Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Bastidores

ACESSIBILIDADE: A A A A
Bastidores 21/01/2017
Bastidores
Bastidores
Bastidores

Paulo Nogueira

 

FGTS INATIVO COMEÇA A SER LIBERADO EM MARÇO

Os 10,1 milhões de trabalhadores que possuem saldo em contas inativas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) poderão sacar os recursos a partir de março. A ordem dos saques deve ser baseada no mês de aniversário do trabalhador. A Caixa propôs que a retirada seja feita até julho. O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse ao jornal O Estado de S. Paulo que esse cronograma foi aprovado pelo presidente. No entanto, outro ministro, sob condição de anonimato, disse que o período pode ser maior, de seis a oito meses. "Há problemas operacionais para a Caixa administrar uma demanda tão grande. Isso ainda está em discussão", afirmou. Segundo ele, no entanto, a intenção é que os saques ocorram no menor tempo possível, se possível a maior parte no 1.º semestre, para que a injeção de recursos ainda surta efeito na retomada da economia ainda neste ano. O presidente Temer negou que haja qualquer modificação em relação ao anúncio que o governo federal havia feito no mês passado sobre liberar o total dos recursos nas contas inativas do FGTS.

FILHO DE TEORI: “TORÇO PARA QUE TENHA SIDO UM ACIDENTE”

Francisco Prehn Zavascki: "Seria muito ruim para o País saber que meu pai foi assassinado" O filho do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Teori Zavascki afirmou ontem (20/01), que o magistrado havia dito a ele que 2017 seria um ano complicado para o País, por causa dos efeitos dos desdobramentos da Lava Jato. Em conversa com o R7, Francisco Prehn Zavascki também falou que quer crer que a morte do pai, em uma queda de avião no litoral fluminense ontem, tenha sido um acidente. Nesse momento não tenho o que dizer, não deu tempo de sentir outra coisa senão a dor da perda. Mas eu, sinceramente, torço para que tenha sido um acidente. Acho que seria muito ruim para o País saber que meu pai foi assassinado. O ministro estava prestes a homologar as delações dos executivos da Odebrecht na Operação Lava Jato. Ele, inclusive, esteve no Supremo durante as férias, nesta semana, e falava constantemente com assessores por telefone. Sobre os desdobramentos da Lava Jato, Francisco diz que Teori comentou que seria um “ano difícil”. Ele se referia ao que ele já tinha visto nas delações e o que imaginava que iria causar.

LULA JÁ ACEITA SER PRESIDENTE DO PT

O ex-presidente Lula deu sinal verde para que seu nome seja trabalhado para ser o presidente do PT pelos próximos dois anos. A sugestão vinha sendo feita há tempos, mas Lula resistia. A ideia é ele assumir o comando para resgatar a imagem do partido que vive sua pior crise, pelo envolvimento de nomes importantes no "petrolão", o impeachment de Dilma e o desastroso resultado eleitoral em 2016. Ele será aclamado por unanimidade porque une as diversas tendências do partido que, no entanto, poderão apresentar chapas distintas para a composição do Diretório Nacional. A eleição de Lula para a presidência do PT deve acontecer no 6º Congresso do partido, que será realizado em Brasília. Anteriormente, o congresso estava previsto para fevereiro ou março, mas foi adiado para junho. Será a primeira eleição do presidente do partido pelo diretório nacional, depois de várias eleições pelo PED, Processo de Eleição Direta, a forma como o partido elegia seu comando, ouvindo a sua militância.

LAVA JATO PODE TER ATRAZO DE PELO MENOS DE 3 MESES, DIZ JANOT

Pelo regimento interno do Supremo Tribunal Federal (STF), no artigo 38, "em caso de aposentadoria, renúncia ou morte", o relator é substituído pelo ministro que será nomeado pelo presidente da República para sua vaga. Logo, com a morte do ministro Teori Zavascki, relator da Operação Lava Jato, os executivos e advogados da Odebrecht e o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, temem que o processo sofra atraso de meses. O planejado era que a homologação das delações da Odebrecht acontecesse em fevereiro. De acordo com a Procuradoria-Geral da República, os cálculos são de que, se os casos da Lava Jato forem redistribuídos a um outro ministro, a homologação dos 950 depoimentos da construtora poderiam ser adiadas em pelo menos três meses. Em um rápido pronunciamento à imprensa na noite desta quinta-feira, a presidente do Supremo, Cármen Lúcia, evitou comentar o futuro dos processos da Lava Jato após a morte de Teori. “Não estudei nada, por enquanto”, disse ao ser questionada sobre que ministro ficaria com a relatoria dos inquéritos. “Minha dor é humana, como tenho certeza de que é a dor de todos os brasileiros depois de perder um juiz como este”, afirmou. (Ig)

MINAS GERAIS TEM O MAIOR SURTO DE FEBRE AMARELA DA HISTÓRIA

Com 23 mortes já confirmadas, o Estado de Minas Gerais vive o maior surto de febre amarela de sua história. A doença ainda avança para fora da unidade regional leste (onde até então se concentrava) com a confirmação da morte de um homem no Distrito Federal, ele teria se contaminado na cidade de Januária, no Norte de Minas. O caso, porém, ainda começará a ser apurado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), que trabalha com a concentração dos doentes e mortos apenas no leste, que engloba as regiões Vale do Mucuri e Zona da Mata. Há ainda a suspeita de morte de macacos, indicativo da febre amarela, em cidades do Sul e do Triângulo mineiro. O balanço oficial divulgado nessa quinta-feira (19) apontava 206 casos notificados, 34 confirmados para febre amarela. Desses, 23 resultaram em morte, 15 a mais que os oito de balanço do dia anterior. Outros 31 óbitos seguem em investigação. “Esses óbitos já estavam notificados, nós tínhamos resultado laboratorial para febre amarela, mas não tínhamos informações de todo o quadro clínico”, afirmou o subsecretário de Vigilância e Proteção à Saúde, Rodrigo Said. Segundo ele, não há possibilidade de essas mortes terem sido causadas por febre amarela vacinal. Os anos de mais registros até então haviam sido 2001, com 32 casos da doença e 16 óbitos, e 2003, com 58 casos e 21 mortes.