Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Bastidores

ACESSIBILIDADE: A A A A
Bastidores 12/08/2014
Bastidores
Bastidores
Bastidores

...QUE NINGUÉM É DE FERRO – Político que tem política no sangue tem que se alimentar bem pra dar conta dos agitos de uma campanha eleitoral. Depois da carreata e passeata pela cidade, o prefeito Paulo Piau e a primeira-dama Heloísa Piau receberam os visitantes para almoço, em sua residência, entre eles, Fernando Pimentel e Maurício Muniz

Poderes
Movimentação dos candidatos majoritários da coligação Minas Pra Você (PT/PMDB/PRB/Pros/PCdoB), em Uberaba, sábado, dia 9, atraiu aliados importantes, incluindo o poderoso secretário Nacional do Programa de Aceleração do Crescimento/PAC, Maurício Muniz Barretto de Carvalho. 

Xodó
Mestre em Administração Pública e Planejamento Urbano, Muniz tem tratamento especial entre os petistas e peemedebistas. Por pouco não foi mais paparicado do que os candidatos Fernando Pimentel/PT (a governador), Antônio Andrade/PMDB (vice-governador) e Josué Alencar/PMDB (senador). 

O outro lado
E hoje vem aí a coligação Todos Por Minas (PSDB/PP/DEM/PSD/PTB/PPS/PV/PDT/PR/PMN/PSC/PSL/ PTC/SDD). Comitê majoritário dos tucanos – já aberto ao público, será inaugurado oficialmente, enquanto os candidatos a governador e a vice, respectivamente, Pimenta da Veiga (PSDB) e Dinis Pinheiro (PP), e ao Senado, Antonio Anastasia (PSDB), fazem o corpo a corpo com o eleitorado nas ruas centrais da cidade.

Saudações peemedebistas
Ex-presidente do PMDB/Uberaba, Eduardo Palmério, diz que está muito bem na legenda e que não procede o “boato” de que estaria batendo asas para o PSDB. O esperançoso de que isso pudesse acontecer é o secretário-geral do PSDB/Uberaba, Luiz Cláudio Campos, que se reuniu com Eduardo recentemente e fez o convite.

Convidados
Da mesma reunião com o secretário do PSDB, participou ainda, Mauro Umberto Alves, também do PMDB e atual assessor geral de Planejamento Orçamentário (com status de 1º escalão) do governo Paulo Piau (PMDB). Mauro e Eduardo já foram filiados ao PSDB, e até presidiram o partido.

Nos trinques
E por falar em legendas, 20 delas estão com seus comandos regularizados em Uberaba: PR (prazo indeterminado); PMN (indeterminado); PRP (indeterminado); PTdoB (indeterminado); PTN (indeterminado); PSD (indeterminado); Pros (indeterminado); PRB (indeterminado); PT (até 20/02/2018); PSC (31/12/2016); PSTU (15/04/2016); PTC (08/02/2016); PCdoB (21/09/2015); PP (07/06/2015); PSDB (31/03/2015); PSB (30/03/2015); PMDB (25/11/2014); PEN (14/10/2014); SDD (30/09/2014); PHS (13/08/2014). 

Acéfalos
Doze outras legendas estão sem comando em Uberaba: o DEM; o PCB; o PDT; o PRTB; o PSL; o Psol; o PTB; o PPS; o PPL; o PSDC; o PV e o PCO. 

A defesa
Em seu recurso contra o indeferimento de sua candidatura a deputado federal, o ex-prefeito Anderson Adauto (PRB) faz as seguintes alegações: que, para aplicação da sanção de inelegibilidade, ele teria que ter sido condenado por ato doloso de improbidade administrativa que importasse lesão ao patrimônio público e enriquecimento ilícito...

Os processos
O ex-prefeito alega que “nenhuma das três sentenças que o condenaram reconheceu o enriquecimento ilícito”. E ainda: que a suspensão de direitos políticos por oito anos “decorre da lei de improbidade e não da lei de inelegibilidade”. Em relação a um quarto processo (condenação criminal), ele alega que está pendente de julgamento pelo Tribunal Superior Eleitoral/TSE e pelo Supremo Tribunal Federal/STF.

Por conta e risco
Apesar do indeferimento por unanimidade, no Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais – TRE/MG, Anderson Adauto cumpriu o que vinha anunciando ao longo da semana (e que muita gente duvidava)... Lançou a candidatura domingo, na feira d’Abadia, com direito a carreata e muito barulho. Detalhe: a legislação eleitoral permite que ele faça campanha enquanto o processo estiver sub judice (em grau de recurso).

Confusão eletrônica
E o advogado Sebastião Severino acabou sendo vítima de confusão desta colunista. Em e-mail recheado de conversas aqui e acolá, ficou parecendo que o ex-presidente do PT e ex-coordenador do Programa de Defesa do Consumidor/ProconUberaba, e assessor do deputado estadual (candidato a federal) Adelmo Leão, do PT, se mudara para Varginha. Não era ele, mas, sim, uma outra pessoa que participava da conversa no correio eletrônico.

Em resumo...
E assim, os amigos, simpatizantes, clientes e até os inimigos podem ficar tranquilos: Sebastião Severino continua morando, trabalhando e politicando em Uberaba. 

Omissão
E a Justiça Eleitoral tem lembrado, insistido, batido o pé, enfim, deixado claro que a prestação de contas de candidato é OBRIGATÓRIA, mesmo que ele seja indeferido ou renuncie à disputa. Ainda assim, o que se percebe é uma tremenda negligência em muitos casos. A primeira prestação de contas das eleições de 2014 deixa isso bem evidente...

Acertos
Dos 27 candidatos com domicílio eleitoral e/ou relações próximas com Uberaba, que pediram registro no TRE/MG, só dez mandaram as contas: Adelmo Leão (PT); Marcos Montes (PSD); Caio Narcio (PSDB); Tony Carlos (PMDB); Antônio Lerin (PSB); Maurício Magalhães (PEN); Josimar Rocha (PT); Edson Santana (PPS); Samuel Pereira (PR); Almir Silva (PTdoB).

Moral da história
Mesmo lembrando que existem outras duas oportunidades para os acertos (uma prestação de contas parcial, além da prestação final), não duvide que, nas próximas eleições, muitos vão enfrentar problemas por terem se omitido em 2014.