Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Amigo Animal

ACESSIBILIDADE: A A A A
Marcos Moreno 04/12/2015
Marcos Moreno
kikitomoreno@terra.com.br
Amigo Animal

“Não são apenas a vítimas humanas que estão sofrendo, os animais também estão assustados” – Vânia Numes, diretora do FNPDA sobre a tragédia de Mariana.

 

Fórum Nacional de Proteção e Defesa Animal

Pra quem não sabe, existe um órgão nacional de proteção animal. E, felizmente, essa entidade não está de braços cruzados em relação aos animais que foram e são vítimas do desastre da barragem em Minas Gerais.  Não são apenas as vítimas humanas que estão sofrendo, os animais também estão assustados. Muitos morreram, muitos se feriram e alguns chegaram a ser “petrificados” pela lama ressecada de rejeitos de minério.

Um grupo de ONGs e voluntários dos direitos animais, no entanto, está atuando para tentar resgatar a maior quantidade de animais possível. Eles se uniram ao Fórum Nacional de Proteção e Defesa Animal (FNPDA) para tentar arrecadar recursos e organizar melhor esse atendimento, crucial para a saúde dos animais e também para as famílias atingidas, que muitas vezes dependem de uma vaquinha e algumas galinhas para seu sustento. Segundo Vania Nunes, diretora técnica do FNPDA 300 animais já foram resgatados.

Voluntários da ONG Associação Ouropretana de Proteção Animal, que é parte do Fórum Nacional de Proteção e Defesa Animal, foram para lá na noite do acidente, e realmente a situação era bem crítica. Logo que eles chegaram, não puderam entrar, estava tudo molhado, sujo, tinha a Defesa Civil...Quando amanheceu, algumas pessoas já vinham com animais. Esses foram os primeiros a ser atendidos. Tinha cachorro, galinha, passarinho, gado. Os animais estavam muito assustados, muitos sujos, alguns feridos. Elas prestaram esses primeiros atendimentos. No começo, os animais foram para o centro de zoonose de Mariana, que era o local mais próximo que tinha onde deixar os animais que não tinham donos. Com o passar dos dias, com o aumento do número de animais, a própria Samarco alugou um galpão. Os que tinham dono, à medida que as pessoas foram realocadas em casas ou hotéis, os tutores levaram. Mas como as pessoas levarem todos, porque tinha cavalos, porcos, galinhas...

Eles estavam muito assustados. Eles são capazes de perceber que aconteceu uma coisa muito ruim.

Foi criada uma conta para receber doações. Quem quiser ajudar, basta entrar em contato com FNPDA. Isto foi feito  porque as pessoas ajudam com casinha, ração, o que é ótimo, mas precisa alguns equipamentos que não se compram em qualquer loja de produtos de animal. Por exemplo, lá é uma área endêmica de leishmaniose. Os cachorros precisam de uma coleira específica para evitar ser picados. Ainda há muito para se fazer para essas vítimas.

***

Flash Pet


Piti é uma cadela da raça labrador super educada e carinhosaMárcia e Ricardo Louzada, mais os filhos Matheus e Bárbara disputam a atenção dela, que tem lugar garantido no carro nos passeios de final de semana.

Lilás, essa coisinha mais fofa é da Patrícia, que tem mais outros tantos iguais. A gente que é de fora, nem distingue, mas a Patrícia sabe muito bem quem é quem. Todos fofos demais.

E esse moleque lindo e brincalhão é o Thor, da Rose Dutra. Não é que só outro dia fiquei sabendo que ela tinha esse “filhão” dos mais queridos.  Gente, tem me que contar, tá?

*** 

Saúde Animal

Ataque fatal

Muita gente reclamando de infestações de carrapatos em seus pets. O bicho nojento e que faz sofrer tanto os nossos amigos. Às vezes a infestação é tão rápida e violenta que tem ser tomada alguma providência até mesmo para as áreas limpas que eles ficam em casa.

Porque a infestação? Porque eles aparecem na primavera e seguem procriando durante o verão. São bichos de altas temperaturas, e como a nossa só está aumentando...eles se alimentam do sangue dos animais, o que todo mundo sabe, causando um grande desconforto, coceiras até coisas bem piores como a anemia, a famosa doença do carrapato, etc. Já falamos sobre isto na coluna, mas não custa lembrar, porque a época está muito propícia para eles. Além das maneiras mais comuns de eliminá-los, como tirar com pinça, dar banhos com produtos, limpara o ambiente, agora também está no mercado um comprimido que faz um bom efeito. A ciência avança também, é claro, para benefício dos animais. Mas, de qualquer maneira, vale sempre a pena perguntar a um veterinário. Isto porque a dosagem varia de acordo com o peso do cão.

Conhecido como carrapato vermelho do cão, esse  é um dos parasitas mais comuns que assombram os nossos amigos caninos. A pequena praga exige três hospedeiros para completar o ciclo (trioxeno). Ao finalizar um ciclo, o carrapato terá que buscar um novo hospedeiro (ou seja, um novo cãozinho).

O carrapato estrela é um ácaro que ataca humanos e animais. Geralmente é encontrado em florestas com vegetação densa. Na nossa região (sudeste) são mais abundantes. Às vezes achamos que porque moramos em prédio, o perigo não nos alcança. Mas isto é um engano. Eles sobem pelas paredes. O bicho é terrível. Eles se escondem em muros, paredes e até vãos de madeira. Toda “arma” contra esses indesejáveis bichos devem estar de prontidão para o combate, principalmente nesta época do ano.

***

Pet Aventura

Vestindo a carapuça!!!

Mesmo estando no país que mais mata bois no mundo, muitos brasileiros se acham no direito de afirmar que o povo chinês é cruel com os animais. Muitos comentários sugerem que a China deva ser exterminada, algo muito próximo do pensamento nazista. Acho que aí chegamos ao ponto de termos consciência. Eu mesmo, o colunista, sou réu confesso no que diz respeito ao desprezo pela China por isto. Soube dia desses, de uma verdadeira aventura de um chinês em seu país.

É óbvio que, assim como no Brasil, há muitas pessoas na China que não concordam com o sofrimento dos animais. É o caso do ex-milionário chinês Wang Yan, que investiu toda a fortuna que conseguiu juntar com sua empresa do setor de aço na causa animal.

Em 2012, Yan perdeu o seu cachorro e não sabe se ele fugiu ou se foi raptado. Infelizmente, é comum em algumas cidades chinesas que cães simplesmente sejam capturados – até dentro de quintais – para serem mortos em matadouros clandestinos e comidos.

Após procurar por toda a vizinhança sem nenhuma pista de seu cão, Yan foi levado por um amigo até um desses matadouros, para que ele tentasse encontrar seu animal de estimação por lá. Infelizmente, Yan nunca encontrou seu cão, mas algo nele mudou após a visita ao matadouro.

O empresário comprou o local e o transformou em um abrigo onde trata e encaminha cães abandonados para novas famílias. Desde que decidiu dedicar sua vida a essa causa, Yan já salvou mais de 2 mil animais da morte.

Antes milionário, hoje Yan passa dificuldades financeiras por causa do abrigo. Mas ele não aceita doações em dinheiro, e sim ajuda de compatriotas que queiram doar mantimentos, remédios e outros itens exclusivamente para os cães.

Se em algum momento você pensar em amaldiçoar o povo chinês, por favor, lembre-se de Yan. Assim como no Brasil, na China existem muitas pessoas e ONGs dedicadas a proteger os animais.