Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Bastidores

ACESSIBILIDADE: A A A A
Bastidores 13/06/2013
Bastidores
Bastidores
Mundo real

Secretário de Saúde de Uberaba, médico Fahim Sawan, fez uma revelação inacreditável nestes tempos de H1N1: que, ao pedir mais vacinas ao ministro da Saúde, Alexandre Padilha (PT), foi informado de que a epidemia de São Paulo tem exigido um grande volume do medicamento, e que, por isso, não existe como atender a todo o país. A vacina contra a gripe suína custa algo em torno de R$ 80,00 na rede privada.

Moral da história
Socorro! 

Mundo irreal
E o painel eletrônico de uma agência da Caixa Econômica Federal em Uberaba exibia, ontem, a seguinte orientação para os clientes: “SAIA DA FILA...USE OS SERVIÇOS DAS CASAS LOTÉRICAS!”

Moral da história 2
Só pode ser piada, né?

Conversas paralelas
(Extramuros)

E falando em agência bancária, o prefeito Paulo Piau (PMDB) – ou melhor, suas viagens, era o assunto dominante numa fila imensa, ontem. “Ele precisa parar em Uberaba pra confirmar a posse” – diziam os eleitores.

Moral da história 3
Pelo jeito, o eleitorado não concorda com a tese defendida pelo prefeito, em entrevista recente, de que viajar também é importante para conquistar benefícios para Uberaba.

PT saudações!
Aliás, falando em viagens, Paulo Piau levou a tiracolo, para Brasília, o ex-concorrente do 1º turno e apoiador do 2º turno, 3º vice-presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Adelmo Leão (PT). Em pauta, reuniões com vários ministros e assessores importantes do governo petista de Dilma Rousseff.

Bateção...
Campanha eleitoral de 2014 está a todo vapor. Que o diga quem acompanha o horário político partidário em rede estadual de televisão! E que o diga o governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia, que já está apanhando mais do que saco de pancadas em academia de treinamento de boxe.

Plenário
Das 44 sessões ordinárias e extraordinárias realizadas pela Câmara dos Deputados – de 4 de fevereiro a 12 de junho de 2013, Marcos Montes (PSD) marcou presença em 37, e, portanto, em 84,1% delas. Foram sete ausências, todas justificadas. O outro deputado federal com domicílio eleitoral em Uberaba, Aelton Freitas (PR), esteve em 40 sessões – 90,9% do total. Teve quatro faltas, uma delas não justificada até ontem. Fonte: Câmara dos Deputados.

Passou raspando
Em abril de 2013 – último balanço apresentado por ele e divulgado pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais, o deputado Adelmo Leão gastou R$ 19,982 mil de verba indenizatória. De acordo com deliberação interna, a Casa pode indenizar despesas até o limite mensal de R$ 20 mil. Os maiores gastos de Adelmo foram com locação e fretamento de veículos (R$ 5,4 mil); serviços de consultoria, assessoria e pesquisa (R$ 5 mil), e locação de imóvel (R$ 4,512 mil). 

Extrapolou
Por sua vez, o outro deputado estadual com domicílio eleitoral em Uberaba – Antônio Lerin (PSB), gastou, em maio de 2013 (último balanço feito por ele), R$ 22,653 mil. Extrapolou seu limite, portanto, em mais de R$ 2 mil. O maior gasto foi em consultoria, assessoria e pesquisa (R$ 5 mil). Em abril, ele gastou R$ 17,304 mil.

Livres
A norma que regula a verba indenizatória prevê o reembolso para despesas realizadas em razão de “atividade inerente ao exercício do mandato parlamentar”, liberada mediante requerimento e comprovação dos gastos. Podem ser indenizados gastos com locação de imóvel, combustível, manutenção de veículos, locação e fretamento de veículos, serviços de consultoria, divulgação da atividade parlamentar, material de expediente e informática, passagens, hospedagem, alimentação, assinatura de periódicos e clippings e promoção e participação em eventos. 

Conversas paralelas
(Intramuros)

Entrevistas do prefeito de Uberaba de que está fazendo marcação cerrada sobre servidores que ganham sem trabalhar, já provocaram piadinhas publicáveis e impublicáveis na administração municipal. Uma das publicáveis é de que Paulo Piau está com hipermetropia – com dificuldades para enxergar de perto. Justificam que muita gente próxima a ele – inclusive do 1º escalão, raramente é vista no trabalho em horário de expediente. Além disso, alguns só comparecem de manhã, e outros só depois das 16h.


DOBRANDO A ESQUINA – As filas nas casas lotéricas de Uberaba são, hoje, uma das principais queixas registradas no Programa Municipal de Defesa dos Direitos do Consumidor – o Procon.