Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Bastidores

ACESSIBILIDADE: A A A A
Bastidores 07/06/2016
Bastidores
Bastidores
Bastidores

Zé Ramalho em Uberaba no dia 10

 

Divulgação

Nova turnê do cantor Zé Ramalho promete grandes clássicos em Uberaba

 

O cantor e compositor Zé Ramalho volta aos palcos de Uberaba na noite de sexta-feira (10), na Casa do Folclore, às 22h30. Evento não é open bar. A última vez que o músico esteve na cidade foi há 10 anos e agora ele apresenta ao público o show Zé Ramalho & Banda Z - Tour 2016. Zé Ramalho está percorrendo o país com a sua nova turnê, que tem no repertório canções mais recentes como “Indo com o Tempo” e “Sinais”, além de clássicos como “Avohai”, “Chão de Giz”, “Táxi Lunar” e “Tá tudo mudando”, versão para “Things have changed”, de Bob Dylan. O músico estará acompanhado da sua banda, formada por Vladimir Sosa (teclado), Edu Constant (bateria), Chico Guedes (baixo), Zé Gomes (percussão) e Toti Cavalcante (sax e flauta). Os ingressos para a única apresentação estão à venda nas lojas Ailton Discos e Polo Play Shopping e no site www.megaue.com.br. Após apresentação em Uberaba, o cantor segue para Brasília (DF) com o mesmo show no dia 11.

 

 

Feijoada beneficente

A Fundação Gregório Baremblitt realiza a 17ª edição da feijoada beneficente, no dia 17 de junho (sexta-feira), às 20h. O evento integra as comemorações da Luta Antimanicomial, que marca a mudança do paradigma no tratamento dispensado a cidadãos com transtorno mentais. A feijoada propõe confraternização entre profissionais, funcionários, usuários do Centro de Assistência Psicossocial (CAPS) Maria Boneca, da Fundação, bem como colaboradores em geral. Além disso, tem como objetivo arrecadar fundos para a entidade. O recurso arrecadado será aplicado nas oficinas terapêuticas e na própria cozinha do CAPs. O convite pode ser adquirido na sede da Fundação, localizada na rua Capitão Domingos, 418, bairro Abadia. O ticket é vendido a R$ 25 e os interessados podem participar do evento no CAPS ou, então, buscar o marmitex, a partir das 18h, na entidade.

 

Esclarecimento

Diante do caso vinculado pelos meios de comunicação e que vem sendo apurado pelas autoridades legais, sobre o padre F. G., presbítero pertencente ao nosso clero, e o seu envolvimento em um caso de suposto abuso sexual contra um adolescente, na cidade de Caldas Novas-GO, a Arquidiocese de Uberaba, vem a público para manifestar, que diante do exposto aguarda a apuração dos fatos, pelas autoridades competentes. Como Igreja, repudiamos todo tipo de violência e abuso, nos mais diferentes níveis; e sentimos as dores daqueles que sofrem, principalmente quando envolve um dos nossos representantes. Informamos, também, que o referido padre foi privado do “uso de ordens”, pelo senhor arcebispo, dom Paulo Mendes Peixoto, ou seja, não tem jurisprudência para presidir ou administrar qualquer sacramento. Sendo vedado o exercício do ministério presbiteral ou qualquer outro encargo eclesiástico, por tempo indeterminado para apuração dos fatos. Pedimos perdão por qualquer constrangimento ou dor que pudemos causar com tal fato, e esperamos que tudo seja averiguado e resolvido o mais rápido possível, para que não haja maiores constrangimentos. Assina a nota o padre Saulo Emílio Pinheiro Moraes.

 

Último prazo

O prazo para os empregadores domésticos realizarem o pagamento do Documento de Arrecadação do eSocial (DAE) referente a competência do mês de maio termina hoje. O documento reúne em uma única guia as contribuições fiscais, trabalhistas e previdenciárias que devem ser recolhidas pelos empregadores referentes aos trabalhadores domésticos. Documentos gerados a partir dessa data serão calculados com multa. Para a emissão da guia unificada, o empregador deve acessar a página do eSocial na internet. Segundo dados do eSocial, até às 17h de ontem já haviam sido emitidas 1.045.205 mil guias relativas à folha de pagamento de maio de 2016.

 

Estupro de vulnerável!

O estupro coletivo sofrido por uma menor de dezesseis anos no Rio de Janeiro, que escandalizou o país, faz parte da escalada da impunidade com que convivemos diariamente depois que o PT tomou o poder. O ex-presidente Lula logo que tomou posse afirmou que a sociedade era a culpada pela criminalidade, por causa da “desigualdade social”. Só que em treze anos, em vez de diminuir essa desigualdade dando educação de qualidade, recebemos em troca 11 milhões de desempregados, que piora a situação. A bandidagem recebeu o aval de um presidente que “entendia as massas” e toda a sociedade de bem ficou refém como “nunca antes neste país”. A jovem teve sorte de não ter sido assassinada, porque morre no país uma mulher a cada duas horas. Mais de 45 mil são estupradas, sendo que apenas 1/3 tem coragem de denunciar. Essa a pior das heranças malditas do PT, porque fere mortalmente geradoras de vida. Vergonha! Nota enviada pela leitora Beatriz Campos.

Imponderável

Lula já sonha alto com a crise que atingiu o ministério de Temer, e imagina que Dilma possa voltar ao cargo... E poderá, porque neste momento a nossa política está nas mãos do imponderável... Mas até mesmo para Lula, Dilma é carta fora do baralho, inepta para concluir o possível governo, e Lula, candidamente sugere que se proceda a um plebiscito para antecipar as eleições presidenciais. Tudo para tentar reerguer o PT e a si próprio. Lula, pare e pense: você também é carta fora do baralho. A maioria do povo brasileiro abriu os olhos e te enxergou na sua exata dimensão. Deixe as coisas correrem Lula, e vá brincar no pedalinho do seu sítio. Do lado de cá, bem ou mal, há gente trabalhando para colocar o Brasil de pé, exaurido que foi pelo governo petista. Queremos reerguer este país maravilhoso, independentemente de partidos! Mas isso você não pode entender... Lhe escapa. Comentário da leitora Mara Montezuma Assaf.

 

 

 

 

Ato contra cultura do estupro em Uberaba

 

 

Danilo Rezende

Manifestação aconteceu na manhã deste domingo no bairro Abadia. Grupo pediu fim da violência contra a mulher

 

 

Um ato contra a cultura do estupro foi realizado na manhã de domingo (5), em Uberaba. A manifestação começou por volta das 9h, na praça Nossa Senhora da Abadia, e seguiu para a feira livre que acontecia na avenida Prudente de Morais. Segundo a organização, 50 pessoas participaram do ato. Integrantes dos coletivos "Vaca Profana" e "Ana Montenegro", e do movimento Levante Popular participaram da manifestação.