Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Bastidores

ACESSIBILIDADE: A A A A
Bastidores 16/05/2014
Bastidores
Bastidores
Bastidores

ELAS MERECEM - Mães que participaram da edição 2014 da homenagem ao Dia das Mães – promovida pelo vereador João Gilberto Ripposati (PSDB), pediram espaço à coluna Bastidores para agradecer a festa. Lembram que, há seis anos, Ripposati rende homenagem às mães,  sempre com uma festa na quadra da Associação de Moradores do Bairro Alfredo Freire, e que o evento já faz parte do calendário do bairro. Além de presentear cada mãe com uma camiseta, um creme da Scala e um espelho de bolsa, o vereador e sua equipe animaram o encontro de 2014 com o sorteio de brindes, brincadeiras e apresentações de grupos de dança e da dupla de cantores Cláudia Falconi e Tiago Silva

Coluna aérea
(2º capítulo)

Após ocupar uma coluna inteira (na edição de ontem) para citar todos os horários, preços e outros detalhes dos voos Uberaba/Belo Horizonte (e vice-versa) oferecidos pela empresa Azul, esta coluna volta ao tema, agora acionada pelo engenheiro Moacyr Lopes dos Santos, da VIM Engenharia e Consultoria, usuário, apaixonado e estudioso dos assuntos aéreos.

Pouca fé
Ele reflete que a “vitória” anunciada pelas lideranças de Uberaba que estiveram esta semana na empresa, em São Paulo, ainda não pode ser comemorada. Moacyr Lopes justifica sua pouca fé na reativação dos voos diretos Uberaba/BH: “os voos anunciados de Uberaba para BH, com pouso em Confins, sofrem restrições pela Infraero, por falta de pátio”.
 
Voo autorizado

O engenheiro diz que a Agência Nacional de Aviação Civil/Anac, autorizou a empresa Azul a oferecer voos entre Uberaba e Belo Horizonte, através do aeroporto de Pampulha – sem dúvida o melhor, já que fica cerca de dez minutos do centro da capital, e tem melhores condições de atendimento. Esta, segundo Moacyr Lopes, deveria ser uma das reivindicações de Uberaba. “Só depende da Azul, e parece que ninguém tocou nesse assunto na reunião” – lamenta.  

Sem preconceito
Moacyr Lopes diz que não quer defender ou acusar ninguém, mas apenas ser realista... Segundo ele, o que está acontecendo em Uberaba, já aconteceu em Juiz de Fora, Varginha e outras cidades, sendo que Uberaba foi uma das últimas a ter os voos cancelados. E está acontecendo – inclusive, afirma, em todos os países do mundo, desde os Estados Unidos, Inglaterra, França, chegando agora ao Brasil. 

Capitalismo
O engenheiro concluiu – pelos estudos e pesquisas que faz constantemente sobre o assunto, que as empresas estão se readequando, diminuindo rotas e otimizando outras, como forma de elevar a ocupação das aeronaves. “O custo de uma passagem é definido por uma equação simples: número de passageiros/km voado, e, infelizmente, Uberaba não é cidade polo de aviação, em tese, com mais de 500 mil habitantes” – analisa. Moacyr Lopes vai além. Entende que, por mais que os políticos reclamem, as empresas  não vão retornar os voos. “O mundo da aviação passa por um período de recessão global e Uberaba é considerada aviação regional” –dispara.

Muita fé
Em compensação, o promotor de Justiça José Carlos Fernandes Junior – primeiro a dar o grito, através do Facebook, sobre o cancelamento dos voos diretos da Azul, tratou, ontem, de curtir e parabenizar o prefeito Paulo Piau (PMDB) e demais lideranças que foram a São Paulo tentar a reativação dos voos. José Carlos foi promotor em Uberaba ao longo de quase 16 anos e hoje é membro do Grupo Especial de Promotores de Justiça de Defesa do Patrimônio Público do Estado de Minas Gerais/GEPP.

Mais fé ainda...
Em seus murais no Facebook, o prefeito atribuiu o compromisso da empresa em retomar os voos diretos à união das lideranças. “Mais uma vez, Uberaba se une para defender os interesses da cidade e da nossa gente... Ainda não é o ideal, mas a empresa nos garantiu a volta dos voos diretos e vamos, agora, esperar que o compromisso seja cumprido” –disse Piau.  

Servidor culto
Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Uberaba – SSPMU, reivindica à Fundação Cultural de Uberaba que seja viabilizado o vale-cultura para os trabalhadores da prefeitura. Criado em 2012 pelo governo federal/Ministério da Cultura, o benefício custa R$ 50,00 e abrange trabalhadores que recebem até cinco salários mínimos.
 
E os produtores...
Cooperativa dos Produtores Rurais do Triângulo Mineiro/Certrim, abriu oficialmente a 12ª edição do Encontro de Bons Negócios, com pronunciamento do presidente Luiz Henrique Borges Fernandes. Ele reforçou que o foco do evento é a negociação, a oportunidade para os produtores adquirirem produtos a custos mais baixos.

Aprovados
e nomeados

Presidente Luiz Guaritá Neto assinou as primeiras nomeações dos aprovados no concurso público realizado pelo Centro Operacional de Desenvolvimento e Saneamento de Uberaba/Codau. Lista está na nova edição do Porta-Voz, jornal oficial do município.

Segurança rural
Descontentamento e queixas à parte, o governo de Minas Gerais anuncia a redução de 22,7% dos furtos na zona rural de Uberaba, no comparativo dos anos de 2012 e 2013. O resultado – segundo a assessoria do governo, foi alcançado após um ano de atuação da Área Integrada de Segurança Pública - Aisp Rural, inaugurada em maio do último ano. 

Pioneirismo
O governo lembra que a iniciativa é pioneira, e que foi implantada pela Secretaria de Estado de Defesa Social “para minimizar a violência e reprimir crimes no campo”. De acordo com as informações, o número de furtos nas áreas rurais de Uberaba caiu de 242 ocorrências, registradas em 2012, para 187, em 2013. Outros dados divulgados pelo governo mineiro: A Aisp Rural integra as Polícias Civil e Militar e o Corpo de Bombeiros. Atua 24h por dia e possui rotas em cinco mil propriedades rurais. Desde a sua inauguração, foram realizadas 977 operações preventivas, efetuadas mais de 130 prisões e apreendidas 80 armas de fogo utilizadas em algum tipo de delito no campo.