Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Amigo Animal

ACESSIBILIDADE: A A A A
Marcos Moreno 12/09/2014
Marcos Moreno
kikitomoreno@terra.com.br
Amigo Animal por Marcos Moreno

“Algumas pessoas não crêem que animais pensem, sintam ou se emocionem, mas os cientistas acreditam que psiquismo não é privilégio dos seres humanos”.- Marcel Benedeti.

Maravilha!!!


Ví essa história outro dia e achei que deveria divulgar, porque é uma super aventura do bem. Total (estou aprendendo a usar a expressões dos jovens)!

A história é a seguinte: há sete anos, o casal Eleni Alvejan e Sérgio Medeiros dedica suas manhãs de domingo a ajudar moradores de rua de São Caetano (na Grande São Paulo), cidade onde moram. Além de distribuírem lanches, roupas e cobertores, eles também levam água e ração para os cachorros que acompanham muitos desses sem-teto.

Agora, eles querem estender esse trabalho para muito além das manhãs de domingo no ABC Paulista. Eleni e Sérgio estão se preparando para fazer uma viagem de carro até o Alasca, na qual ajudarão cães abandonados pelo caminho – o plano foi batizado de “Projeto Mundo Cão”.

A ideia é percorrer 60 mil km ao longo de 15 países durante um ano.

A data de partida foi fixada para o dia 28 de fevereiro do próximo ano, mas a preparação já começou. Para viabilizar o projeto, eles estão adaptando sua Land Rover, que deve receber barraca de teto, geladeira e outras mudanças para que eles possam comer e dormir no veículo.

 No fim do ano passado, Eleni e o marido fizeram uma viagem de um mês pela Patagônia, como “treino” para a aventura mais longa

Além de distribuir comida, água e carinho, o casal quer conscientizar as pessoas pelo caminho sobre posse responsável de animais.

“Nosso carro é adesivado com o símbolo do projeto, chama a atenção para a causa. As pessoas param para perguntar, a gente dá informações. Não somos veterinários. A gente só juntou o que a gente gosta para partir em busca desse sonho”, afirma ela. Bacana demais, não é?

***


 

O nome dessa menina traduz muito bem seu comportamento: Espoleta! E com essa carinha, Rafael e Maria não resistem a seus caprichos Stich é o galã da casa de Vanessa. Banhos regulares, coleção de gravatas. A “personal stilist” é a Patrícia, do Educão Chique esse casal: Piti e Dom Pedro. Nobreza até no nome. Eles imperam na casa de Fábio e Fatinha Vieira

***

Saúde Animal

O cuidado com as unhas do seu cão


É importante começar a cortar as unhas do seu cão desde cedo. Cães que vivem em apartamento normalmente precisam cortar as unhas mais vezes.

 Cortar as unhas é fundamental porque evita que as unhas do cão fiquem presas em pisos, tapetes e carpetes, o que pode gerar encravamento, sangramento e até a remoção da unha presa, gerando forte dor. Além disso, quando a unha cresce demais e começa a envergar, além de doer, isso prejudica a postura do cão, que passa a andar com dor e de maneira a tentar evitar que as unhas encostem no chão.
 
É melhor cortar as unhas aos poucos e freqüentemente do que cortar uma grande quantidade de uma vez. Tente fazer semanalmente mesmo que as caminhadas as mantenham naturalmente curtas. A raiz, um vazo de sangue que  corre por baixo da unha, cresce a medida que a unha cresce então se você quer um tempo maior entre os cortes, a raiz estará mais perto das pontas das unhas. Isto torna as unhas mais propensas ao sangramento durante o corte.
Para você mesmo fazer isto, aproveite um momento em que seu cão esteja calmo. Cada vez que você cortar uma ou duas unhas e ele demonstrar calma, parabenize-o com palavras carinhosas e petiscos. Corte a pontinha da unha, tomando cuidado pra não chegar no sabugo/veia.

***

Dicas de Raça

“Multum in parvo”


A raça de cães Pug tem crescido muito na última década. É uma característica da época em que estamos vivendo, claro. Quanto maior o número de pessoas que vivem em apartamentos, mas crescem as raças mais fáceis de se adaptarem a esse estilo de vida. E o Pug é um cachorro muito bacana para se ter em apartamento. É a  raça mais próxima de um
Pequinês, que apresenta origem comum e história muito similar.

Sua aparência geral deve ser quadrada e maciça, deve mostrar “multum in parvo ” (muita substância em um pequeno volume), o que transparece em sua forma compacta, com proporcionalidade entre as partes e musculatura firme.

 Bastante fiel ao dono, torna-se facilmente um companheiro inseparável. É considerado uma das raças mais dóceis.

 Outra característica diferenciadora é o seu latido: som emitido, muito parecido com um roncar, é intervalado por grunhidos como se o cão estivesse engasgado. No entanto, quando quer comunicar-se com alguém, o som torna-se mais agudo e longo.  É um cão de manutenção cara e um pouco  difícil pelas suas características. Vale procurar saber bem todas elas antes de ter um.

***

Pet Aventura

Mariquita

Mais uma aventura solidária, graças a Deus e São Francisco de Assis, protetor dos animais. Ao passear na praça da Mogiana com meu Chien, notei um cachorro do lado de dentro do jardim do Arquivo Público. Vi que estava sendo tratado e fui curiosamente saber da história. Bacana demais. “Os servidores da Superintendência de Arquivo Público comovidos como sofrimento de um cadela a adotaram e passaram chamá-la de Mariquita.Ela apareceu no Arquivo Público, no início de julho, com muito medo, frio,fome  e a pata ferida. Os servidores sensibilizados cuidaram dela com carinho e hoje ela demonstra muita afeição por todos. Mariquita agradecida pelo carinho recebido de todos tem agora ajudado na vigilância do Arquivo em finais de semana e feriados.Diariamente ela recebe todos os servidores na porta do carro ou na porta da entrada principal do Arquivo. Isso tem nos emocionado muito. Outro fato, se refere à educação da cadela que nunca adentra os recintos da Instituição.Percebemos que há muitos animais abandonados na Praça da Mogiana, fato que entristece a todos que presenciam seus sofrimentos.” Assim nos contou a superintendente do Arquivo Público, Marta Zednik de Casanova. A coluna parabeniza Marta pela bela e digna atitude.