Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Bastidores

ACESSIBILIDADE: A A A A
Bastidores 31/12/2016
Bastidores
Bastidores
Bastidores

Shopping tem horário especial neste sábado
Para quem deixou para a última as compras das festas de fim de ano, o Shopping Uberaba terá horário especial neste sábado (31). O expediente começará às 10h e se estenderá até as 19h. No domingo (1º) as lojas estarão fechadas, mas o setor de gastronomia e lazer estará aberto. Neste sábado, o Cinemais exibirá até a sessão das 18h. No domingo, terá expediente sem alteração. 

Juros de cartão de crédito pode baixar 50% em 2017
O presidente Michel Temer anunciou que o governo deverá editar medida provisória no início de 2017 com o objetivo de reduzir pelo menos à metade os juros dos cartões de crédito. No Senado Federal, a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) aprovou em 2016 três projetos de lei que utilizam a taxa Selic, hoje em 13,75% ao ano, como referência para o máximo a ser cobrado pelas administradoras. Uma das propostas fixa o teto da cobrança em duas vezes o percentual da Selic (PLS 407/2016). O relator dos projetos foi o senador Lindbergh Farias (PT-RJ), que acredita que a baixa concorrência no mercado de crédito justifique uma intervenção no setor. Os projetos de lei que tratam deste assunto podem ser reunidos em um só texto, a ser analisado pelo plenário do Senado Federal.
Presidente assina decreto reajustando o salário mínimo
O presidente Michel Temer assinou o decreto que reajusta o salário mínimo dos atuais R$ 880 para R$ 937 (aumento equivalente a 6,5%) a partir de 1º janeiro de 2017, informou a assessoria da Casa Civil. O valor estipulado no decreto presidencial assinado nesta quinta é R$ 8, 8 menor do que os R$ 945,8 que haviam sido propostos em agosto pelo governo federal, inclusive, no dia 15, o Congresso Nacional aprovou o orçamento de 2017 prevendo o reajuste do salário mínimo para R$ 945,8. Atualmente, para calcular o reajuste do salário mínimo, soma-se a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano anterior ao resultado do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes. Como o PIB recuou 3,8% em 2015 – ano que serve de parâmetro para o salário mínimo em 2017 – a correção do mínimo no ano que vem levará em conta, pela fórmula adotada, somente o valor da inflação deste ano. Com isso, não haverá alta real (acima da inflação) do salário mínimo no ano que vem. 
Reajuste para os aposentados em 2017 poderá ser de 7, 5%
A partir de janeiro de 2017, os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) devem ter o mesmo percentual de reajuste. O aumento previsto é de 7,5% tanto para quem ganha um salário mínimo (R$ 880) quanto para os que recebem acima do piso nacional. A proposta de reajuste está no Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2017. De acordo com a proposta, o salário mínimo passará dos R$ 880 para R$ 946. Com a correção prevista o teto previdenciário passa dos atuais R$5.189,82 para R$ 5.579,06. A correção do piso será feita considerando a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de 2016. A equipe econômica estima que o indicador ficará em 7,5%. A estimativa de aumento poderá ainda ser alterada pelo governo federal.
Governo estuda simplificar tributação do setor de petróleo
O governo está considerando simplificar o regime tributário do setor de petróleo e gás, além de alterar a tributação do sistema financeiro como parte de uma reforma tributária mais ampla em 2017, disse uma pessoa à agência Reuters.  Estas são ideias gerais sobre o que deve ser feito, ainda em estágios embrionários, disse a fonte, que pediu para não ser identificada porque não tem permissão para falar publicamente. Depois da aprovação do teto de gastos e da introdução da reforma da Previdência, vemos espaço para uma reforma tributária. Ele disse que o governo também pode considerar a simplificação do PIS-Cofins, reduzindo a burocracia sobre o sistema tributário e reestruturando o Carf, órgão de recursos do Ministério da Fazenda. Mais cedo, ao fazer um balanço do governo no ano, o presidente Michel Temer comemorou o andamento das reformas propostas até agora e disse que o governo vai se empenhar nas mudanças tributárias em 2017. Por que não levar agora adiante a reforma tributária, já que há vários projetos bastante encaminhados tanto no Senado quanto na Câmara Federal, mas agora o Executivo este ano vai empenhar-se na reforma tributária, disse Temer a jornalistas, acrescentando apenas que o governo se dedicará à simplificação do sistema tributário.
Mais um milhão de brasileiros ficarão sem empregos em 2017
Crise no mercado de trabalho continua, com 13,7 milhões em busca de uma vaga. Mais um milhão de trabalhadores brasileiros perderão o emprego em 2017, depois de dois anos de recessão forte. A recuperação só virá no segundo semestre do ano que vem, segundo projeções do Departamento de Pesquisas do Bradesco. O número de desocupados — que chegou ao recorde de 12,1 milhões em novembro, correspondendo a uma taxa de desemprego de 11,9%, segundo o IBGE - deve atingir a marca de 13,7 milhões de pessoas. Para os empregos formais, medidos pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho, já há algum sopro de esperança em 2017: a previsão é de criação de 150 mil vagas no ano. Em 2018, seriam outros 900 mil postos de trabalho. O número nem de longe compensa a perda de mais de três milhões de vagas em 2015 e 2016 (1,625 milhão em 2015 e projeção de 1,450 milhão de vagas para 2016, também segundo o Bradesco). Em novembro, foram menos 116.747 vagas com carteira assinada, perda um pouco inferior aos 130 mil do mesmo mês do ano passado.