Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Bastidores

ACESSIBILIDADE: A A A A
Bastidores 09/03/2016
Bastidores
Bastidores
Bastidores

CDL prepara

O número de microempreendedores individuais (MEI) vem crescendo rapidamente. Com perfil heterogêneo, mas cada vez mais qualificado, a maior parte dos MEI deseja crescer e possui visão empresarial. Diante disso e dentro da programação de cursos oferecidos, gratuitamente, para seus associados, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) Uberaba, agora, em março, no ciclo que dá ênfase ao mercado de trabalho, incluiu o enfoque sobre “Desenvolvimento administrativo para Microempreendedor Individual”.

 

Realização

Ministrado pelo instrutor Fábio Marquez, o curso para MEI será desenvolvido entre os dias 15 e 17 próximos, sempre das 19h às 22h, cujo conteúdo programático abordará temas como: Formalização, alteração e baixa; Vantagens e benefícios; Contabilidade, tributação, obrigações mensais e anuais; Notas fiscais e controle interno, e contratação de empregado.

 

Criatividade

De outra parte, a programação para MEI terá mais dois módulos até o final do mês. De 21 a 23, das 19h às 22h, o instrutor Antonio José Bregieiro conduzirá o curso “Criatividade, técnicas de negociação e vendas”. Serão abordados temas como: As principais estratégias de vendas adotadas atualmente; Técnicas avançadas de negociação; Criatividade pode ser o diferencial do produto no ponto de venda, e Cliente oculto. Por fim, de 29 a 31, também das 19h às 22h, o assunto será sobre “Táticas para vencer na crise”, pela instrutora Nazli Prata, cujo conteúdo abrangerá: Perfil dos consumidores; Categorias de serviços e produtos e estratégias.

 

Alerta

A recomendação é uma só: não deixe acumular água parada. Qualquer local que possa acumular o mínimo de água já é suficiente para que as larvas do mosquito depositem suas larvas e se reproduzam, por isso, são inúmeros e as possibilidades devem ser cuidadosamente observadas. O mosquito transmite dengue, chikungunya e zika vírus.

 

Assinatura

A Superintendência Regional de Ensino de Uberaba (SRE/Uberaba) e a Associação dos Municípios da Microrregião do Vale do Rio Grande (Amvale) celebraram a assinatura do Termo de Convênio de Mútua Cooperação, segunda-feira (7), às 11h, no salão Cenacon do Hotel Dan Inn, localizado na av. Filomena Cartafina, 152 - Recreio dos Bandeirantes, em Uberaba.

 

Sabores

Alto Paranaíba, Triângulo, Noroeste, Sul, Central, Leste, Norte... Cada região, com sua especificidade e vocação, conta, em seus sabores, a história do Estado. E os doces são parte importante dessa identidade gastronômica. A tradicional produção artesanal das receitas mantém, ainda hoje, o fazer familiar como legado cultural de gerações. Com a profissionalização, a atividade passou ainda a gerar mais emprego, conquistando o mercado nacional e fazendo a alegria dos turistas.

 

Não oficial

A delação do senador Delcidio do Amaral vazou. Pode até não ser considerada “oficial”, mas a reportagem da revista IstoÉ deixou a República desnudada. “Confirma o que já supúnhamos, mas que agora está escrito em 400 páginas na Operação Lava Jato. Delcidio pediu seis meses para torná-la oficial, caso perca o mandato por seus pares. Esperamos que a oposição saia de cima do muro e batalhe pela perda do seu mandato, já que esta é a condição para que a delação se torne oficial. Mesmo assim, o divulgado caiu como uma bomba na presidente Dilma e no ex-presidente Lula, que bolou todo o plano para salvar Cerveró da cadeia. Nós, população, não aguentamos mais e queremos punição a todos que vilipendiaram nosso país, a começar pelo mentor mor. O Brasil precisa seguir em frente, olhando para trás apenas como lição de vida. Nosso voto que determina nosso futuro.” Nota enviada pela leitora Beatriz Campos.

 

Arrogante

“Prestou um enorme serviço ao país, o senador Delcidio Amaral, que, depois de 60 dias preso, resolveu abrir sua mala e, ao revelar, em delação premiada, todas as tramoias, maracutaias, roubalheiras e corrupções no Governo Federal, fez a quinta-feira negra ao governo federal. E a primeira vítima foi o Sultão do Agreste, ou o detentor do Prêmio Príncipe das Astúrias. O ex-presidente Lula, de sitiante em Atibaia, virou sitiado na Polícia Federal (PF), no Aeroporto de Congonhas, tremeu na zorba, acabou a arrogância. Sorte que o japonês está de férias. No Palácio do Planalto, a inoperante e omissa presidente Dilma se reunia de 30 em 30 minutos com sua turba, e não encontrava palavras para justificar o injustificável da prisão do molusco e sitiado Lula, atirando para todos os lados contra o senador que agiu como um brasileiro consciente, e jogou m... no ventilador.” Nota enviada pelo leitor José Pedro Naisser.

 

Não passarão

“Dilma se equivoca ‘propositalmente’ quando diz que não tem o menor sentido Lula ser conduzido para depor sob vara curta. Primeiro, que não foi sob vara curta. E também é sabido que Lula, antes de tomar conhecimento de que teria condução coercitiva, disse que só iria se fosse algemado. Ou seja, negou-se, mais uma vez, a depor, o contrário do que querem nos fazer acreditar. A Polícia Federal só o levou depois de ele conversar com um de seus advogados, que o aconselhou a ir, sob os cuidados intensivos dos agentes da Polícia Federal, que foram instruídos a evitar constrangimentos ao ex-presidente. A verdade é que todos os petistas estão se aproveitando da situação para vitimizar Lula e fazer disso uma base de defesa forte contra futuros acontecimentos que já preveem, como a sua possível prisão. O exército petista estará, então, devidamente cheio de ódio, pois não se faz isso com o ex-presidente, cuja alma é a mais honesta do mundo e não merece esse tratamento só devido aos mortais. Mas, aí vem as provas documentais da Lava Jato e fazem Lula passar por mentiroso, aumentando sua culpa e derrubando essa estratégia furada.  Não vai ser no braço, não vai ser no grito que eles vão impedir que a Operação Lava Jato continue sua habilidosa e técnica investigação contra os ladrões que sugaram a saúde do Brasil. Com a lei que assegura a todos a igualdade, eles cairão. E não poderão fazer nada para obstar isso.” Comentário enviado pela leitora Myrian Macedo.