Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Amigo Animal

ACESSIBILIDADE: A A A A
Marcos Moreno 26/06/2015
Marcos Moreno
kikitomoreno@terra.com.br
Amigo Animal

“Primeiro foi necessário civilizar o homem em relação ao próprio homem. Agora é necessário civilizar o homem em relação a natureza e aos animais”- Victor Hugo

 

Nossos Heróis!

A vereadora Denise Max (PR) prestou  homenagem ao Pelotão Canil do 4º Batalhão de Polícia Militar e ao Grupo de Busca e Salvamento com Cães do 8º Batalhão do Corpo de Bombeiros nesta quinta-feira, 25, às 9h, no Plenário da Câmara Municipal de Uberaba. 

Do Pelotão Canil da PM  receberam Moção de Aplausos a cadela Lupa, os cães Thor, Sansão, Bruce, e Maylon, que têm como seus condutores 3º sargento Breno César Costa, soldado Lucas Francisco Rodrigues, 3º sargento Márcio José Pereira, cabo Regedeltre Martins Henrique, e soldado Telesmar Caetano de Castro. De acordo com o comandante do Grupamento Rocca, major Wesley Rodrigues Rosa, os dois primeiros são treinados para encontrar drogas, e os outros três cães trabalham na captura de criminosos que se escondem. Além dos condutores dos animais, ainda receberam homenagem o 3º sargento David Gutenberg de Oliveira, cabo Diego Fabiano de Oliveira, cabo Fernando Augusto dos Santos, soldado Luís Carlos Manfrin Júnior, soldado Thiago Freitas dos Santos, 1º sargento Wellington Rosa Lima, major Wesley Rodrigues Rosa, e soldado Willian da Silva Duarte.

Pelos Bombeiros receberam homenagem a cadela Angel e o cão Luck, que têm como condutores o 3º sargento Thales Marcelo Rufino e o 2º sargento William Aparecido Costa. Além dos condutores dos cães, também recebem homenagem o comandante do 8º BBM, major André Humia Casarim, o soldado Eduardo Luiz Domingos, cabo Ítalo José Ribeiro da Cunha, soldado Leonardo de Freitas Borges França, e soldado Vinícius Barros Reis.  Para a vereadora Denise Max, esta é uma forma de destacar o trabalho da Rocca no combate ao crime, e dos BBM’s em salvamentos. “Quero agradecer o que estes homens e cães juntos, fazem pela sociedade”, diz.

*** 

Flash Pet

Tempos “juninos”

A SUPRA vai realizar amanhã, a partir das 15 horas, na praça do Quartel a sua “Pet Junina”, quando acontecerá o 3º desfile de cães.

Muito legal participar e levar seu pet também.

Aqui uns fofos prontos pra quadrilha


Bart Simpson não economizou na sofisticação do nome e, claro, nem do visual. Vai arrasar, claro.

 “Dona Chica, Ca, Ca, admirou-se se, do berro, do berro que o gato deu”: Viva São João!!!

E esse foi o lindo gato “caipira” que a “personal stylist” Raquel Sottero, também preparou para a as festas da temporada.

*** 

Saúde Animal

“Tal pai, tal filho”


Um cão da raça dachshunds trocou de dono e emagreceu 20 kg em dois anos nos Estados Unidos. Dennis chegou a pesar o mesmo que quatro cães da mesma raça, quando era alimentado com pizzas e hambúrgueres. Foi aí que Brooke Burton, parente do antigo dono, resolveu adotá-lo e instalar uma rotina de dieta.

Burton, uma estudante de enfermagem de 26 anos, lembra o quanto se emocionou ao ver Dennis em julho de 2013 - e convenceu o familiar a entregá-lo. "Quando eu o vi não consegui acreditar. Não dava nem pra identificar a raça dele direito de tão grande que ele era", disse a estudante, que passou a dar ração e andar com o cão todos os dias.

Hoje, o animal de seis anos tem 5,4kgs. "No começo dava pra dizer que ele estava realmente depressivo, que não se sentia bem", disse ela. "Ele não tinha muita personalidade. Depois de perder peso, esse pequeno mandão resolveu aparecer. Ele está em todo lugar, quer brincar com todo mundo."

Dennis perdeu tanto peso que começou a tropeçar na pele em excesso e ter infecções. Ele passou por três cirurgias no centro veterinário da Universidade de Ohio para se livrar da pele.

Não podemos pensar que eles não sofrem com obesidade e, por isto mesmo, nunca abusar “dos carinhos comestíveis”.

*** 

Dicas de Raça

 O cão da boca preta


Essa matéria é uma homenagem um amigo meu, porque sempre brincamos de chamar um ao outro de “cachorrão da boca preta”, Pois é, amigo. A raça existe e aqui estão algumas características dela.

O cão boca preta sertanejo é uma raça brasileira com origem na região nordeste, sendo um patrimônio histórico e cultural da região, parte integrante da memória popular, principalmente dos homens da área rural ligados as atividades de caça de subsistência, dos vaqueiros e pequenos produtores rurais.
Devido a sua inteligência e companheirismo, tornou-se indispensável ao homem sertanejo em suas lides do campo, seguindo-o durante o desenvolvimento da civilização nesta árida região brasileira, participando da organização de sua vida social, esportiva e até militar, mas especialmente da vida profissional do trabalhador do campo.
O cão boca preta sertanejo possui muitas habilidades. Conduzem o gado com destreza por entre a mata fechada e espinhosa da caatinga, são farejadores e perseguidores implacáveis das raposas e dos ferozes e astutos graxains, guardas leais da casa, do chiqueiro e de toda a pequena propriedade rural. 
A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA), iniciou um trabalho de seleção e resgate da raça cão sertanejo, realizando estudo de caracterização morfométrica, organizando competições de pastoreio de gado para cães da raça, e palestras sobre o cão para que a população nordestina tenha ciência da importância deste animal, e com isto se espera preservar a raça. Outros criadores tem se unido ao projeto de preservação do cão boca preta sertanejo.                  

*** 

Pet Aventura

Um vira-lata chamado Átila

E o heroísmo dos nossos amigos parece ter sido a tônica da coluna de hoje, como também fez parte da coluna da semana passada. Para quem tem um pet canino em casa e já sabe o quão protetor e amoroso este animal pode ser, isso não chega como uma novidade – no entanto, continuam sendo surpreendentes os casos de heroísmo e amor que escutamos por aí. 

Uma destas ocorrências impressionantes aconteceu na semana passada, na cidade de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo (SP). A dona do super-cão da vez – um vira-lata chamado Átila – foi abordada por um bandido armado quando abria o portão ao chegar em casa. Percebendo a situação, o cachorro atacou o bandido para defender sua proprietária, salvando-a do assalto e sendo ferido com dois tiros – no tórax e em uma das patas. O cãozinho, que após o incidente foi encaminhado para um hospital veterinário da cidade, foi operado e passa bem – sendo que apenas o projétil alojado na sua pata foi retirado, pois, a remoção da bala que se abrigou no tórax oferecia riscos muito grandes para o animal.  Vale lembrar sempre, que cuidados no relacionamento entre homens e cães nunca podem deixar de existir. Em seus instintos de defesa, eles podem nos morder. Não estão “pensando” em nos fazer mal. Estão apenas reagindo. Então, limites devem ser sempre considerados. Beijar na boca, encostar o rosto na cara deles, sempre é um risco.