Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Bastidores

ACESSIBILIDADE: A A A A
Bastidores 16/09/2014
Bastidores
Bastidores
Bastidores

Olho no olho
Até o fechamento desta edição, ontem, oito partidos haviam confirmado presença no debate presidencial que a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil/CNBB promove, hoje, a partir das 21h30, em Aparecida/SP, em parceria com a TV Aparecida. Estavam confirmados: Dilma Rousseff (PT), Marina Silva (PSB), Aécio Neves (PSDB), Eduardo Jorge (PV), José Maria Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB), Luciana Genro (Psol) e Pastor Everaldo (PSC).

Em rede
O debate será dividido em cinco blocos, terá como mediador o jornalista Rodolpho Gamberini e será transmitido ao vivo pela TV Aparecida, veículo organizador do debate, com transmissão simultânea pela TV Canção Nova; Imaculada; TV Nazaré; Rede Vida de Televisão; Rede Século 21; TV 3º Milênio; TV Horizonte e TV Evangelizar e Rede Católica de Rádio. Também haverá cobertura em tempo real pelo portal A12.com, e através de seu twitter e facebook.

Abrangência
Junto com as outras emissoras de inspiração católica, o canal de Nossa Senhora Aparecida cobre, atualmente, 90% do território nacional, com uma programação que atende diretamente a 64,6% da população brasileira que se autodenomina católica, segundo o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística/IBGE. 

O santuário
Por sua vez, o Santuário Nacional de Aparecida recebe, por ano, doze milhões de peregrinos. Visitantes de todas as regiões do país, que se somam a outros milhões que acompanham as celebrações de casa pela TV Aparecida, hoje classificada pela Agência Nacional de Telecomunicações/Anatel, como a 14º maior do Brasil.

Plano PT/PMDB
E a coordenação da campanha majoritária PT/PMDB em Uberaba divulga o plano de ações para os próximos dias. Movimentação em torno das candidaturas de Dilma Rousseff/PT/presidente; Fernando Pimentel/PT/governador; Josué Alencar/PMDB/senador, agita a cidade desde domingo. 

Minicarreatas
Amanhã (17), tem concentração às 17h30, em frente ao albergue municipal (avenida Capitão Teófilo Lamounier), com saída de minicarreata marcada para 18h. Na quinta-feira, a concentração (17h30) será ao lado do campo do Ipiranga (rua Carlos Tasso Rodrigues da Cunha/Boa Vista), com minicarreata (18h); na sexta-feira, a concentração (17h30) será ao lado da praça da República (bairro de Lourdes), com minicarreata (18h). Cada minicarreata seguirá um trajeto diferente.
  
Tramitando

Recurso ordinário proposto pelo ex-prefeito Anderson Adauto (PRB) contra decisão do Tribunal Superior Eleitoral/TSE de manter a impugnação de sua candidatura a deputado federal em 2014 está, desde ontem, com o Ministério Público Eleitoral para parecer. Como anunciou esta coluna com exclusividade, o ex-prefeito tenta anular a decisão monocrática (individual) da ministra/relatora Maria Thereza de Assis Moura. Ela manteve a impugnação do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais – TRE/MG.

A origem
Vale lembrar que a candidatura do ex-prefeito esbarrou na Lei da Ficha Limpa. Ele foi condenado pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais e não conseguiu, até agora, reverter a sentença no Superior Tribunal de Justiça, onde tramita, já concluso para decisão, o recurso contra a condenação.

“Desistência”
Na dúvida sobre o que irá decidir o Superior Tribunal de Justiça, Anderson Adauto fez um movimento à parte, no fim de semana. Chamou a imprensa para anunciar que “desistiu” da candidatura. Também reafirmou que sua esposa, Ângela Mairink (PRB), não é candidata em seu lugar.

Fora de cena (?)
A situação de Anderson Adauto também se complica para 2016, quando acontecem as eleições municipais (prefeito, vice e vereadores). Acontece que a sentença condenatória do Tribunal de Justiça de Minas Gerais também suspende seus direitos políticos por oito anos. Se a decisão não cair no STJ, a inelegibilidade se estenderá até 2016. Restaria, no caso, um apelo ao Supremo Tribunal Federal, que, por sua vez, tem dado indicações de não contrariar o STJ.

O quadro
Com a “desistência” do casal Ângela e Anderson, Uberaba prossegue com 26 candidatos com domicílio eleitoral e/ou relações próximas com a cidade. São nove – eram 11, na disputa por cadeiras na Câmara dos Deputados, e 17 na briga por vagas na Assembleia Legislativa de Minas Gerais. Dos 26 que ainda estão em campanha, um ainda continua com problemas: o candidato a deputado estadual Babá Carlos Costa (PMN).

Sem impacto
A saída do ex-prefeito e da esposa não provoca impacto na movimentação financeira das campanhas. É que o casal só arrecadou pouco mais de R$ 60 mil e gastou praticamente a mesma coisa – de acordo com a 2ª prestação de contas.