Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Amigo Animal

ACESSIBILIDADE: A A A A
Marcos Moreno 08/04/2016
Marcos Moreno
kikitomoreno@terra.com.br
Amigo Animal

“ Se excluirmos o fumo e o jogo, veremos com surpresa que quase todos os prazeres de um homem podem ser, e quase sempre são, compartilhados com seu cão”- George Bernard Shaw


Humane Society International

Sim, no ocidente temos a cultura de comer carne. Hábitos vegetarianos e veganos estão ganhando terreno, mas ainda comeremos muita carne. Mas, apesar de comermos carne, a maioria das pessoas encara com repugnância a idéia de que seres humanos consumam carne de cães. No entanto, em algumas regiões da Ásia, essa prática é considerada normal. Da mesma forma como se cria galinhas, porcos e vacas para consumo humano, os cães são mantidos amontoados em condições horríveis. Nas fazendas eles são mantidos amontoados em gaiolas pequenas, empilhadas umas sobre outras. Esses animais são privados de tudo o que é básico, desde água até a limpeza. E nessas condições eles são forçados a assistir enquanto seus companheiros são mortos em sua frente. Felizmente há algumas organizações dedicadas a colocar fim nesse comércio surreal. A Humane Society International, por exemplo, trabalha para fechar as fazendas de produção de carne e encorajar fazendeiros para cultivar vegetais ao invés de criar animais para matá-los. O hábito de comer carne de cães está mudando em toda a Ásia devido à maior conscientização sobre o sofrimento e os direitos dos animais. A ajuda de todos nós é fundamental para que essa prática seja extinta da face da terra. Quanto mais organizações tiverem neste sentido melhor. A HSI trabalha no Brasil para melhorar a forma com que os animais de produção são tratados.

***

Flash Pet

Hoje a coluna Amigo Animal presta especial homenagem a Cristina de Ávila, ser humano da maior qualidade, que faz um trabalho voluntário muito bacana com cães de rua, resgatando, encaminhando para adoção responsável e, como não podia deixar de ser, ficando com muitos deles. Aqui estão alguns dos “filhos” sortudos dela.

Mila
Pitoco

Chico
Greg

Nina
 

Saúde Animal

Pode um cão perder o faro?


O olfato canino é, sem dúvida, uma das funções mais importantes do animal.  Todo mundo sabe disto. Sabemos desde sempre que os cães são farejadores por excelência.  Muitas raças “trabalham” para a polícia justamente por causa do faro. Mas pouca gente pensa que essa função pode ficar prejudicada. E isto pode ser grave!

O cheiro influencia vários aspectos da vida canina, incluindo o comportamento de alimentação, a interação social, a reprodução, etc.

Alguns fatores podem fazer com que os animais percam esse sentido.

Por exemplo: um corpo estranho pode ser inalado e ficar alojado na passagem nasal. Isso ocorre com freqüência quando o animal passa algum tempo brincando na rua.  Lama, grama e solo geralmente são pequenos o suficiente para adentrar o trato respiratório, mas grandes demais para passar deste ponto. Embora seja menos comum, um problema semelhante pode acontecer dentro de casa, se o animal aspirar fios soltos de tapetes ou pequenas partículas de poeira. Mas não vamos apavorar. Apenas prestar atenção. Afinal, hoje tantos vivem dentro de casa quase quantos vivem fora. Mas um veterinário pode resolver esse problema sem dificuldade. É claro que pode ocorrer com isto, uma diminuição temporária do olfato.

Alergias podem se sazonais e são causadas normalmente por pólen, etc. Mas a alergia causa espirros. E eles sentem com ou quase todos os perfumes humanos.

O que realmente é preocupante são as infecções, que normalmente se desenvolvem nos dentes dos animais. Daí podem se espalhar e atingir o nariz. As infecções bacterianas ou fungicidas nessa área podem desencadear condições crônicas se não forem tratadas.

Por fim os tumores são os mais prejudiciais, claro. São mais comuns em cães mais velhos. Incluem secreção com sangue e se desenvolvem progressivamente de seis a oito semanas. O tumor mais comum é câncer na passagem nasal, predominantemente em cães de focinho longo. Os principais sintomas são amolecimento dos dentes, perda de olfato, secreção no focinho. Então, respondendo a pergunta título da matéria, sim, eles podem perder o olfato. Temporariamente ou por um tumor maligno. Ficar atento é sempre bom para o sucesso de qualquer tratamento.

***

Pet Aventura

Toquinho e Pretinha


Esses dois vivem no Condomínio Mário Franco. Dormem na garagem de uma casa e comem na porta de outra. Durante o dia, os “meninos” acompanham por todo lado o jardineiro Cláudio, que cuida de várias casas. É claro que eles o adotaram como pai. Ficam deitados embaixo do carro do Cláudio e, quando o trabalho termina, eles deitam na grama e por ali ficam até o outro dia, esperando o pai. Essa é a rotina de Toquinho e Pretinha que, graças a Deus, não sofrem pelas ruas com fome, sede e maldade. Mas em troca disto (e parece que entendem) vigiam o condomínio todo, não deixando qualquer outro animal entrar. São castrados, vacinados e vermifugados. Todos os moradores gostam deles. O dentista Ronaldo cede o espaço para colocarem água e comida. Denis (PMU) deixa que duram em sua garagem e, claro, quem doa a comida e monitora tudo é a Cristina, a homenageada de hoje do Flash Pet. Eles encarnam o modelo do que hoje pode ser chamado de “cão comunitário”. A vereadora Denise Max tem um projeto muito interessante sobre isto. “Cão Comunitário” realmente é uma opção muito legal. Mais um trabalho muito bacana para o currículo de vida dessa grande defensora da causa que é a Denise Max.