Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Bastidores

ACESSIBILIDADE: A A A A
Bastidores 24/05/2017
Bastidores
Bastidores
Bastidores

Paulo Nogueira

 

 

Supremo condena deputado Paulo Maluf por lavagem de dinheiro

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) condenou ontem, por 4 votos a 1, o deputado federal, Paulo Maluf (PP-SP), pelo crime de lavagem de dinheiro. Os ministros decidiram fixar a pena em 7 anos, 9 meses e 10 dias de prisão em regime fechado. Votaram pela condenação os ministros: Edson Fachin - relator do caso -, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber e Luiz Fux. O único ministro a votar contra foi Marco Aurélio Mello, que entendeu que o crime pelo qual Maluf era acusado já prescreveu, em razão do tempo decorrido das acusações. Maluf foi acusado pelo Ministério Público Federal de usar contas no exterior para lavar dinheiro desviado da Prefeitura de São Paulo, quando foi prefeito da capital, entre 1993 e 1996.

 

 

HC-UFTM PARTICIPA DE MUTIRÃO NACIONAL DE ATENDIMENTOS NO DIA 31 DE MAIO

A Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares realiza, no dia 31 de maio, o 2º Mutirão Nacional da Rede Ebserh. A expectativa é promover milhares de consultas e cirurgias em 39 hospitais universitários federais, nas cinco regiões do país. O objetivo é reduzir a demanda reprimida nas unidades, a exemplo do ocorrido na primeira edição, em novembro de 2016, quando foram realizadas, no HC-UFTM, dez cirurgias de correção de catarata e outras dez para retirada de vesícula biliar.Nesta edição, o Hospital de Clínicas da UFTM planeja realizar exames e consultas nas áreas de radiologia, cardiologia, dermatologia, endocrinologia e cirurgia plástica, além de cirurgias de pele e cirurgias plásticas de orelhas. Todos os participantes já são assistidos pelo HC e aguardavam pelas consultas ou procedimentos. 

EQUIPES DE TODAS AS ÁREAS IRÃO PARTICIPAR DO MUTIRÃO

A ação envolverá equipes da área assistencial, administrativa, residentes multiprofissionais, professores da UFTM e alunos de ligas acadêmicas. Também serão desenvolvidas atividades educativas a fim de levar a pacientes, acompanhantes e trabalhadores informações sobre prevenção do câncer de pele, boca, mama e colo de útero, doenças infecciosas e sexualmente transmissíveis, orientação nutricional, saúde auditiva, mental, bucal e controle de diabetes, tabagismo e enfermidades crônicas.

CONTAS INATIVAS DO FGTS CORRE O RISCO DE NÃO SER VOTADA

A medida provisória, que autorizou o saque do dinheiro de contas inativas do FGTS corre o risco de não ser votada a tempo pelo Congresso Nacional, em razão da crise política que atinge o governo após o presidente Michel Temer ser citado pela delação do grupo JBS. A medida perde a validade na próxima semana e, caso não seja votada pela Câmara e Senado antes disso, trabalhadores nascidos entre setembro e dezembro perderão o direito de sacar os recursos. A MP perde a validade em 1º de junho. O Palácio do Planalto e o líder do PMDB na Câmara, Baleia Rossi (SP), dizem que há acordo para votar a proposta nas duas casas legislativas antes disso. Em campanha pela renúncia de Temer e por eleições diretas para presidente, porém, a oposição nega acordo e diz que vai obstruir a votação.

EX-DEPUTADO ENTREGA MALA DE DINHEIRO A POLÍCIA FEDERAL

O deputado federal afastado, Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) entregou, na noite da segunda-feira (22), uma mala com R$ 500 mil à Polícia Federal. O dinheiro havia sido entregue pelo diretor da J&F, Ricardo Saud, em uma pizzaria em São Paulo. Com informações repassadas pelo empresário Joesley Batista, dono da J&F, que controla a JBS, a Polícia Federal conseguiu flagrar o momento em que o deputado deixa o restaurante e pega um táxi com o dinheiro em mãos. O ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal), determinou na semana passada a suspensão do mandato de Rocha Loures, que estava em Nova York quando foi deflagrada a nova fase da Lava Jato, batizada de Patmos, que teve, entre outros alvos, o peemedebista. (Folha)

LAVA JATO: EX-PRESIDENTE LULA É DENUNCIADO PELA FORÇA TAREFA

A força-tarefa da Operação Lava Jato denunciou, na segunda-feira (22), o ex-presidente, Luiz Inácio Lula da Silva, por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do Sítio de Atibaia, interior de São Paulo. Além do ex-presidente, também foram denunciados outros 12 investigados. Agora, caberá ao juiz federal, Sérgio Moro acatar ou não a denúncia, que pode tornar Lula réu em mais uma ação da Lava Jato. A denúncia refere-se à suposta propina de pelo menos R$ 128.146.515,33 pagas pela Odebrecht, em quatro contratos firmados com a Petrobras, bem como a vantagens indevidas de R$ 27.081.186,71, pagas pela OAS, em três contratos firmados com a estatal.

SUPERFATURAMENTO DE ESTÁDIO FAZ DOIS EX-GOVERNADORES DO DF SEREM PRESOS

A Polícia Federal deflagrou, na manhã de ontem, a Operação Panatenaico, que tem como personagens principais os ex-governadores do Distrito Federal: Agnelo Queiroz (PT), José Roberto Arruda (PR) e o ex-vice-governador Tadeu Filipelli (PMDB), hoje assessor da presidência da república. Os três são alvo de mandado de prisão temporária e foram presos por volta de 8h10. As ações da PF começaram às 6h e têm como objetivo investigar organização criminosa que fraudou e desviou recursos das obras de reforma do Estádio Nacional Mané Garrincha para a Copa do Mundo de Futebol de 2014. Inicialmente orçadas em cerca de R$ 600 milhões, as obras no estádio custaram ao fim, em 2014, um total R$ 1,575 bilhão. O superfaturamento, portanto, segundo os investigadores, pode ter chegado a quase R$ 900 milhões.

MPE INVESTIGA ESQUEMA DE CORRUPÇÃO E LAVAGEM DE DINHEIRO NO TRIÂNGULO MINEIRO

O Ministério Público Estadual (MPE), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Uberlândia, desencadeou uma operação, na manhã de ontem, contra crimes de corrupção ativa e passiva, além de tráfico de influência e lavagem de dinheiro. A investigação apura a contratação irregular de um escritório de advocacia situado em Uberlândia, para prestação de serviços de compensação de créditos tributários à prefeituras do Triângulo Mineiro, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas. Os mandados são cumpridos em Uberlândia, Canápolis, Carmo do Paranaíba e Presidente Olegário. Além disso, o ex-prefeito de Canápolis, Diógenes Borges, foi autuado por porte ilegal de arma de fogo. O MPE informou, ainda, a prisão do atual prefeito de Perdizes, Fernando Marangoni. Ele foi flagrado recebendo R$ 20 mil em propina na cidade de Uberlândia. (G1)