Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Amigo Animal

ACESSIBILIDADE: A A A A
Marcos Moreno 17/04/2015
Marcos Moreno
kikitomoreno@terra.com.br
Amigo Aminal por Marcos Moreno

"Todas as coisas da criação são filhos do Pai e irmãos do homem... Deus quer que ajudemos aos animais, se necessitam de ajuda. Toda criatura em desgraça tem o mesmo direito a ser protegida." - São Francisco de Assis

 

Expo Pet


Em meio a uma crise econômica assustadora, um evento no Brasil confirma que existe um mercado crescente que, claro, deve ser afetado por essa crise, mas é um reflexo da tomada de consciência das pessoas em relação aos animais. Trata-se da primeira edição da Expo Pet – Feira de Negócios Pet e Veterinário – que promete se tornar uma verdadeira tradição no Sul do Estado do Rio. A exposição acontece nos dias 25 e 26 de Abril, no Ginásio Recreio dos Trabalhadores, em Volta Redonda.

O evento reúne as principais tendências e novidades do mercado, favorecendo espaço para interação e geração de negócios.

De acordo com promotor responsável, o objetivo é apresentar aos visitantes e clientes as variedades do segmento, desde saúde, nutrição e estética, até acessórios e moda animal.

Os estandes contam com uma equipe de apoio e profissionais do mercado pet para receber o público durante os dois dias. A estimativa da organização é de 900 visitas diárias.

Preocupada em cumprir as principais normas do Conselho Federal de Medicina Veterinária, a Expo Pet dispõe de um responsável técnico para autorizar a participação dos animais na feira, bem como orientar o público e os expositores a respeitarem o regulamento de boas práticas e bem estar animal. A atitude visa assegurar as condições fisiológicas e psicológicas dos bichos, além de garantir conforto para que eles desenvolvam capacidades de natureza biológica.

A Expo Pet conta com a participação das ONGs: Instituto Planeta dos Animais, Arca de Noé, Sociedade Protetora dos Animais e Associação Protetora dos animais. A iniciativa tem a finalidade de promover a conscientização através dos assuntos abordados em pauta. O evento também oferece entretenimento de moda e estética animal.

***

Flash Pet


Essa alvura toda é o Billy Helliot, da Andreza Abrahão. Nem precisa dizer que ele é dos mais paparicados, né?

Raquel Sotero caprichou no “make up” da Nina. E ela ficou na maior pose de diva. Não é para menos.

Cadelinha para adoção Santo Focinho

***

Saúde Animal

Síndrome da Ansiedade de Separação


Que os donos se apegam demais aos animais e os animais se apegam aos donos isso todos já sabem. Mas sabia que a 
separação do cão do seu dono pode trazer graves problemas? Um deles é a Síndrome de Ansiedade de Separação (SAS), que é o conjunto de comportamentos apresentados pelo cão ao sentir-se sozinho, longe do seu dono.

O mimo exagerado do animal é uma das principais causas da doença, porém a chegada de um novo pet e a mudança de ambiente também podem causar a SAS.

Chorar e latir em excesso, urinar em locais impróprios para chamar a atenção e até ter um comportamento destrutivo são sinais da síndrome. O tratamento deve ser feito através da mudança de comportamento do dono em relação ao animal, mas deve ser sempre acompanhado por um profissional.

Um ponto muito importante é que, ao chegar em casa, o dono não deve responder à excitação do animal. Espere que ele se acalme para poder saudá-lo. A prática de atividades físicas deve ser adotada ou ampliada, quando já existente, pois isso ajuda a diminuir a ansiedade do cão. Deve ser adotado também o adestramento.

Também poderá haver a necessidade de uso dos ansiolíticos. Porém, esses medicamentos sempre devem estar associados às orientações profissionais, pois sozinhos não reverterão a situação causadora da síndrome. É apenas um paliativo. O cão totalmente dependente de seu dono não é feliz. Respeite o seu animal e ajude-o a ter equilíbrio, tendo uma relação saudável com esse grande companheiro e evitando a Síndrome de Ansiedade de Separação.

***

Pet Aventura

O menino que virou estrelinha


Cristina é uma apaixonada por cães e faz por eles aquelas coisas que só quem os ama também entende perfeitamente. E essa é mais uma “aventura” dela, só que desta vez, com um final muito triste. A coluna faz uma homenagem a ela e ao “menino que virou estrelinha” publicando o que ela escreveu para ele.

“Meu anjo virou Estrelinha e meu coração tá em pedaços.

Nunca comprem um cachorro! Tantos precisando de um lugar seguro, de amor e cuidados...
Não conseguimos abrigar todos que encontramos pelo caminho. Às vezes cuidamos das feridas, os alimentamos,  mas ainda não é o bastante para salvarmos suas vidas. Eu conheci esse lindo Menino há 15 dias. Durante esse tempo o vi todos os dias...alimentei, vacinei, curei feridas, fiz carinhos, abracei...coloquei sua foto aqui (no face) na tentativa de arrumar um lar. E nos dias que estive fora da cidade, arrumei alguém que pudesse fazer o mesmo que eu fazia diariamente. Viajei e deixei agendado com alguém para  buscá-lo e levá-lo para ser castrado e cuidado. Não deu certo! A pessoa não conseguiu pegar....ele era enorme e arisco. Quando cheguei  não o encontrei. Procurei por toda parte até que uma amiga, que trabalha na supervisão de rodovias, veio me dizer que ele estava morto, atropelado em uma rodovia próximo ao lugar que cuidava dele.

Meu menino, meu anjo, não consegui fazer por você tudo o que merecia. Afinal, esbarramos em muitas dificuldades e às vezes não conseguimos vencer todas. Não bastou brigar com todos por você no condomínio, não bastou te alimentar,  cuidar de suas feridas...não bastou te fazer todos carinhos que você pedia...não bastou!
Eu não consegui te abrigar por inúmeras dificuldades e você se foi, deixando em mim uma horrível sensação de impotência, de medo, de tristeza e de muita dor.

Você agora tem um lar meu querido Menino!