Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Bastidores

ACESSIBILIDADE: A A A A
Bastidores 22/06/2013
Bastidores
Bastidores
Rui Barbosa

“A imprensa é a vista da Nação. Por ela é que a Nação acompanha o que lhe passa ao perto e ao longe, enxerga o que lhe malfazem, devassa o que lhe ocultam e tramam, colhe o que lhe sonegam, ou roubam, percebe onde lhe alvejam, ou nodoam, mede o que lhe cerceiam, ou destroem, vela pelo que lhe interessa, e se acautela do que ameaça.”

Lendas urbanas
Horas que antecederam a manifestação pública de Uberaba, ontem, foram marcadas por uma série de boatos, espalhados através das redes sociais, dos e-mails, de telefonemas, um “Deus nos acuda”. Pior é ver como algumas pessoas divulgam as notícias falsas sem qualquer fonte segura, verificação, enfim, haja irresponsabilidade!

Portas fechadas
Paralelamente, as assessorias da Prefeitura e da Câmara de Uberaba e da Associação Comercial, Industrial e de Serviços – Aciu, informavam que os dois poderes e os comerciantes fechariam as portas mais cedo – às 14h. No caso da Câmara, o comunicado incluiu o anúncio de que, a modificação no horário do expediente também permitiria que os servidores pudessem participar do manifesto, marcado para ter início às 17h.

Portas abertas
Assessoria do governo municipal, por sua vez, só deixou o expediente depois de distribuir a informação de que o prefeito Paulo Piau (PMDB) vai receber os manifestantes na segunda-feira, 24 de junho, às 14h, em seu gabinete. “Todos os assuntos que envolvam a Prefeitura de Uberaba poderão ser debatidos” – acrescentou o comunicado.

Protesto
Através de sua assessoria, Paulo Piau expôs o apoio a pelo menos duas reivindicações que estão movimentando os protestos em todo o país: o fim da corrupção e a rejeição da emenda constitucional que tira poderes do Ministério Público nas investigações criminais. 

Suspense
Aliás, a nota até deixou uma esperança de que a redução de R$ 0,10 na tarifa do transporte coletivo pode chegar a um valor maior: “Sempre queremos o diálogo; naquilo que estiver ao nosso alcance e dentro da responsabilidade que nos rege poderemos avançar. Esse debate com a juventude é importante e oportuno” – disse Paulo Piau.

A pedido
E os professores da rede municipal postaram uma reivindicação na página do protesto, no Facebook. Pediram que o movimento intercedesse por eles para que o prefeito libere a venda de vale-transporte para finais de semana e feriados, já que precisam cumprir uma série de atividades extra-sala. Detalhe: eles compram o vale-transporte, que é descontado nos salários, mas só têm acesso a um número suficiente para os dias letivos, ou seja, para o trajeto casa/escola e escola/casa...


SAUDOSISMO – O estudante de Jornalismo, Paulo Ricardo Brandão, flagrou o manifestante de Uberaba com um cartaz que dispensa comentários extras