Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Bastidores

ACESSIBILIDADE: A A A A
Bastidores 18/04/2014
Bastidores
Bastidores
Bastidores

DE OLHO NO CRIME - Videomonitoramento vai ajudar na segurança pública de Uberaba. Equipamentos estão sendo instalados – segundo revela a imagem feita por Enerson Cleiton, e os operadores do sistema já estão sendo designados 

Olho Vivo
Trinta e sete aprovados em processo seletivo acabam de ser designados pelo prefeito Paulo Piau (PMDB) para a função de operador de sistema de monitoramento eletrônico. Eles vão trabalhar no Projeto Olho Vivo – programa de videomonitoramento de imagens, geradas por câmeras estrategicamente distribuídas em regiões com altos registros de ocorrências de criminalidade contra o patrimônio. 

Parceria
O projeto tem base no governo estadual (leia-se Secretaria de Estado de Defesa Social), e chega a Uberaba com a parceria da prefeitura e da Polícia Militar. 

Expectativas
Caberá, agora, à PM, cuidar da data e do treinamento dos designados, e a expectativa é de que isso aconteça o mais urgente possível. Acontece que o sistema deverá entrar em funcionamento em maio, antes ou durante a ExpoZebu. Enquanto isso, a empresa Emive continua instalando os cabos de fibra ótica na cidade - alguns quilômetros já estão prontos.

Pagando o pato
Cerca de 20 uberabenses integram a lista de quase 700 trabalhadores demitidos da Fundação de Apoio e Desenvolvimento da Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais – a Fundação Renato Azeredo. “Estamos pagando o pato pelos problemas surgidos entre a entidade, o Ministério Público e a Justiça” – desabafa um dos uberabenses, em conversa com a colunista de Bastidores.

Origem
A Fundação Renato Azeredo surgiu em 1996 com a missão de apoiar as ações da Universidade do Estado de Minas Gerais – UEMG, tem sede em Belo Horizonte e, além da escola, reforçou sua clientela com contratos da administração pública e privada. A entidade leva o nome do pai do ex-senador Eduardo Azeredo (PSDB/MG) e foi fundada na época em que Eduardo era governador do Estado. 

Reações
Os contratos com o governo do Estado levantaram suspeitas e levaram o Ministério Público de Minas a instaurar inquérito para apurar a atuação da Fundação Renato Azeredo. Apesar de ainda não existir uma conclusão definitiva sobre as investigações, a entidade optou pelo cancelamento dos contratos com o governo e pela demissão em massa dos contratados através destas parcerias. O Sindicato dos Auxiliares de Administração Escolar do Estado de Minas Gerais – SAAEMG, que representa a maioria dos demissionários, anuncia que vai ingressar na Justiça em defesa dos trabalhadores.

Movimentos
Presidente do Partido Ecológico Nacional – o PEN/Uberaba, Vicente Araújo de Souza Netto, está oficialmente nomeado para o cargo de assessor especial de projetos estratégicos da Prefeitura de Uberaba – cargo com status de 1º escalão. Publicação saiu na última edição do Porta-Voz, jornal oficial do município, que trouxe a exoneração oficial do antigo ocupante do cargo, Antônio de Oliveira – o Toninho, que permanece, porém, secretário-executivo da Associação dos Municípios da Microrregião do Vale do Rio Grande/Amvale.

Reforços
Então filiado ao Partido Verde/PV, Vicente Araújo foi candidato a vice-prefeito em 2012 na chapa liderada por Fahim Sawan, então do PSDB. A dobradinha não foi para o 2º turno e optou por apoiar a candidatura de Paulo Piau (PMDB), de quem Fahim – agora peemedebista, se tornou secretário de Saúde, e agora Vicente Araújo, no PEN, assume assessoria especial.

ZPE na rede
Em postagem no Facebook, o ex-secretário de Desenvolvimento Econômico (leia-se governo Anderson Adauto/PRB), Carlos Assis, chama a atenção da Promotoria de Justiça para o projeto de lei 60/2014, de autoria do prefeito Paulo Piau, e que está na Câmara de Vereadores para ser votado. “Desta forma, encaminho a documentação bibliográfica anexa, na intenção de contribuir para os trabalhos de pesquisa e análise, que certamente estarão condicionados à decisão de Vossa Excia. em atender a solicitação ora manifesta” – diz o ex-secretário.

Licitação deserta
Debatido em audiência pública recente - acionada pelo vereador Kaká Carneiro (PSL) e realizada pela Câmara, o projeto prevê mudanças com o objetivo de viabilizar a Zona de Processamento de Exportação de Uberaba/ZPE, já que o governo anterior não obteve sucesso. Nenhuma empresa ou consórcio se apresentou para construir e administrar o empreendimento. 

Exportações
Aprovada em março de 2012 pelo Conselho Nacional das Zonas de Processamento de Exportação – CZPE, e poucos meses depois, confirmada em decreto da presidente Dilma Rousseff (PT), a ZPE/Uberaba prevê a exportação de carnes; óleo de soja, e produtos das áreas sucroalcooleira, de couro, lácteos, moveleiros, químicos e de cosméticos. Tudo com isenção de impostos.