Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Bastidores

ACESSIBILIDADE: A A A A
Bastidores 19/05/2013
Bastidores
Bastidores
Ela voltou...

Em decisão retroativa a 1º de maio, o prefeito Paulo Piau (PMDB) assina decreto designando cerca de 100 servidores para o exercício de funções gratificadas. O benefício tinha sido cortado no início do governo como "medida de contenção", mas o próprio Piau já havia antecipado que voltaria a liberar as gratificações após uma ampla e profunda avaliação sobre as atividades de cada função e o merecimento dos servidores.

Resgate
Entre os beneficiados com a função gratificada está um antigo inimigo público nº 1 do ex-prefeito Anderson Adauto (sem partido): o ex-presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Uberaba - SSPMU, motorista lotado na Secretaria de Administração, Mariano Leite. 

Recapitulando
Na liderança do sindicato, Mariano apoiou explicitamente a candidatura de AA, na eleição do 1º mandato, mas, o relacionamento foi se tornando intragável na medida em que os servidores foram se sentindo abandonados pelo governo. Daí, pra inimizade, foi um pulinho. A consequência é que o ex-presidente do SSPMU comeu o pão que o diabo amassou, tanto na condição de sindicalista, quanto na de servidor municipal comum.

Contatos...
E não é perseguição, não... Mas um porteiro da Prefeitura de Uberaba telefonou pra redação de Bastidores pra contar que, esta semana, conversou pela primeira vez com o ex-prefeito, apesar de ele ter cumprido dois mandatos (2005/2008 - 2009/2012). Segundo o servidor, o contato aconteceu dia 16 de maio, quinta-feira, quando Anderson Adauto se dirigiu a ele para pedir permissão para entrar no Centro Administrativo/Prefeitura. "Quase caí das pernas" - disse o servidor, desopilando o fígado de tanto rir da própria piadinha.

Contatos 2...
Pra explicar: o ex-prefeito esteve pela primeira vez no Centro Administrativo após terminar seu governo, em busca de informações sobre suas contas relacionadas ao exercício de 2006. O balanço está sob análise da Câmara de Vereadores, depois de retornar do Tribunal de Contas de Minas Gerais com manifestações contrárias: o relator, conselheiro Eduardo Campos Carone, se posicionou a favor da aprovação, enquanto o Ministério Público opinou pela rejeição. Palavra final cabe aos vereadores.

Desejadas
Por sinal, Anderson Adauto não é o único que está querendo informar-se com profundidade sobre as contas. A Comissão Permanente de Orçamento e Finanças da Câmara também já pediu acesso aos balanços e espera retorno dos setores competentes da Prefeitura de Uberaba. Comissão é presidida pelo vereador Samuel Pereira (PR), e integrada, ainda, por Luiz Dutra (PDT) - relator; Marcelo Machado (DEM) - vogal; e Afrânio Cardoso (PP) - suplente.

Pra lá e pra cá...
A segunda-feira, 20 de maio, promete ser agitada na macrorregião do Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba. Uberaba e Uberlândia vão realizar, neste mesmo dia, audiências públicas para discutir assunto de interesse em comum: a criação da Região Metropolitana do Triângulo. Os ex-colegas de Câmara dos Deputados, e agora prefeitos Paulo Piau e Gilmar Machado (PT), prometem correr de um lado pro outro, e atravessar a distância de 100 quilômetros, para participarem dos dois eventos.

Pedras no caminho
Vale ressaltar que a criação da RM/Triângulo depende de mudança a ser feita e aprovada na lei que regulamenta as regiões metropolitanas, motivo que tem mobilizado Paulo Piau e Gilmar Machado na busca de apoios tanto na esfera pública quanto privada. A Lei Complementar 88, de 2006, exige que, para se criar uma Região Metropolitana, as cidades estejam em situação de "conurbação" - o que significa que devem pertencer a uma malha urbana unificada, e, portanto, fisicamente próximas. Palavra final é da Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

Audiências
Com a presença dos prefeitos das duas maiores cidades da macrorregião, e de deputados da Comissão Permanente de Assuntos Municipais da Assembleia, audiências públicas acontecem em Uberlândia - a partir das 9h, e em Uberaba - às 15h. Serão realizadas nas sedes das respectivas Câmaras Municipais, que convidaram prefeitos, vereadores e outras lideranças de todas as cidades envolvidas na proposta da RM/Triângulo.

Uberaba X Uberlândia
(Fazer o quê, né?!)

Enquanto isso, nós - o povão, que não temos o mesmo jogo de cintura dos políticos, já estamos com as máquinas de somar nas mãos para conferir, depois, qual cidade conseguiu mais público na audiência: Uberaba ou Uberlândia. Não dá pra ignorar. Afinal, é disputa pra século, né?

Corte na carne
E depois de muita polêmica, denúncias, justificativas oficiais e tititi, a Diretoria de Vigilância em Saúde da Prefeitura de Uberaba perde sua diretora: Valéria Salomão. Exoneração - "a pedido", acaba de ser publicada no Porta-Voz, jornal oficial/virtual do município, sem que ela tenha sido nomeada para outro cargo. Valéria é parente de outro nomeado pelo atual governo - Marlus Salomão. 


IMAGEM HISTÓRICA - Observados por prefeitos, deputados, vereadores e outras lideranças da região, Paulo Piau e Gilmar Machado fazem pacto em torno da criação da Região Metropolitana do Triângulo, em ação histórica captada pelas lentes espertas do repórter-fotográfico Enerson Cleiton