Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Bastidores

ACESSIBILIDADE: A A A A
Bastidores 04/01/2015
Bastidores
Bastidores
Bastidores

PELA COLIGAÇÃO – Conforme já explicitado por Bastidores, Tony Carlos tem vagas com sobra para assumir cadeira na Assembleia Legislativa de Minas Gerais...

 

Coisa decidida...

Ascensão do suplente Tony Carlos à vaga de deputado estadual coloca em evidência uma pequena confusão - a mesma que chegou ao Supremo Tribunal Federal em 2011, e que, já naquela oportunidade, foi sanada, resolvida, definida e por aí afora. A vaga pertence à coligação – e não ao partido, conforme palavra do STF.

 

Para todos

Filiado ao PMDB, Tony Carlos, portanto, não vai assumir apenas porque o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), convocou dois deputados estaduais peemedebistas para o 1º escalão... É mais profundo do que isso: ele vai assumir porque o governador convocou cinco deputados estaduais da coligação Minas Para Todos (PMDB/PT/PROS/PRB).

 

Tanto faz...

Está certo que bastaria a convocação dos dois peemedebistas, mas não porque Tony Carlos é do partido, mas sim, porque ele é o 2º suplente... Se o governador tivesse convocado um deputado estadual do PT e outro do PRB, estaria aberta a vaga para Tony na Assembleia Legislativa...

 

O povo paga

Por sinal, surpreende o número de deputados estaduais convocados para o 1º escalão. O que se comenta nos bastidores é que o governador estaria enfrentando problemas para atrair secretários, uma vez que o salário não tem nada de interessante. Na contrapartida, um deputado estadual tem vencimentos bem acima de um secretário, e, ao assumir o cargo no Executivo, pode optar pelo salário da Assembleia.

 

Pela coligação

Na lista anunciada pelo governador estão Sávio Souza Cruz (PMDB) – para a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; Carlos Henrique (PRB) – para a Secretaria de Estado de Esportes; Paulo Guedes (PT) – para a Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Integração do Norte e Nordeste de Minas Gerais; Tadeu Leite (PMDB) - para a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional, Política Urbana e Gestão Metropolitana, e André Quintão (PT) - para a Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social.

 

Caseiro

Vale aqui, inclusive, lembrar uma situação ocorrida em relação às eleições municipais de Uberaba – justamente envolvendo Tony Carlos. Quando ele deixou a cadeira de vereador para assumir vaga na Assembleia, foi substituído pela suplente Denise Max, que é filiada ao PR. Os dois foram candidatos em 2012 pela coligação Uberaba no Rumo Certo (PMDB/PR/PP/DEM/PCdoB).

 

O 1º encontro

E entusiasmadíssimo com os primeiros bons fluidos vindos do novo governo do Estado, o prefeito Paulo Piau (PMDB) recebe, na segunda-feira, em seu gabinete, o titular da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais, Altamir Rôso - empresário, engenheiro e economista, presidente da Regional Vale do Rio Grande/sede Uberaba da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais/Fiemg.

 

Articulações

Paulo Piau foi um dos articuladores da indicação – e ainda, de vários nomes de Uberaba para cargos de outros escalões, mas estrategicamente importantes. O prefeito também deixou claro ao seu aliado, Fernando Pimentel, que abrir vaga para Tony Carlos era uma das prioridades.

 

Maldadinha...

Enquanto isso, está passando desapercebido pra muita gente: o deputado federal reeleito e majoritário em Uberaba e no Triângulo Mineiro, Marcos Montes (PSD), também tem o que comemorar... Afinal, o presidente nacional do seu partido, aliado e amigo Gilberto Kassab é o novo comandante do Ministério das Cidades – um dos mais importantes do país. Por ali, circulam programas e recursos relativos à habitação (incluindo Minha Casa Minha Vida), saneamento, transporte e mobilidade...e por aí afora.