Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Bastidores

ACESSIBILIDADE: A A A A
Bastidores 09/07/2013
Bastidores
Bastidores
Fênix (Versão 1)

Festival de Música de Uberaba – realizado com apoio amplo e irrestrito pelo então governo (1993/1996) do ex-prefeito Luiz Guaritá Neto (DEM), parecia coisa do passado, morta e enterrada, visto, inclusive, que o principal organizador, que detinha os direitos do evento, faleceu tempos atrás. De repente, eis que a ideia renasceu das cinzas – com divulgação pela Internet, e cujos detalhes foram repercutidos aqui, neste espaço, na sexta-feira, 5 de julho.

Fênix (Versão 2)
Eis que ontem, três dias após a publicação em Bastidores, a Fundação Cultural divulga – também pela Internet, convite a “todos os músicos de Uberaba”, com o objetivo de discutir o Festival de Música de Uberaba, “que será organizado” pela entidade. A presidente Sumayra Oliveira diz que a reunião vai acontecer dia 15 de julho, às 18h30, no Teatro Experimental de Uberaba – TEU.

Inscrições
O Festival de Música de Uberaba repercutido dia 5 de julho em Bastidores está convocado para os dias 1º, 2 e 3 de novembro de 2013, em local ainda em fase de acertos. Vinícius Oliveira – que se apresenta como um dos promotores, junto com Caio Presotto e Edvaldo Cardoso, revela que as inscrições serão feitas de 10 de julho a 10 de setembro, através do site www.festival demusicadeuberaba.com.br.

Perguntar não ofende...
Estamos falando de 1 (um) Festival de Música de Uberaba 2013 ou de 2 (dois) Festivais de Música de Uberaba 2013?!

Pesquisas
Assessoria de imprensa da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Uberaba – Aciu, informa que, já neste próximo fim de semana, devem ser divulgados os resultados das pesquisas que estão sendo realizadas pelo recém-reativado Centro de Estudos e Pesquisas Sociais e Econômicas – Cepes, da Faculdade de Ciências Econômicas do Triângulo Mineiro – FCETM, escola que pertence ao Sistema Aciu/Educação.  As pesquisas estão apurando a opinião da população sobre os políticos e sobre a proposta de criação da Região Metropolitana do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba; e as expectativas do empresariado em relação à Aciu, e em relação ao futuro.

Férias
E, ao contrário das expectativas de professores e alunos das redes municipal e estadual, as férias de julho não foram antecipadas para dia 5 em Uberaba. O que andou circulando é que as escolas estariam fechadas desde ontem, por causa da gripe H1N1 - também conhecida por gripe A e gripe suína. Até prova em contrário, o calendário letivo permanece em vigência.

Filas
E por falar em H1N1, nos dois primeiros dias de vacinação com as doses compradas diretamente pela Prefeitura de Uberaba, nada menos do que 6.893 pessoas foram imunizadas. Filas quilométricas se formaram nas três unidades matriciais - localizadas nos bairros Abadia, Volta Grande e Boa Vista, assim que a vacinação começou. Ao todo, foram adquiridas 30 mil doses, divididas em três lotes de 10 mil. Vem aí a próxima etapa.

Dilmais...
O show Mais que Dilmais chega a Uberaba, em curta temporada, nos dias 13 (às 21h) e 14 (20h) de julho, no Teatro Sesiminas. Espetáculo com Gustavo Mendes tem arrancado aplausos e gargalhadas por todo o país. Além de “ser” a presidente, Gustavo conta piadas, apresenta os melhores textos e interage com a plateia. O espetáculo conta ainda com músico tocando ao vivo para performances memoráveis do comediante. Destaque para Alcione Bêbada, Ana Carolina cantando Michel Teló e para Maria Bethânia. A promoção é da ShowBrasil com apoio do Shopping Uberaba.

Equilíbrio
Discussão “sem fim” no plenário do Legislativo, ontem, sobre local para instalação de empresas no Residencial 2000, afasta até os mais chegados na TV Câmara. Mais de uma hora de embates, pra no final, alguém pedir vistas da matéria!!! Detalhe: quando existe interesse da Câmara, os vereadores fazem reuniões e decidem temas polêmicos antes de levá-los a plenário...

Medicina (O curso da hora...)
O curso de medicina passará de seis para oito anos a partir de 2015. Pelo menos é o que defende a presidente Dilma Rousseff (PT) em Medida Provisória que ainda terá que ser regulamentada pelo Conselho Nacional de Educação, num prazo de 180 dias. A MP envolve um pacote de medidas para ampliar a oferta de médicos no país e melhorar a formação dos profissionais. 

Função social
Concluído o curso de seis anos, o estudante passa para um segundo ciclo, de dois anos, onde terá de atuar em serviços públicos de saúde. A exigência do segundo ciclo será universal: tanto para estudantes de instituições da rede pública quanto privada.
No período em que trabalharem nos serviços públicos de saúde, estudantes receberão uma bolsa, financiada pelo Ministério da Saúde. Os valores ainda não foram definidos. O governo calcula, no entanto, que ela ficará entre o que é concedido para as residências médicas (R$ 2,9 mil mensais) e o que é pago para profissionais inscritos no Provab (R$ 8 mil). 

Rede pública
No primeiro ano, estudantes vão atuar na rede de atenção básica. No segundo ano, o trabalho será feito nos serviços de urgência e emergência. Os alunos continuarão vinculados à instituição de ensino onde foi feita a graduação e, assim como ocorre com a residência, serão avaliados. A carga horária ainda não foi definida. 

Vagas
O projeto inclui – entre outras medidas, o recrutamento de profissionais estrangeiros para trabalhar em áreas prioritárias; a abertura de 11.447 novas vagas para graduação; e outros 12.376 postos de especialização em áreas consideradas prioritárias até 2017. Vale lembrar que Uberaba – por exemplo, enfrenta problemas sérios no que se refere ao preenchimento de vagas em urgência e emergência na rede pública. A defasagem de profissionais é grande, e mesmo os decretos de emergência não ajudam na atração de interessados nas vagas.


DÚVIDA - Festival de Música de Uberaba, repercutido em Bastidores no final de semana (arte acima), terá concorrência?