Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Bastidores

ACESSIBILIDADE: A A A A
Bastidores 27/04/2017
Bastidores
Bastidores
Bastidores

Lançamento de selo personalizado

A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, por meio de Agenor Bernardo de Souza Filho, gerente Regional dos Correios Triângulo-Sudoeste, realiza o lançamento do Selo Personalizado alusivo ao Centenário do Lions Clube International. Participa do evento o Lions Clube Distrito LB-3. A cerimônia ocorrerá na terça-feira (02), às 10h, nas dependências do Espaço Cultural da Agência Central dos Correios em Uberaba – Praça Henrique Krugger, 33 – Centro – Uberaba.

Após 2 meses em alta, arrecadação federal volta a cair em março

Depois de dois meses de aumento real (acima da inflação), a arrecadação de impostos, contribuições federais e das “demais receitas” voltou a registrar queda em março, informou ontem (26/4), a Secretaria da Receita Federal. No mês passado, a arrecadação somou R$ 98,99 bilhões, com queda real (números corrigidos pela inflação) de 1,16% frente a março de 2016. A comparação com período igual do ano anterior é considerada a mais apropriada por especialistas. Ao contrário dos últimos meses, a Receita Federal não divulgou o resultado da arrecadação total de anos anteriores a 2016. Com isso, não é possível saber em que lugar a arrecadação do mês passado se situa na série histórica. O Fisco informou que pode divulgar posteriormente estes números. Em janeiro e fevereiro deste ano, a arrecadação teve crescimento principalmente por conta do desempenho das receitas não administradas pelo Fisco, que são as cobranças feitas por outros órgãos do governo, como os “royalties” do petróleo. Em março, essa arrecadação voltou a subir em termos reais (27,75% sobre março de 2016), mas isso não foi suficiente para impedir um tombo da arrecadação total.

Juros do cartão de crédito rotativo volta a subir para 490% ao ano

Os juros cobrados pelos bancos em suas operações com cheque especial e cartão de crédito rotativo voltaram a subir em março, após apresentarem queda em fevereiro deste ano, informou ontem (26/4), O Banco Central. No caso do cartão de crédito rotativo, a taxa passou de 487,8% ao ano em fevereiro para 490,3% ao ano em março deste ano. Com isso, atingiu o maior patamar desde janeiro (497,5% ao ano). A série histórica dessa modalidade de crédito foi revisada. Já os juros do cheque especial, ainda de acordo com a autoridade monetária, avançaram de 327% ano em fevereiro para 328% ao ano em março, também o maior nível desde janeiro (328,3% ao ano). Especialistas recomendam que essas modalidades de crédito (cartão e cheque especial) só devem ser utilizadas em momentos de emergência e por um prazo curto de tempo, devido ao custo proibitivo. No caso do cartão de crédito, a recomendação dos economistas é que os clientes bancários paguem toda a fatura no vencimento para não deixar saldo devedor.

PF faz operação contra esquema de fraude no inss

A Polícia Federal deflagrou, na manhã de ontem, a Operação Sétima Arte, para investigar esquema de fraudes na concessão de benefícios de pensão por morte nos estados do Pará e do Ceará. Segundo a Polícia, a organização criminosa investigada foi formada para fraudar o INSS, com o envolvimento de um vereador de Xinguara, no Pará, servidores do INSS, pessoas vinculadas ao Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Xinguara, bem como diversos “aliciadores de beneficiários”. Agentes da PF foram às ruas para cumprir seis mandados de busca e apreensão e 13 mandados de condução coercitiva expedidos pela Justiça Federal. Os mandados estão sendo cumpridos em sete municípios: Redenção, Xinguara, Água Azul do Norte, Ourilândia do Norte, São Felix do Xingu, Belém e Ananindeua, no Pará.

Modelos acusam donos da Playboy Brasil de assédio sexual

Oito modelos que fizeram um trabalho de recepção para a revista Playboy Brasil, acusam André Luís Sanseverino e Marcos Aurélio de Abreu, dois dos donos da revista, de assédio sexual. Segundo elas, os empresários teriam pedido fotos nuas e favores sexuais em troca de trabalhos na revista e em outras mídias. Em reportagem exibida pelo “Fantástico” da TV Globo, no último domingo (24), as modelos se pronunciaram e mostraram uma série de conversas por mensagens de celular com Sanseverino. Todas as denunciantes participaram de um evento da revista Playboy Brasil, no dia 13 de agosto de 2016, em Florianópolis, como recepcionistas. Vestidas de coelhinhas, grande ícone da marca, elas tiraram fotos com os donos e convidados na festa que marcava o relançamento da publicação, que teve seus direitos no Brasil adquiridos por Sanseverino, Abreu e um terceiro sócio, Edson de Oliveira, após desvinculação do grupo editora Abril. Já durante o evento, as modelos alegam que Abreu teria as assediado. (Ig)

Lava Jato: Agu cobra de empresas envolvidas 

A Advocacia-Geral da União (AGU), ajuizou mais uma ação de improbidade administrativa contra 20 empresas e pessoas físicas envolvidas no esquema de corrupção na Petrobras, investigado pela operação Lava Jato. No pedido protocolado na 11ª Vara Federal de Curitiba, o governo federal cobra mais R$ 11,3 bilhões, referentes a desvios identificados em obras como o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), a Refinaria de Abreu e Lima, em Pernambuco, plataformas marítimas e gasodutos. Desde 2015, quando começou a atuar para rever os valores oriundos de esquema de corrupção na estatal, a AGU já impetrou outras cinco ações, nas quais pede o ressarcimento de mais R$ 29 bilhões. Com a nova ação, protocolada ontem, os valores buscados pela União somam R$ 40 bilhões. Em nenhum caso, houve decisão da Justiça e, portanto, os valores ainda não foram recuperados.

Mega operação da pf mira grupo criminoso que lavou mais de us$ 5 bilhões

Mais de 200 agentes federais cumprem um total de 103 mandados judiciais no âmbito da Operação Perfídia, sendo que a maioria deles se concentra no Distrito Federal. As diligências, que envolvem dois pedidos de prisão temporária, 46 mandados de condução coercitiva e 55 de busca e apreensão, também ocorrem em outras 11 unidades federativas: Bahia, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Goiás, Pará, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, São Paulo e Tocantins. Os alvos e maiores detalhes da operação serão mantidos sob sigilo pelo período, de 24 horas, medida que foi determinada pelo juiz Ricardo Augusto Soares Leite, da 10ª Vara Federal do DF. O magistrado foi o responsável por atender aos pedidos do Ministério Público Federal que originaram a operação de ontem. Segundo informações da Polícia Federal e do MPF, as investigações tiveram início em agosto do ano passado, quando um estrangeiro que portava passaporte brasileiro falso foi preso em flagrante, no Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília. Posteriormente, a apuração mostrou que o documento foi providenciado por integrantes do esquema.