Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Bastidores

ACESSIBILIDADE: A A A A
Bastidores 12/04/2013
Bastidores
Bastidores
Aleluia!

Secretário Fahim Sawan, em cumprimento à legislação, "notifica os partidos políticos, os sindicatos de trabalhadores, as entidades empresariais e a quem possa interessar", que a Secretaria Municipal de Saúde foi beneficiada com R$ 2 milhões. Recursos são provenientes do governo do Estado para investimentos na construção do Hospital Regional de Uberaba. Detalhe: prefeito Paulo Piau (PMDB) diz que a empreiteira garantiu a entrega do hospital entre julho/agosto.

Falta mão de obra no Ministério do Trabalho
Gerência Regional do Trabalho e Emprego em Uberaba e Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico tentam chegar a um acordo para agilizar a emissão de carteiras de trabalho. "Estamos com apenas três funcionários para produzirmos os documentos" - diz o gerente regional Geraldo Mendes Salvador. Os números citados por ele surpreendem. São 300 carteiras por semana, só de Uberaba - e, portanto, 1.200 por mês. Dos 28 municípios jurisdicionados à gerência, são 3.000 carteiras solicitadas todo mês.

Expectativa
Geraldo Mendes confirma o que havia dito o próprio secretário de Desenvolvimento Econômico, José Renato Gomes, à coluna Bastidores: que ele prometeu providenciar o empréstimo de servidores da Prefeitura de Uberaba para a Gerência Regional do Ministério do Trabalho e Renda. "Com certeza, poderemos agilizar os serviços quando tivermos este pessoal" - afirma o gerente, ainda no aguardo.

As versões
A última semana foi marcada por uma série de queixas, enviadas à coluna Bastidores, por causa da demora na liberação da Carteira de Trabalho e Previdência Social. "Faz um mês que pedi meu documento e ainda não recebi" - dizia uma reclamação feita ontem. Questionados, José Renato Gomes garantiu que o governo municipal faz questão de colaborar, e Geraldo Mendes explicou que, sem pessoal, é impossível agilizar a emissão das carteiras.

Nos mínimos detalhes...
Criada em 1932, a Carteira de Trabalho e Previdência Social se tornou tão importante que passou por uma transformação profunda. A nova CTPS é emitida por meio de um sistema informatizado que permite a integração nacional dos dados, impedindo as emissões em duplicidade. Geraldo Mendes lembra que, hoje, a emissão do documento exige um amplo leque de informações sobre o trabalhador: a qualificação civil, endereço, número do CPF, do Título de Eleitor, da CNH, fotografia, impressão e assinatura digitalizadas. "Tudo isso depende de funcionários" - explica ele.

Adequação
O gerente regional reconhece, por outro lado, que a situação piorou recentemente, levando em conta que a Caixa Econômica Federal está reestruturando seu sistema. De acordo com ele, as informações passam pela CEF para que o trabalhador seja cadastrado no NIS/PIS, o que também passou a ser uma exigência para dar confiabilidade ao documento.

Contratados X demitidos
E por falar em trabalho, nos dois primeiros meses de 2013, Uberaba contratou mais do que demitiu - segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados - Caged, do Ministério do Trabalho e Renda. Em janeiro e fevereiro, juntos, foram contratadas 1.013 pessoas, e dispensadas 216. O saldo positivo, portanto, foi de 797 empregos. Vale lembrar, ainda, que os números do Caged não são absolutos, pois não contabilizam os empregos temporários, por exemplo, que são expressivos.

Quem ama, cuida... (Cães e gatos)
Pais adotivos de animais domésticos podem tratar de ficar espertos. Em reunião, esta semana, representantes das secretarias municipais de Governo, de Meio Ambiente e Turismo, e da Saúde/Zoonoses se reuniram e decidiram que vão tirar da gaveta a lei que dispõe sobre o uso de focinheiras, o chipamento e o cadastramento de cães e gatos. "A lei está em vigor há dois anos, mas não se tomou qualquer providência para colocá-la em prática" - lembra o titular da Secretaria de Governo, jornalista Wellington Cardoso Ramos.

Focinheira...
O secretário lembra ainda, que, de acordo com a lei municipal, a fiscalização ao uso de focinheira pelos cães levados à via pública pelos pais adotivos, em suas caminhadas, já pode ser iniciada, pois independe de regulamentação. Em outras palavras, a falta de focinheira já pode provocar problemas para os responsáveis.

...e chip´s
Por outro lado, nos casos do chipamento e do cadastramento, a administração municipal dá um fôlego. É que - de acordo com Wellington Cardoso, pretende-se fazer uma reunião, dia 30 de abril, no Centro Administrativo, com os empresários de Pet Shops. "Vamos discutir a lei, e pedir sugestões, já que eles também são parte interessada" - afirma. Vale lembrar que a obrigação do chipamento é dos pais adotivos, cabendo à prefeitura providenciar o cadastramento. Companhia de Desenvolvimento de Informática de Uberaba - Codiub, já está sendo acionada para tomar as providências quanto ao cadastro.

Convênio à vista
E já que o assunto é animal doméstico, o secretário de Governo garante que anda às mil maravilhas o relacionamento entre a administração municipal e a Sociedade Uberabense de Proteção aos Animais - Supra. "Convênio já está sendo preparado" - afirma Wellington Cardoso. Com quase 400 animais sob sua proteção, a Organização Não-Governamental - ONG, precisa adequar-se às normas de saúde pública, ao mesmo tempo em que busca apoio financeiro para dar conta do recado. 

Cota pessoal
Depois de provocar lamentos aqui e acolá, por parte dos aliados, ao reconduzir um punhado de gente do governo passado, o presidente do Centro Operacional de Desenvolvimento e Saneamento de Uberaba - Codau, engenheiro e ex-prefeito Luiz Guaritá Neto, faz uma nomeação pessoal importante. Luiz Antonio Molinar Henrique assumiu a Diretoria Financeira e Comercial. Ele foi diretor do Codau quando Guaritá era prefeito e permaneceu no governo de Marcos Montes. Detalhe: salário de diretor no Codau é de R$ 8,92 mil - igual ao de um secretário municipal.


Regional/Uberaba do Ministério do Trabalho e Renda não tem pessoal suficiente para atender à demanda de produção de carteiras de trabalho