Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Amigo Animal

ACESSIBILIDADE: A A A A
Marcos Moreno 30/01/2015
Marcos Moreno
kikitomoreno@terra.com.br
Deu a louca no mundo

Tucanos, até há algum tempo, quase que totalmente silvestres, aparecem em quintais, praças movimentadas, já quase no centro das cidades

Essa é a Florezinha, da Bernadete. Ela adora ficar toda enfeitada, cheirosa e faceira

Mel, da Bernadete, não deixa por menos. Essas meninas 
estão com tudo

O Boni ficou muito curioso quando o Ronaldo foi fazer uma foto dele e chegou até a encostar o fucinho Ca lente. Ficou engraçado

O coração deles

“Se você tem metas para um ano. Plante arroz. Se você tem metas para 10 anos. Plante uma árvore. Se você tem metas para 100 anos, então eduque uma criança. Se você tem metas para 1000 anos, então preserve o meio Ambiente” -  Confúcio.

 

Deu a louca no mundo

Há muitos anos, “Deu a louca no mundo” foi nome de uma comédia norte-americana que fez o maior sucesso. Tudo mudou muito desde então, mas o filme era tipo uma “corrida maluca” atrás de um tesouro ou uma mala de dinheiro, não me lembro exatamente. Primeiro a humanidade se engalfinhava por comida. Ao longo do tempo, por poder. Constantemente muda o valor das coisas, e as formas de lutas para consegui-las. E, naturalmente, na proporção que cresce a população cresce o tamanho da loucura por poder. É a velha questão de quem nasceu primeiro, o ovo ou a galinha. O filme “Deu a louca no mundo” foi divertidíssimo, mas a louca que deu no mundo de verdade não foi nada engraçada. A humanidade, no turbilhão dessa loucura, devastou florestas, mudou cursos de rios e, como todos sabem, roubou literalmente o lugar dos animais. Tenho percebido mudanças estranhas no comportamento de animais comuns, como passarinhos, por exemplo. Eles estão tentando fazer ninhos em qualquer lugar, até mesmo em pequenos vasos dependurados em pequenas áreas residenciais ou em outros inusitados locais. E não conseguem, claro. Os lugares são completamente inadequados. Prestem atenção, muitos outros também estão com comportamentos atípicos.  Deu a louca no mundo animal? Não por eles, óbvio.  Tucanos, até há algum tempo, quase que totalmente silvestres, aparecem em quintais, praças movimentadas, já quase no centro das cidades. Semana passada falei das capivaras próximas a aeroportos.  Não são assuntos deconexos. Loucura, ganância, devastação e morte são temas absolutamente interligados. A seca histórica no Brasil, como nunca antes vista, o calor sufocante, são resultados dessa ganância. Se o planeta está passando por uma transformação (e disto ninguém tem a menor dúvida), os efeitos poderiam ter sido minimizados não fossem os crimes ambientais. Rezo e peço a Deus que tenha piedade dos inocentes, entre estes, os animais, que nada têm a ver com essa ganância.  Enfim, tanta coisa a dizer, pedidos a fazer a Deus, etc. Se conseguirmos passar por essa “crise”, que nunca esqueçamos das lições aprendidas. Que a loucura do mundo fique mais restrita ao filmes de comédia. Quanto aos animais, espero que consigam suas casas de volta.

 

PET AVENTURA

O pequenino Chihuahua

É um cachorro rápido, alerta, dotado de grande agilidade, cheio de vida e coragem. Como cão de guarda, o Chihuahua está sempre alerta. Valente, o cachorro da raça Chihuahua é capaz de, corajosamente, enfrentar a cães maiores. É muito afetuoso com o dono mas não tolera facilmente os desconhecidos. Late furiosamente, dando o alarme ante o menor movimento suspeito.
É uma raça que apresenta uma tendência muito forte de proteção em relação a um único dono. Pode tornar-se super protetor quando adulto, havendo a possibilidade de demonstrar agressividade com pessoas estranhas e até mesmo com outros animais da casa. A socialização precoce é essencial para que o cão da raça Chihuahua não abuse da sua característica protetora, especialmente em casas com outros cães. É conhecido ainda, por aceitar melhor outros Chihuahuas, já que pode não se adaptar com facilidade aos cães de outras raças.
O Chihuahua é um cão sensível, e o temperamento do dono, assim como o ambiente em que é criado, pode influenciar fortemente no temperamento do cão depois de adulto. Não é uma raça especialmente tolerante com crianças menores, pode atacar se provocado, portanto é mais indicado para proprietários adultos, ou para famílias que tenham crianças mais velhas, que saibam lidar com o temperamento agitado e pouco paciente do Chihuahua.

 

SAUDE ANIMAL

O coração deles

 

Cachorro também “sofre do coração”. É  na terceira idade que os problemas relacionados com o coração atacam mais. Visitas ao veterinário aliadas a exames clínicos e laboratoriais são de fundamental importância para que seja possível o diagnostico.
Os sintomas, são mais presentes entre os animais idosos. Mas como os humanos, eles também podem se submeter a cirurgias, com sucesso. Naturalmente, os cães são os exemplos menos raros de animais que podem  passar por uma cirurgia cardíaca. Pode ser que outras espécies também possam ser submetidas  a esse tipo de procedimento, mas todos dependem de decisões humanas. Enfim...A degeneração valvar mitral é  a cardiopatia é mais freqüente em cães. Sua evolução é lenta, progredindo para insuficiência cardíaca. A terapêutica farmacológica apenas reduz o avanço da insuficiência, e a única forma de impedir a progressão da doença é mesmo uma intervenção cirúrgica. Pelo o que pesquisei, entendi que o procedimento cirúrgico tem muitas vantagens. 

Os sintomas mais perceptíveis são:

- Dificuldade de Respirar;
- Alteração da cor na língua;
- Rejeição a atividades físicas.
- Sono Demasiado;
- Fadiga;
- Tosse.
Nos casos de cachorros mais jovens. Os problemas podem ser congênitos e muito difíceis de diagnosticar sem exames específicos. Problemas como arritmia cardíaca podem ser sintomas de doenças cardíacas. Consulte seu médico veterinário e faça exames periódicos.