram, claro, bons anfitriões, porque é da nossa natureza o calor humano. Se não ganhamos a Copa do Mundo, a cada dia ganhamos mais amor à nossa pátria!