Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Bastidores

ACESSIBILIDADE: A A A A
Bastidores 19/10/2016
Bastidores
Bastidores
Bastidores

Espetáculo “Memórias de Bitita” em Uberaba

 

 

Divulgação

Espetáculo “Memórias de Bitita - o coração que não silenciou” terá entrada gratuita

 

 

O espetáculo “Memórias de Bitita - o coração que não silenciou”, sobre a vida e a obra da escritora mineira, Carolina Maria de Jesus, chega a Uberaba no próximo dia 20, com uma apresentação gratuita desse espetáculo que foi agraciado com o Prêmio de Artes Cênicas de Minas Gerais. A apresentação será dia 20, às 19h, no Teatro Municipal Vera Cruz. O espetáculo, ganhador do prêmio de circulação de espetáculos cênicos, apresenta as várias facetas de Carolina Maria de Jesus, autora de “Quarto de despejo”, livro traduzido para 13 idiomas e publicado em mais de 40 países. O espetáculo cênico/musical é uma livre adaptação da obra de Carolina Maria de Jesus (1914-1977) e apresenta a força, a determinação, a generosidade e o lirismo contidos nos diários e composições musicais da autora.

 

Bolachão

Tem gente que coleciona de tudo. Desde borboletas empalhadas, pequenas pedrinhas de fundo de rios, fotos de desconhecidos, vários tipos de objetos, como canetas, chaveiros, bonés, carnês com programações de cinema, cartelas fechadas de cigarros, enfim qualquer coisa serve pra começar a juntar. Temos em Uberaba dois grandes colecionadores de discos. Os chamados bolachões, de vinil, catalogados, limpos, e muitos em perfeitíssimo estado de conservação, onde dificilmente será citado um intérprete ou uma música que não as tenham. Os acervos remontam de muitos anos, e buscam em fazendas, pequenas cidades, onde, muitas vezes são encontrados os maiores tesouros. Não há avaliação, porém, estima-se um alto valor, muito mais sentimental que comercial. Dá gosto ver as relíquias.

 

Bocelli

"Vivo por ela sem saber se a encontrei ou fui encontrado". Linda frase cantada pelo tenor italiano Andrea Bocelli, que musicada e na sua voz, realmente encanta e traduz a paixão pela forma mais graciosa de expor sentimentos. Além de inúmeros outros sucessos, este é talvez o que mais representa os que verdadeiramente amam e vivem pela música. Uma interpretação individual é linda, porém, um coral, é maravilhoso. Diga-se que, independente do arranjo ou do tipo de música escolhida, é algo celestial. Num cenário como a Igreja São Domingos, onde a acústica faz com que os acordes vocais soem magnificamente belos, os ouvintes unem os sons à imaginação, e se deixam fluir, encantados pelas sensações de bem estar e de prazer captadas pela sensibilidade de cada um. Aproxima-se o final de ano, esperando-se que venham outras apresentações do Coral Artístico Uberabense, sob a regência da maestrina Olga Frange, a grande expoente da música em Uberaba.  

 

Saara

Na internet foi postado há algum tempo um vídeo, onde Einstein, o famoso cientista, ainda criança, em sala de aula contesta e prova ao professor a existência de Deus, fazendo comparativos sobre a luz e as trevas, ou seja, Deus é luz, e onde há luz não há trevas. Venceu e convenceu através de sua narrativa bem exposta por sinal. Hoje estamos passando por um período de altas temperaturas, pelo menos em boa parte da região Sudeste, a mais afetada pela concentração de indústrias poluentes e usinas de cana de açúcar. Fazendo um pequeno comparativo, poderemos então afirmar que não está fazendo calor, mas sim, estamos tendo ausência de frio. Plagiando Einstein.

 

Bells

Katina Paxinou, um nome desconhecido no mundo artístico atual, teve seu período de fama quando recebeu um Oscar como atriz coadjuvante no filme, este sim, considerado obra prima, Por Quem Os Sinos Dobram, estrelado por Ingrid Bergman (Oscar de melhor atriz) e Gary Cooper. Lindo romance digno de ser visto ou revisto. Uma curiosidade que poucos sabem: Em Uberaba existe uma fábrica de sinos. Isso mesmo. Sinos destes de igrejas, conventos, etc. E, além dos repiques normais que se conhece, também são produzidos aqueles que representam um instrumento, pois as batidas são como notas musicais. Se o batido simples de um sino nos leva a alguma reflexão, imagine as batidas em formas de música. Divinal.

 

Forte

Em várias cidades do litoral brasileiro e em quase todos os países existem certas construções, que são uma mesclagem entre um castelo e um forte de segurança. Alguns, transformados em museus, outros viraram ruínas, e ainda assim, alvos de visitações como atrativos turísticos. A arquitetura moderna, entretanto, tem hoje uma preocupação muito maior nas suas criações, que é a questão de segurança. Exceto em condomínios fechados, onde a imaginação corre solta, a privacidade substituiu a liberdade e a maioria das construções é cercada por muros altíssimos, coroados por espirais de arame farpado, tornando-as praticamente inacessíveis. Ainda assim, registram-se vez por outra, casos de invasões domiciliares onde moradores desses imóveis se tornam reféns de marginais, passando a conviver com traumas inimagináveis. Prevenir nunca é demais. 

 

Monte Ararat

Diz a Bíblia que teria havido um imenso tsunami atingindo toda a terra, fazendo com que a arca construída por Noé flutuasse por quarenta dias, salvando animais, a si próprio e a seus familiares, provocando um tipo de "reset" na humanidade, isso em uma época remota da civilização. Aqui não temos nenhum Monte Ararat, mas, vários dilúvios já aconteceram e podem se repetir, pois a topografia da cidade permite, devido a vários fatores, inclusive a própria ocupação de áreas até então descampadas. Uma possível solução, seria a construção de canais independentes, de capacidades adequadas, em vias como ruas João Prata-Alaor Prata-Governador Valadares, passando por um piscinão na confluência da praça Henrique Krugger com Fidélis Reis, e seguir até Univerdecidade. Outro canal na rua Irmão Afonso-Afonso Rato até o final e tantos outros canais em ruas paralelas às grandes avenidas, desafogando assim o volume nas vias principais. Ou então rezar para que não haja períodos de chuva.

 

Para que tanto sindicato?

Número de sindicatos pelo mundo. Reino Unido – 168. Dinamarca – 164. Argentina -91. Brasil - 15.007. Quer dizer que as empresas mais lucrativas hoje no Brasil são os sindicatos? Eles recebem um dia de cada trabalhador por ano. Não precisam dar satisfação onde, quando e porque empregam esses valores. Sendo que durante a maior crise econômica já vista no país, não vimos nenhum deles se levantar em defesa dos doze milhões de desempregados. Pelo contrário, fizeram coro à turma do “golpe”, quando o Brasil se livrou da figura nefasta da ex-presidente Dilma, que quebrou o país! Alguma coisa anda muito errada na área sindicalista e o governo Temer precisa urgentemente consertar essa discrepância. Que pelo menos os sindicatos voltem a prestar contas ao TCU, que estrategicamente foi abolido pelo ex-presidente Lula. É muito dinheiro escorrendo para mãos famintas, que lucram sem fazer nada. Essa farra precisa acabar. Nota enviada pela leitora Beatriz Campos.

Proteção para Lula

Após correrem boatos na internet de que a Operação Lava Jato faria prender Lula na madrugada de domingo para segunda-feira, uma multidão de 20 militantes, junto com alguns jornalistas blogueiros, se postaram defronte ao prédio onde Lula mora no ABC, no intuito de protegê-lo da violência da prisão coercitiva, mas se ele estava em sua casa ninguém sabia. Ironizei, mas é sabido com que agilidade esses 20 manifestantes se multiplicariam após comunicar ao resto da tropa, caso a prisão acontecesse. De qualquer forma não seriam eles que impediriam a prisão de Lula. Mas a Polícia Federal pode mudar o horário... E desta forma, os militantes vão ter que aparecer com suas tendas para se arranchar na calçada do prédio, vão fazer seus lanches ali mesmo, e o banheiro improvisado pode ser no bueiro da rua. E os vizinhos de Lula terão um motivo a mais para se irritar com a proximidade do ex-presidente. 

PS- Lula está em retiro num silêncio sepulcral, alguém sabe, por favor, por onde ele anda? Comentário da leitora Mara Montezuma Assaf.