Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Bastidores

ACESSIBILIDADE: A A A A
Bastidores 06/09/2014
Bastidores
Bastidores
Bastidores

 

FORCINHA EXTRA - Confiante na ajudinha dos orixás, Babá Carlos Costa mantém sua candidatura nas ruas, por sinal, uma das mais visíveis desde o início da campanha

Aceno dos orixás
No que depender dos orixás, tudo indica que o sacerdote Carlos José Fernandes Costa – o Babá Carlos Costa, também conhecido como “príncipe do candomblé”, vai ser liberado para disputar as eleições de 2014. Em decisão divulgada ontem, o Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais acolheu recurso proposto por ele contra a sentença de primeira instância que o condenou por não ter prestado contas na campanha de 2012, quando foi candidato a vereador pelo PSDC.

A impugnação
Hoje, filiado ao PMN, o administrador da casa de culto afrobrasileiro Àsé Opo Baru tenta reverter a decisão do próprio TRE/MG, que indeferiu seu registro de candidato a deputado estadual, baseado em dois motivos: a falta de prestação de contas em 2012 e a ausência na votação do 2º turno daquele mesmo ano. Após pagar a multa de R$ 3,25 e acertar a situação da falta, Babá Carlos Costa ficou pendente na prestação de contas.

Controvérsias
“Eu estava tranquilo quanto ao processo, pois não fiquei candidato a vereador nem por uma semana; renunciei logo no início; nem cheguei a abrir conta bancária” – afirmou ele à coluna Bastidores, ontem, assim que soube do resultado no TRE. O sacerdote observa que nunca recebeu a intimação para prestar contas destes poucos dias, e que seu endereço foi indicado no processo como “desconhecido”, quando, segundo ele, trabalha e mora no templo há 25 anos.

A luta continua...
Enfim, a decisão vai, agora, embasar a ação no Tribunal Superior Eleitoral/TSE, onde tramita o recurso de Babá Carlos Costa contra o indeferimento do seu registro. Ali, tramita também recurso do ex-prefeito Anderson Adauto (PRB) – cujo registro foi indeferido pelo TRE, por ele ter sido condenado no Tribunal de Justiça de Minas Gerais e encaixado na lei da ficha limpa.

Dose dupla
Relator da ação de Carlos Costa no TRE/MG, o juiz Virgílio de Almeida Barreto é o mesmo que recebeu o mandado de segurança impetrado pelo presidente do PMDB/Uberaba, deputado estadual e candidato à reeleição Tony Carlos, contra os juízes eleitorais de Uberaba. Motivo do mandado foi o inconformismo de Tony com duas apreensões de material de campanha. 

Apreensão
(Versão 1)

A primeira aconteceu dia 25 de agosto, quando, cumprindo determinação judicial, a Polícia Militar apreendeu uma placa de 2X2 metros, colocada em rotatória localizada entre as avenidas Nenê Sabino e Santos Dumont.

Apreensão
(Versão 2)

A segunda apreensão aconteceu dia 3 de setembro, e se tratou de uma ação coletiva. Em operação conjunta, os juízes eleitorais e a Polícia Militar efetuaram a apreensão de inúmeras placas e cavaletes em toda a cidade, colocadas em rotatórias, sob a alegação de que se trata de “área de jardim”. O relator indeferiu o pedido de liminar e pediu explicações aos juízes de Uberaba, para só então despachar sobre o assunto.

Mudanças...
Mal-amada pelos ruralistas – que deixaram isso claro durante a ExpoZebu 2014, a candidata de cara e discurso novos, Marina Silva (PSB), deve desembarcar breve em Uberaba para pedir votos. Entre os alvos estão – pois é!, os ruralistas. O então candidato a presidente, Eduardo Campos, ouviu, dos próprios ruralistas, um punhado de desabafos contra a sua então candidata a vice-presidente. Tentou defendê-la, sem sucesso. Agora, é esperar pra conferir se foi só ela quem mudou o discurso...

Match point
(Prata da casa)

O uberabense João Menezes e o gaúcho Rafael Matos estão na semifinal de duplas juvenis do US Open Tennis Championships! Eles venceram a dupla do sul-coreano Duckhee Lee e o australiano Marc Polmans de virada, com parciais de 4/6, 7/5 e 13/11! Os brasileiros encaram na semifinal o norueguês Viktor Durasovic e o romeno Nicolae Frunza. Os dois jovens estão sendo considerados as grandes revelações do momento.

Na vizinhança...
 Os candidatos majoritários das coligações Muda Brasil, Aécio Neves (presidente da República), e Todos Por Minas, Pimenta da Veiga (governador) e Antonio Anastasia (senador) fizeram campanha em Uberlândia, anteontem. E já que os tucanos não desgrudam do deputado federal  Marcos Montes (PSD), lá estava ele, na linha de frente, acenando pro público de tamanho surpreendente. Depois, foi parar nos perfis dos candidatos majoritários no Facebook.

SAÚDE HUMANIZADA - Especialista na moderna medicina nuclear, o médico uberabense George Calapodopulos ocupou seus espaços no Facebook para defender o tratamento humanizado nos hospitais. “Gostaria de sugerir
uma reflexão a todos os profissionais e instituições da saúde sobre a importância do tratamento humanizado aos pacientes” – afirmou ele, lembrando que se trata de uma tendência irreversível, não só na saúde, mas em todos os segmentos da sociedade que envolvem atendimento e prestação de serviços às pessoas