Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Bastidores

ACESSIBILIDADE: A A A A
Bastidores 27/09/2014
Bastidores
Bastidores
Bastidores

Reforço
Manifestação, ontem, no centro de Uberaba, reuniu petistas e companhia limitada para reforçar a nova palavra de ordem da presidente e candidata à reeleição, Dilma Rousseff: “Nem que a vaca tussa!” A presidenciável do PT tem usado a expressão para negar que esteja pensando em retirar ou reduzir programas sociais...

Peso na rede
Preferido dos uberabenses, o Facebook tem servido de palco pra muita coisa boa...mas, também, infelizmente, pra muita baixaria. A nove dias das eleições, tem gente que veste a cara e a coragem pra usar e abusar de expressões que, no mínimo, dariam uma condenação por injúria e difamação...

Fim de papo
Tribunal Superior Eleitoral/TSE acatou o pedido de renúncia formalizado dia 23 de setembro, pelo ex-prefeito Anderson Adauto (PRB). Ele fica, assim, oficialmente fora da campanha eleitoral de 2014, uma vez que desiste de recorrer contra a impugnação de seu registro.

...Mas a luta continua
No que se refere aos entreveros jurídicos, o ex-prefeito centra suas atenções, agora, exclusivamente na condenação colegiada que o incluiu na lista dos impugnados por causa da Lei da Ficha Limpa. Recurso de Adauto está concluso para sentença no Superior Tribunal de Justiça/STJ, onde ele tenta derrubar a condenação do Tribunal de Justiça de Minas Gerais/TJMG.

Uma coisa 
leva à outra

Vale lembrar que, para se candidatar a prefeito em 2016 – como parece ser sua vontade, Adauto precisa derrubar a condenação que, entre outras coisas, reconheceu dolo na denúncia e suspendeu seus direitos políticos por oito anos.

Velas
Paralelamente, com a ajuda dos orixás, o sacerdote Babá Carlos Costa (PMN) luta desesperadamente para tentar reverter sua situação complicadíssima na Justiça Eleitoral. Impugnado por falta de prestação de contas na campanha de 2012, quando foi candidato a vereador, ele recorreu ao TSE, que manteve a impugnação quase que ao mesmo tempo em que o candidato conquistava uma vitória no Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais – TRE/MG. Problema extra: perdeu prazo para ingressar com a nova informação no TSE.

Velas
(Versão 2)

Está chovendo nesse exato momento em que a coluna Bastidores é redigida...

Dose dupla
E o TRE/MG marcou para dia 1º de outubro, às 15h, o julgamento de dois casos de Uberaba – ambos relacionados à apreensão de cavaletes. São mandados de segurança impetrados, respectivamente, pelo deputado estadual e candidato à reeleição, Tony Carlos (PMDB), e pelo vereador e candidato a deputado estadual Samuel Pereira (PR).

Pra reforçar!
Aprovados em processo seletivo de enfermeiros plantonistas envolvidos na chamada “Farra dos Plantões da Saúde”, denunciada e investigada pela Prefeitura de Uberaba, não assumirão o cargo. De acordo com o titular da Controladoria do Município, advogado Carlos Bracarense, legalmente, a prefeitura não poderia impedi-los de participar de nenhum processo seletivo, mas vai agir para que os aprovados não sejam designados. 

Apurações
O titular da Secretaria Municipal de Administração, Rodrigo Souto, concorda que o município pode impedir a designação, em função dos processos administrativos abertos pela própria prefeitura para apurar os fatos, além das apurações por parte do Ministério Público. “A prefeitura não poderia impedir a participação, mas não compactua com atos ilícitos, tanto é verdade que o município denunciou e investigou o esquema, portanto, não haverá convocação dos envolvidos”, declarou o controlador. A decisão foi encaminhada à Secretaria Municipal de Saúde.

CADA UM FAZ CAMPANHA COMO PODE – Os candidatos não medem esforços para agradar os eleitores, mas estes, por sua vez, também se esmeram pra demonstrar apoio