Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Amigo Animal

ACESSIBILIDADE: A A A A
Marcos Moreno 15/04/2016
Marcos Moreno
kikitomoreno@terra.com.br
Amigo Animal

 “A palavra animal deriva de anima do latim que significa alma, portanto significa que estamos falando de um ser dotado de alma.”- Marcel Benedeti

Um crime sem fim!

Quando pensamos que estamos evoluindo no caminho da consciência em relação ao respeito aos animais, nos deparamos com notícias estarrecedoras como esta sobre caçadores de elefantes. A ganância do ser humano não tem fim.

Dezenas de caçadores fortemente armados entraram em um parque nacional da República dos Camarões e mataram mais de 600 elefantes para arrancar suas presas. Traficantes de presas criminosos como estes já aniquilaram metade dos elefantes que restam na África Central, sem que ninguém conseguisse detê-los.
Em decorrência do trabalho de investigadores corajosos que se passam por caçadores em redes ilegais de oito países africanos, 1.200 traficantes já foram presos!
A carnificina acontece em todo o continente africano e usa o seguinte modo de operação: primeiro, caçadores de aluguel rastreiam elefantes, leopardos, macacos e vários outros tipos de criaturas ameaçadas de extinção. Em seguida, os mandachuvas chegam de helicópteros, portando armas pesadas, para abater os animais e arrancar suas peles e presas. O negócio, que rende 19 bilhões de dólares ao ano, é comandado por máfias internacionais, que conseguem sair impunes porque subornam todos os que encontram pelo caminho.
Agora, os corajosos ativistas da rede Eco-Activists for Governance and Law Enforcement (EAGLE)* estão agindo em cada etapa da cadeia do crime organizado, infiltrando investigadores à paisana em gangues, trabalhando com a polícia para supervisionar detenções e garantindo a prisão dos chefes das quadrilhas.
O sucesso sem precedentes rendeu ao grupo elogios da Interpol e da organização WWF, mas até agora esses heróis trabalham com um orçamento minúsculo, sendo basicamente movidos por um profundo amor por esses animais.
Através da Avaaz, a Eco-Activists faz campanhas em todo o mundo para arrecadar ajuda financeira para manter esse importante trabalhão. Avvas é uma rede de campanhas global de 42 milhões de pessoas que se mobiliza para garantir que os valores e visões da sociedade civil global influenciem questões políticas nacionais e internacionais.
"Avaaz" significa "voz" e "canção" em várias línguas. Membros da Avaaz vivem em todos os países do planeta e a equipe está espalhada em 18 países de 6 continentes, operando em 17 línguas. Esperamos que esse trabalho nunca seja interrompido.

***

Flash Pet


Esse é o Bili, o príncipe da casa da Ana Paula. Ele divide as atenções com Mel, e ambos são dos mais especialmente tratados pela Ana


Maya é essa maravilhosa fêmea da raça Pastor Alemão Preto. Ela é o maior orgulho do Alvaro Brito Jr. De Araxá


E esse é o Lilo, da Fabíola Franco.Não, ele não está sozinho. Tem “irmãzinhos” para compartilhar todas as atenções da casa

***

Saúde Animal

 

Cachorro pode comer doce?


Bem, essa é realmente uma pergunta que muita gente se faz. Eu mesmo já tive uma cadelinha que comia doce-de-leite. Na época eu era menino, e quem dava doce para ela era uma tia. Ficava feliz, mas não lembro se passava mal. Antes de pensar sobre a possibilidade de se oferecer um 
alimento doce a um cachorro, o mais importante é saber que há alguns alimentos contra-indicados para cães, e que de fato podem fazer muito mal. Alguns deles são doces, e fazem parte de uma lista de alimentos que podem apresentar um alto potencial tóxico para os cães, independentemente de porte ou raça. Entre eles estão o chocolate, as macadâmias e as uvas, incluindo as passas. Embora nestes casos a toxicidade não esteja relacionada ao açúcar, esses alimentos são totalmente proibidos para o consumo canino.

Mais especificamente sobre os doces, também é preciso que se tenha cuidado. Os doces feitos com leite também devem ser evitados, pois alguns cães podem ser intolerantes à lactose.
Alguns doces caseiros também não podem ser oferecidos aos cães devido aos ingredientes de preparo. Os doces preparados com bebida alcoólica por exemplo, são totalmente proibidos e podem ser muito prejudiciais à saúde dos cães, especialmente se consumidos em grande quantidade ou por cães de pequeno porte. Nunca ofereça nenhum tipo de doce que possa conter bebida alcoólica como ingrediente, não importa qual a quantidade. Na dúvida, não ofereça.

Há, no entanto, outros alimentos que são naturalmente doces e que você pode adicionar com segurança a alimentação regular do seu cachorro, portanto, eles podem comer doce sim, desde que seja da maneira mais natural possível, e sempre em quantidade moderada.

***

Pet Aventura

Barbárie


Considero uma barbárie inominável , a prática de se colocar animais pra brigar. E infelizmente, isto acontece em todo o mundo. Homens lutam por dinheiro, e se morrerem, azar deles, já que têm o livre arbítrio. Mas, treinar animais de qualquer espécie para brigar e com isto ganhar dinheiro, merece cadeia mesmo.  E esse é o caso do americano Shane Santiago pode e deve servir de exemplo. Ele foi sentenciado a cumprir uma pena de 15 anos de prisão por ser responsável por uma rinha de cães em sua casa no estado da Pensilvânia. A esposa dele, Laura Acampora, também foi condenada não só por estar envolvida com as lutas clandestinas, como também por permitir que seus filhos vissem os maus-tratos aos quais os cães eram submetidos.

As autoridades responsáveis pelo caso acreditam que ao menos 10 cães foram mortos e outros vários feridos. Alguns corpos de pit bulls foram encontrados no acostamento de uma estrada próxima da casa.

Além disso foram localizados na casa várias ferramentas para ensinar os cães a morder, a atacar e até mesmo esteróides que eram usados para deixar os animais violentos. Ao todo, seis cães que participavam das rinhas foram salvos pelas autoridades.

Durante o julgamento, Shane tentou se defender com o objetivo de diminuir a pena, alegando que a rinha de cães é algo que já fazia parte de sua vida, pois cresceu participando desse tipo de luta e comparou a prática com a caça (que é uma atividade permitida em vários estados americanos).

A esposa de Shane, Laura, foi sentenciada a 23 meses por não proteger seus cinco filhos de testemunharem os horrores pelos quais os pit bulls eram obrigados a passar. Cadeia merecida.

***