Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Bastidores

ACESSIBILIDADE: A A A A
Bastidores 25/03/2014
Bastidores
Bastidores
Bastidores

SOCORRO – Vítima de vandalismos, a locomotiva Maria Fumaça preocupa os defensores do patrimônio histórico e artístico (Foto: Enerson Cleiton)

Maria Fumaça

Antenadíssimo João Eurípedes Sabino – engenheiro, perito judicial, articulista, membro da Academia de Letras do Triângulo Mineiro, lamenta a situação em que se encontra a locomotiva Maria Fumaça, exposta na Mojiana. “É uma degradação progressiva” – escreveu ele, em e-mail à redação de Bastidores.

 

Vandalismo

João Sabino ressalta que os vândalos estão depredando e destruindo a máquina -  e lembra que se trata de um patrimônio histórico. “Cercas metálicas foram arrombadas, várias peças da máquina estão sendo retiradas e outras foram quebradas. Se não forem contidas estas ações devastadoras, brevemente teremos a ex-Maria Fumaça” – se queixa.

 

Patrimônio

Tombada como patrimônio histórico (decreto 1.901/1999), a locomotiva Maria Fumaça pertenceu à Companhia Mojiana – que inaugurou a estação ferroviária de Uberaba em 23 de abril de 1889. Os trens da época utilizavam máquinas a vapor. A Maria Fumaça de Uberaba foi importada da Inglaterra e identificada por “tipo 301”. É uma das cinco máquinas tipo A-6-0/Tenwheel, fabricada por Beyer Pegcock, que a Companhia Mojiana possuía.

 

(In)segurança

Quem também se diz decepcionado é o padre Rogério Consentino de Aguiar – que administra a Paróquia de São José Operário/bairro Gameleira 2/praça Pio XII.  É que suas inúmeras insistências não foram suficientes para que os comandos da Polícia Militar e da Guarda Municipal de Uberaba providenciassem segurança pública para os vários dias de festas em homenagem a São José – com quermesse quase todas as noites, e nem mesmo para o sábado do Bingão Show de Prêmios, quando já se imaginava que haveria um grande público.

 

Show de prêmios

E foi com mais de duas mil pessoas espremidas nas áreas interna e externa do recém-inaugurado salão paroquial, que a Paróquia de São José Operário encerrou sua programação da festa. Doados pela comunidade, os principais prêmios da noite foram um veículo Fusca (um fuscão preto); um salário-mínimo (R$ 724); uma TV 32`; e R$ 1 mil. O bingão foi cercado de cuidados especiais, inclusive com os sorteios sendo realizados eletronicamente.

 

Som na caixa

E já que uma boa parte dos paroquianos estava ali por causa do fuscão preto, nada como abrilhantar a noite – das 20h às 2h da madrugada, tocando a famosa guarânia com o mesmo nome, composta por Jeca Mineiro e Atílio Versuti em 1973, e que virou fenômeno  em 1982 na voz de Almir Rogério.

 

Notado e anotado

Padre Rogério Consentino negou que o fuscão preto sorteado sábado, dia 22, tenha sido doado por Wagner Júnior - que é pré-candidato a deputado estadual pelo PR, agora, em outubro de 2014. Afinal, quem, além dele, teria motivo para lembrar a música que embalou a campanha de seu pai, a prefeito, em 1982?! Enfim, pra colocar ainda mais fervura na panela de pressão, Wagner apareceu na festa. Mas, justiça seja feita: apesar de ter ficado um bom período no evento, se comportou com discrição. Entrou quieto e saiu mais quieto ainda.

 

Meras coincidências?

E quem também passou pelo Bingão Show de Prêmios da Paróquia de São José Operário foi o presidente do Pros/Uberaba, vereador Cléber Humberto Ramos. O vereador é amigo, aliado e apoiador de uma eventual candidatura do ex-prefeito Anderson Adauto (PRB) a deputado federal, e inclusive foi seu líder na Câmara Municipal...Ah, sim! Anderson foi lançado na vida política por Wagner do Nascimento.

 

Recordes

Mas, se alguém acha que o sucesso da Festa de São José Operário do bairro Gameleira 2 se restringiu ao bingão – por causa dos prêmios, mero engano! A série de missas realizadas ao longo de vários dias atraiu milhares de fiéis. Bombou no dia em que a celebração foi presidida pelo arcebispo metropolitano, Dom Paulo Mendes Peixoto ... mas bateu recordes dia 19, a data em que São José é homenageado pela sua história de vida. De acordo com o padre Rogério Consentino, nada menos do que 5.000 pessoas passaram pela Igreja.

 

Cogitações

Um nome que circulou bastante quando o prefeito Paulo Piau (PMDB) assumiu a Prefeitura de Uberaba – no início de 2013, volta a ganhar destaque nos bastidores: Alaor Antônio Rodrigues Vilela. Motivo é a vaga surgida na Secretaria Municipal da Fazenda, com a exoneração, na sexta-feira, 21 de março, do então titular Wellington Fontes.

Alaor Vilela surge como um eventual substituto.

 

Transição

O economista, advogado e contabilista comandou a comissão de transição de governo indicada por Paulo Piau e coube a ele, após um amplo levantamento das contas da administração municipal, tornar público que o novo governo enfrentaria um déficit na ordem de R$ 69 milhões. Isso, fora uma dívida a longo prazo, na ordem de R$ 140 milhões. O relatório de dez páginas incluiu um trabalho de 35 dias. (Vale lembrar que auditoria feita posteriormente encontrou números ainda maiores).

 

Prata da casa

Jovem uberabense - de 17 anos de idade, faz bonito no Campeonato Mundial Juvenil de Tênis Banana Bowl, um dos maiores torneios de tênis do mundo para atletas até 18 anos. João Lucas sagrou-se campeão em duplas e vice-campeão em simples. Herdeiro da família Hueb - neto da educadora e membro da Academia de Letras do Triângulo Mineiro, Terezinha Hueb e do ex-vereador Murilo Pacheco de Menzes, e filho do oftalmologista Fabiano Hueb, o campeão João Lucas põe o esporte de Uberaba em destaque no cenário mundial...