Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Bastidores

ACESSIBILIDADE: A A A A
Bastidores 15/09/2016
Bastidores
Bastidores
Bastidores

Núcleo de Turismo do Empreender Aciu

Divulgação

Núcleo de Turismo, do Programa Empreender/Aciu, segue em ritmo de planejamento

 

O Núcleo de Turismo, do Programa Empreender/Aciu, segue em ritmo de planejamento de ações. Na terça-feira (13), em reunião na Aciu, membros do núcleo deliberaram sobre formas de divulgação das entidades nucleadas. Está em produção um material, todo feito artesanalmente, que ficará exposto nas empresas do núcleo, a fim de divulgar opções em turismo, hotelaria, alimentação e artesanato, das entidades nucleadas. Em breve também estará no ar o site www.baoproce.com.br, com todas as informações da cadeia turística de Uberaba.

 

 

Projeto itinerante

Com o objetivo de fomentar a leitura por onde passa, o projeto Cultural Maktub está em Uberaba para recolher e doar livros. O movimento Maktub é um projeto cultural itinerante, que visa à circulação de livros até então esquecidos nas estantes. O trabalho do grupo é ir de cidade em cidade, sempre buscando apoio da secretaria da cultura local, com objetivo de estimular a leitura com doações de livros entre moradores fazendo trocas, recolhendo todas as doações e expondo nas praças locais ou área de grande circulação para que todos possam ler bons livros. Segundo um dos coordenadores do projeto, o catarinense Christian Neres, os livros recolhidos são doados para instituições e escolas das cidades por onde passa. Em Uberaba o Maktub tem o apoio da Prefeitura de Uberaba, por meio da Fundação Cultural. Neres informa que em Uberaba o projeto está no Calçadão da rua Arthur Machado, de 7h30 às 18h.

 

Hospital da Criança

A presidente do Hospital de Criança, Silvia Lúcia Tormin Cunha, apresenta o movimento no mês de agosto. Foram realizadas 206 internações, 3.655 consultas no pronto socorro, 455 exames de raio X (ambulatório e pronto socorro), 1.809 exames laboratoriais (ambulatório e pronto socorro) e 28 exames de eletroencefalograma (ambulatório e pronto socorro).

 

Atendimento

O Mercantil do Brasil inaugura, no dia 16 de setembro, sexta-feira, o segundo ponto de atendimento em Uberaba, localizado na avenida Leopoldino de Oliveira, 3522, Centro. O espaço, 100% adaptado e acessível, possui estrutura física especial e padronizada, com rampas de acesso e cadeiras para o cliente aguardar o atendimento.

 

Denúncia

Moradora do bairro Tutunas, com residência que faz fundo com a Fazu denuncia: “Há uma semana estamos com problemas, com um cheiro de fumaça que vem do fundo de casa. Estamos sentido dores de cabeça e com dificuldade para respirar. Tenho criança em casa e inclusive o Cemei Tutunas fica quase em frente. Temos idosos na região e crianças de colo e este cheiro está muito forte. Tem alguma coisa que pode ser feita para acabar com essa fumaça, já que existe legislação que proíbe colocar fogo em lavouras, campos e matos. Se tem fumaça é porque tem fogo."

 

Seicho-No-Ie

Apregoar o respeito e a valorização da natureza em todas as suas manifestações já é uma postura comumente adotada e incentivada pela Seicho-No-Ie do Brasil, em todas as atividades que desenvolve pelo Brasil inteiro. Frente à grande responsabilidade que a realidade atual, torna-se imprescindível que todos nós – cidadãos, empresas, organizações, instituições sociais e entidades religiosas – desempenhemos um papel efetivo na conscientização cada vez maior da necessidade de sermos cuidadosos com a natureza. Em consonância com essa postura e prosseguindo no trabalho da correta educação ambiental, a Seicho-No-Ie do Brasil promoverá a partir deste ano de 2016 a festa das Dádivas da Natureza. Será dia 25 deste mês, das 9h às 16h, em Ibiúna-SP.

Barrar novos partidos

O STF, anos atrás, entendeu que “partidos faziam parte da democracia” e abriu a porteira para a ingovernabilidade, tendo o país hoje 39 partidecos e subindo. Agora vem o ministro Barroso se dizendo preocupado e mexendo os pauzinhos para barrar essa excrescência. Será que os ministros, hoje aposentados e que ajudaram a aprovar esta lei se sentem confortáveis com seus polêmicos votos, cheios de palavras difíceis e sem total noção do que poderiam causar ao país? Aprova, desaprova. Aprova, desaprova e enquanto isso o país se transformou no “toma-lá-dá-cá”. Satisfeito STF? Criaram um monstro de 39 cabeças. Deveríamos mandar a conta para que eles paguem. Ou quem sabe, tirar-lhes a altíssima aposentadoria? Nota enviada pela leitora Beatriz Campos.