Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Bastidores

ACESSIBILIDADE: A A A A
Bastidores 11/10/2016
Bastidores
Bastidores
Bastidores

Lançado o projeto “Amigo + Sorridente”

 

Divulgação

Crianças do Ilha de Marajós são beneficiadas

 

O cidadão William Lima lançou o grupo "Amigo + Sorridente" com o apoio de vários companheiros. No domingo (09) foram distribuídos mais de 150 kits de guloseimas para as crianças do Ilha de Marajós. Tudo foi fruto de doações. O próximo trabalho será para o Natal. Quem quiser doar algo para o grupo, como mantimentos, roupas, tudo será doado neste Natal para famílias carentes. Quem puder ajudar favor ligar para William Lima, no (34)-99998-9082. Também buscam em casa.

 

 

Fogos de artifício

Coisa que é sempre um colírio para os olhos são os fogos de artifício. Principalmente aqueles que, coloridos e cheios de efeitos, encantam um começo de noite saudando uma padroeira, como todos os anos acontece na igreja Nossa Senhora da Abadia. De perto ou de longe o deslumbramento e a emoção se juntam, produzindo lindos momentos de fé. Regados com lembranças e orações. Já por outro lado, há também de se louvar o espírito festivo dos uberabenses, pois todos os dias a gente escuta foguetórios pela cidade. Sem nenhuma data comemorativa, pelo menos que se saiba, sem nenhum resultado esportivo que justifique, enfim, pode-se dizer que não existem motivos conhecidos e é só aguçar os ouvidos que lá vêm os estampidos. E não são aqueles isolados, que segundo o folclore, são avisos de que mercadorias tenham chegado a alguma "boca", pois pelo barulho, nota-se que é algo bem mais importante. Ideal que, para satisfazer os curiosos de plantão, houvesse a "Ceicof" ou Central de Informações de Comemorações Com Foguetes. Sugestão para nossa Câmara de Vereadores criar.

Cidades “corujas”

Dizem que São Paulo não dorme. Aliás, este adjetivo é dado a outras inúmeras cidades pelo mundo. A quantidade de “corujas” é de fato fantástica. Uns vindos do trabalho ou do lazer, outros indo para o trabalho, e outros ainda por questões diversas vagueiam noite adentro por vários pontos. Em que pese a questão da segurança, a verdade é que pessoas, por necessidade ou não, são vistas caminhando por diversos pontos da cidade em altas madrugadas. Há cerca de 10 anos, aqui em Uberaba, um empresário destemido arriscou e empreendeu com um supermercado 24 horas. A princípio imaginou-se que o movimento seria nulo, mas foi somente um prognóstico negativo de alguns, pois de fato o estabelecimento estava constantemente cheio. Eram compradores que saiam de festas, ou mesmo pessoas que dormiam e depois acordavam para ir às compras. Por outras questões o estabelecimento foi fechado juntamente com outras filiais do mesmo empresário. No horário de verão, seria uma pedida excelente que o modelo fosse revivido, ou pelo menos que funcionasse até mais tarde. Não deixa de ser uma sugestão aos empresários do setor. 

Animadoras de torcidas
Nos Estados Unidos e em alguns países da Europa é comum a presença nos estádios, em quaisquer eventos esportivos, das "cheerleading", ou animadoras de torcidas. Com graciosidades ensaiadas, vestimentas chamativas, e muito charme, elas empolgam os torcedores e realmente fazem com que uma simples disputa se torne bem mais agradável. Pelas performances, normalmente também são chamadas a participar de desfiles comemorativos, onde são entusiasticamente aplaudidas. Jailton Almeida, "cheerleading" criador do movimento "Vem pras Ruas", também se promoveu, não recebendo aplausos, mas sim a triplicação de seus rendimentos mensais, ganhando excelente cargo junto ao Governo Federal.  Criar a empolgação de pessoas também passa a ser profissão, ainda que informal. 

Fenômenos

Fenômenos estranhos, tais como cortes em plantações como se fossem sinais para serem vistos do espaço, aparecimento de luzes, como se fossem "ovnis", e vários outros tipos de manifestações, têm sido detectados em todo o planeta, e aparentemente sem explicações que realmente satisfaçam a curiosidade geral. Há muitos anos, os céus da região se tornaram alvo da curiosidade de milhares de pessoas, principalmente aqui em Uberaba, devido ao surgimento de um sinal que seria um forte risco luminoso em forma de ziguezague, quase como um raio, e que permaneceu por um bom tempo se destacando sobre o azul de fundo. O fato, nítido por sinal, foi fotografado e a foto permaneceu em exposição durante muitos anos no estúdio J. Schoden na rua Vigário Silva, persistindo o mistério sobre o que realmente seria aquela aparição.  

Contra indicação

Existem no planeta centenas de variedades de frutas, muitas das quais típicas de determinadas regiões, que, com formas e sabores diferentes, são consumidas por pessoas ou animais, sendo a maioria benéfica à saúde. Muitas são até indicadas em dietas alimentares, por conterem proteínas e vitaminas importantes para um organismo saudável. Entretanto, existe uma muito conhecida no Brasil, e que, popularmente é evitada, em função de sua "contra indicação" para o corpo humano. Trata-se da carambola, uma fruta amarela, quando madura, e que, segundo os "antigos", sua ingestão pode causar sérios danos aos rins.   Estudos realmente comprovam que, junto a várias vitaminas nela encontradas, há também a presença da caramboxina, uma substância maligna, que afeta portadores de diabetes ou problemas renais. Os efeitos vão desde soluços, a perda da força muscular, confusão mental e até convulsões.  Troque e dê uma "banana" para a carambola.

 

Gastos públicos
Quando um funcionário da iniciativa privada percebe que sua empresa vem sofrendo para se manter viva, jamais solicitará aumento de salário. Isso se chama “cooperação conjunta”. Mas como explicar isso ao funcionalismo público, cujo dinheiro parece jorrar não se sabe de onde, e quando não existe nenhuma interrelação entre patrão (sociedade brasileira) e empregado? Essa falta de relação faz com que “poderes da República” se desentendam com relação aos gastos públicos, e usem de seus direitos para impedir a votação da PEC de Controle dos Gastos Públicos.  Mas nós brasileiros, que sustentamos todos eles, perguntamos: “Quem não está satisfeito com seu salário, por que não se demite”? O trabalhador da iniciativa privada está doido para ocupar essas vagas, que nos treze anos de PT no poder, tiveram aumento muito acima da inflação. Peçam demissão se tiverem coragem. Comentário da leitora Beatriz Campos.