Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Bastidores

ACESSIBILIDADE: A A A A
Bastidores 16/03/2014
Bastidores
Bastidores
Bastidores

UFA! - As lentes do antenadíssimo repórter-fotográfico Enerson Cleiton flagraram a gravata abandonada no plenário da Câmara Municipal de Uberaba – provavelmente deixada de lado num daqueles momentos de clima quente

 

Agenda em alta...

Próxima agenda da presidente Dilma Rousseff (PT) em Uberaba será preparada por um uberabense: seu novo chefe de Gabinete, advogado Beto Vasconcelos. Na edição de 11 de março, esta coluna ressaltou que o nome do ex-secretário-executivo da Casa Civil estava cotado para assumir o comando da Casa Civil, além das especulações de ele trabalhar diretamente na campanha da presidente à reeleição, e até para comandar a Advocacia-Geral da União/AGU a partir de 2015, caso Dilma vença as eleições.

 

Cotações

Beto Vasconcelos chegou a ser cotado algum tempo atrás para ministro do Supremo Tribunal Federal/STF e para advogado-Geral da União, mas esbarrou, na época, na pouca idade - hoje tem 37 anos. Ele se afastou da Secretaria-Executiva, a pedido, em maio de 2013, para fazer cursos no exterior, e retorna agora – não para ser ministro da Casa Civil, mas para o cargo mais próximo da Presidência da República.

 

Expectativa

E tudo indica que não vai demorar muito para que o novo chefe de Gabinete articule uma visita da presidente da República a Uberaba. Ela é esperada na cidade para lançar oficialmente a ordem de serviço para começo das obras de construção e montagem da fábrica de amônia/fertilizantes da Petrobras.

 

As funções

O filho de Sueli e Gilberto Vasconcelos - advogado militante em Uberaba, Beto Vasconcelos, tem, a partir de agora, sob sua responsabilidade, de acordo com a legislação sobre o cargo:

I - articular, coordenar, delegar, executar e monitorar as demandas do (a) presidente da República;

II - realizar a interlocução do (a) presidente da República junto aos ministros de Estado e demais autoridades;

III - acompanhar o (a) presidente da República em seus compromissos nacionais e internacionais, em audiências, reuniões e eventos, quando oportuno;

IV - coordenar a recepção do (a) presidente da República no Palácio do Planalto em articulação com o Gabinete de Segurança Institucional e o Cerimonial;

V - coordenar as reuniões dos chefes de Gabinete dos ministros e dos secretários Especiais;

VI - articular e planejar ações com os órgãos de assessoramento imediato ao (à) presidente da República;

VII - coordenar e articular as unidades do Gabinete Pessoal; e

VIII - exercer outras atribuições que lhe forem cometidas pelo (a) presidente da República.

 

Nos trinques...

Organização Não-Governamental Solidariedade Animal e Responsabilidade Ambiental/Sara divulga seu primeiro balancete, relativo a 2013 – ano em que a ONG foi criada. Mostra que está preparada para trabalhar pela causa, e ainda: para recepcionar recursos destinados ao setor. Na edição de 17 de dezembro do ano passado, Bastidores revelava a criação da ONG, citando, inclusive, que seus associados já estavam se movimentando para promover, gratuitamente, a castração de animais errantes – que vivem pelas ruas de Uberaba.

 

Reforço...

Aliás, na edição de ontem, esta coluna noticiou que o governo municipal encaminhou à Câmara de Vereadores projeto de lei que cria o Fundo Municipal de Proteção e Bem-Estar Animal – instrumento que permitirá a captação de recursos públicos e privados para a causa da defesa dos animais em Uberaba. Matéria deve ser votada segunda-feira, dia 17.

 

Patrimônio

Cumprindo determinação do Conselho Municipal do Patrimônio Histórico e Artístico de Uberaba – conforme divulgado por esta coluna em 2013, o Palacete José Caetano Borges, localizado na rua Tristão de Castro, 64, será vistoriado por técnicos e vai passar por restauração. O imóvel é tombado pelo patrimônio público municipal desde 2008; foi adquirido pela Prefeitura de Uberaba, e atualmente é sede da Fundação Cultural de Uberaba.

 

O imóvel

De acordo com o Conselho do Patrimônio Histórico, a construção da residência começou em 1913, em um terreno de 1.615,10 m², com uma área construída de 940 m². Em seu estilo eclético, tem características do período colonial, barroco, neoclássico, predominando a ordem coríntia. O edifício apresenta um volume compacto e maciço, compreendendo dois pavimentos.

 

Mudança

Uma primeira visita já foi feita por técnicos da Fundação de Arte de Ouro Preto – Faop, que retornam na semana que vem para fazer a vistoria. A Fundação Cultural deve mudar-se do casarão e, para que as providências sejam tomadas, o atendimento ao público foi suspenso entre os dias 18 e 21 de março, “exceto o atendimento telefônico através do número 3333-9200”. O trabalho interno e administrativo acontecerá normalmente.