Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Bastidores

ACESSIBILIDADE: A A A A
Bastidores 13/04/2013
Bastidores
Bastidores
UAI, SÔ!


Divulgada pelo Jokey Club de Uberaba, a foto do político Marcos Montes (PSD) e do atleta José Roque (do futevôlei) está fazendo sucesso no Facebook, mas, como sempre, surge uma controvérsia. Em meio a muitos elogios do público feminino, uma destoou: "Não vale forçar barriga de tanquinho!" Paulo Lúcio assina a foto/arte.

Que sufoco!
E por falar em rede social, enquanto o presidente do PSD/Uberaba e vice-líder do partido na Câmara dos Deputados, Marcos Montes, arrancava suspiros aos 64 anos de idade, a presidente da Fundação Cultural de Uberaba, Sumayra Oliveira, postava, ontem, um desabafo de provocar dó. Lá de Brasília, DF, a comunista comentou sobre sua visita ao Ministério da Cultura: "Posso afirmar que é tão desesperador que em Uberaba estamos melhores que eles!"

Nada X nada
De acordo com a jovem presidente da Fundação Cultural, o orçamento do Ministério para 2013 "ainda não abriu para editais estruturantes". E mais: "Não há perspectivas de grandes aportes". E ainda: "Não há indicativo de retomar os pontos de cultura, os pontões e os multirões de cultura". E concluiu: "Não vejo saídas por aqui"! Vai ver é por isso que a ministra da Cultura, Marta Suplicy, anda desaparecida... 

Desassossego
E não bastasse isso, ainda teve artista de Uberaba que andou se queixando nas redes sociais da contratação da banda Surf Sessions, de Brasília, para apresentar-se neste sábado, 13 de abril, às 17h, na reinauguração da praça Afonso Pena com sua famosa Concha Acústica revitalizada. Antes de pegar o voo de volta pra Uberaba, ontem, Sumayra Oliveira, aproveitou pra explicar que o show não terá ônus para a Fundação Cultural. Uberaba foi incluída no circuito de apresentações da banda, através do governo federal.

Crise existencial
Outro que andou se queixando na rede foi o vice-líder do prefeito Paulo Piau (PMDB) na Câmara - o presidente da Comissão Permanente de Orçamento e Finanças, vereador Samuel Pereira (PR). "Às vezes, fico pensando porque as pessoas pensam tão mal das atitudes que tomamos como legisladores; não dou conta de participar de convites que não conferem com minha identidade; confesso que estou muito decepcionado ultimamente!" - afirmou Samuel.

Há controvérsias...
O lamento do vereador provocou um "Deus nos acuda!"... Teve quem o consolou, mas também teve quem o aconselhou a renunciar à cadeira de vereador, já que - segundo o entendimento desta maioria, uma pessoa eleita pelo voto popular não tem que escolher onde ir. Os apoiadores foram deletando os comentários "carinhosos", e tinha gente apostando que, até no final da tarde, o próprio vereador apagaria seu desabafo da rede.

Devassa
Enquanto isso, os terroristas de plantão andam contando as horas e os minutos pelo resultado dos dois pentes-finos que estão agitando a Prefeitura de Uberaba. Acontece que as premonições apontam para tempo quente e fervente entre o atual governo e o ex-prefeito Anderson Adauto (sem partido). De um lado, a empresa Libertas Consultores & Auditores, de Belo Horizonte, realiza auditoria nas contas da administração direta, de olho nos números. E de outro, a Fundação Getúlio Vargas trabalha no levantamento e análise da estrutura administrativa, para apontar uma proposta de reforma.

Ghost...
E estaria pronta pra ser protocolada no Ministério Público denúncia contra a nomeação da esposa de um político com cargo eletivo. Dizem os eventuais autores da petição que a pessoa foi contratada para um cargo de direção, mas, até hoje, não compareceu para trabalhar. "Ela tirou 15 dias de licença, e agora tirou mais 60 dias!" - desabafa a fonte da coluna, que pediu pra não ser identificada. Portanto, vamos esperar a denúncia chegar ao MP devidamente assinada pra divulgarmos os nomes do marido e da esposa.

No vermelho
Partido Humanista da Solidariedade - PHS, até então presidido por Ailson Queiroz, engrossa a fila das legendas sem comando em Uberaba. Comissão Executiva Municipal Provisória teve a vigência encerrada quinta-feira, dia 11 de abril. E assim, dos 28 partidos legalmente existentes na cidade, estão sem comando o PHS, PSDC e PSDB - que tiveram o prazo vencido, e o PTN - cuja provisória foi destituída pelo comando estadual.

Faltou quórum
Nada menos do que 66 municípios mineiros se encaixam atualmente nos critérios que os definem como cidades-polo, mas a Frente Mineira de Prefeitos não conseguiu reunir sequer dez deles, durante o 98º Encontro de Prefeitos das Cidades-Polo de Minas Gerais, em Uberaba, nesta quinta-feira, 11 de abril. Nem mesmo com as presenças extras, tipo as vizinhas Veríssimo, Campo Florido etc., foi possível ter "quórum".

Presentes
Assinaram o ponto os prefeitos de Belo Horizonte, Uberlândia, Divinópolis, Betim, Itaúna, Passos, Frutal, Ituiutaba, Conquista, Prata, Pedrinópolis, Campo Florido, Veríssimo e Ipatinga. O prefeito de Contagem mandou representante. Ou os prefeitos andam com preguiça; ou a Frente Mineira de Prefeitos anda sem moral; ou o combustível/passagens estão caros demais; ou as prefeituras estão em situação tão boa que não têm o que discutir... Enfim, está aberta a temporada de apostas.