Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Bastidores

ACESSIBILIDADE: A A A A
Bastidores 27/05/2014
Bastidores
Bastidores
Bastidores

DE OLHO NO HERDEIRO – Vereador e presidente do PRB/Uberaba, Franco Cartafina, recebeu os avós em seu Gabinete Itinerante, na Vila Militar. O ex-prefeito Silvério Cartafina e a ex-vereadora Teresinha Cartafina conferiram a novidade do gabinete que passa de bairro em bairro coletando sugestões, queixas e reivindicações dos moradores. Principais reivindicações da Vila Militar: posto de saúde, posto policial, primeiro emprego e conclusão de uma avenida que começou a ser aberta ainda na gestão passada e que tem servido de lixão e provocado o surgimento de bichos peçonhentos. Tudo registrado em fotos pela jornalista Rose Dutra

A omissão
Nada menos do que 25 partidos políticos de Uberaba – dos 31 existentes legalmente, deixaram de prestar contas relativas a 2013 – segundo publicação feita na edição de ontem, 26 de maio, do Diário Eletrônico do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais. 

O repasse
Em sentença válida para todos eles, o juiz Lúcio Eduardo de Brito, diretor do Foro Eleitoral de Uberaba, suspendeu os repasses do fundo partidário para estas legendas. “Constatada a completa omissão das agremiações políticas quanto à prestação de contas anual do exercício 2013, impõe-se a aplicação automática da penalidade administrativa” – justificou o magistrado.

O dever
O juiz abriu a sentença lembrando que a legislação eleitoral impõe ao partido o dever de enviar a sua prestação de contas anualmente à Justiça Eleitoral, com o intuito de zelar pela fiscalização da gestão contábil e controle de dispêndios e receitas de cada agremiação. E ainda: lembrou que existe data limite para isso. 

A data
Os  partidos políticos com registro no Tribunal Superior Eleitoral/TSE tinham até 30 de abril de 2014 para apresentar suas prestações de contas partidárias referentes ao exercício de 2013. Os diretórios nacionais das legendas deviam entregar no TSE as respectivas prestações de contas. Já os diretórios estaduais tinham que entregá-las nos Tribunais Regionais Eleitorais, e os diretórios municipais, nas zonas eleitorais.

Os irregulares
As legendas de Uberaba citadas na lista divulgada pela Justiça Eleitoral são as seguintes: PCB; PCdoB; PDT; PEN; PHS; PMDB; PMN; PPS; PRB; Pros; PRP; PRTB; PSB; PSC; PSDB; PSDC; PSL; Psol; PT; PTB; PTC; PTdoB; PTN; PV; SDD. 

Os regulares
Em contrapartida, levando em conta as 31 legendas registradas legalmente na cidade, só seis prestaram contas: o PSD (presidido por Marcos Montes); PR (de Eduardo Ferro); PP (de Marcelo do Nascimento); DEM (de Eclair Gonçalves); PSTU (de Adriano Espíndola); PPL (comando vencido).
Acéfalos
E de acordo com a Justiça Eleitoral, estão sem comando em Uberaba: o PPS e o Psol – comandos venceram agora, em maio de 2014; o PSL – desde janeiro de 2014; o PPL – desde outubro de 2013; o PCB – desde junho de 2013.

Investigação (???)
TV Câmara reprisou, ontem, sessão plenária em que o vice-presidente da Casa, Paulo César Soares (SDD), pediu a criação de uma comissão de investigação para apurar “denúncia” de que Uberaba estaria recebendo lixo de Ituveraba, SP. Colocando-se na condição de fiscalizador, e em discurso pra lá de agressivo, o vereador repetiu dados publicados no jornal Folha de S.Paulo – sem que antes procurasse saber do que se tratava.

Legal e ambiental
O assunto – que continua sendo divulgado na TV Câmara como se fosse um crime, já está mais do que explicado. O lixo em questão é destinado a uma empresa privada de Uberaba, que tem licença legal e ambiental para processar resíduos da cidade e de fora...E mais: de acordo com o promotor Regional do Meio Ambiente, Carlos Valera, a medida ajuda a reduzir o impacto ambiental. 

Explicadinho
Em entrevista ao MG TV Integração, o promotor esclareceu: “Essas empresas de aterro privado ajudam na proteção ambiental porque esses resíduos que a população descarta são nocivos se jogados nas rodovias e terrenos baldios. Nesses locais, eles têm o tratamento adequado. Ou seja, é muito melhor, sob todos os aspectos ambientais, que o lixo fique segregado com controle ambiental do que espalhado.” 

Palavra de pai...
Em meio a tantos assuntos ruins envolvendo a saúde pública brasileira, eis que é muito bom divulgar as exceções... É o caso de Edmilson Alves, que pede um espaço para aplaudir o médico Edson Fayad, que atendeu seu filho no Hospital da Criança, detectou o problema (uma sinusite) e indicou o tratamento. De acordo com ele, a criança já tinha sido atendida em duas outras consultas no mesmo hospital, sem resultado. “Mas, finalmente encontramos o doutor Fayad, que fez um atendimento individualizado, profissional e humano: é disso que precisamos quando levamos um filho para o hospital” - afirmou Edmilson.