Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Bastidores

ACESSIBILIDADE: A A A A
Bastidores 24/07/2013
Bastidores
Bastidores
Livre, leve e solto

Prefeito Paulo Piau (PMDB) tirou uma semana de descanso, ao lado da primeira-dama Heloísa Nogueira... “Já vai tarde” – diria o médico que atendeu o prefeito dia 25 de junho, no Hospital São Domingos. Após sentir-se mal pelo menos duas vezes no mesmo dia, inclusive com intensa taquicardia, ele passou por uma bateria de exames e foi liberado. Entretanto, desde então, aguardava-se um período de descanso...

Longe dos olhos...
Melhor ainda: a viagem (com direito a telefone desligado) acontece em meio a um turbilhão político. Divulgado domingo, dia 21 de julho, pelo Fantástico/Globo, vídeo relacionado ao deputado federal Aelton Freitas ainda repercute que nem um furacão. Longe dos olhos, Paulo Piau não tem que dar respostas aos jornalistas ansiosos pra saber se sua relação com Aelton Freitas continua tal como era... antes de domingo.

Relações...
Vale lembrar que o presidente do PR de Minas Gerais, ex-senador e aliado de campanha em 2012, é tido e havido como sendo o preferido de Paulo Piau para a disputa de deputado federal em 2014. Problema é que o vídeo do Fantástico mostrou Aelton Freitas ensinando alguns companheiros de política a comprar votos e plantar boatos contra adversários. Detalhe: os “alunos” eram todos de Capetinga, cidade mineira com 7.039 habitantes, e um eleitorado de 5.980 pessoas.

Correção...
E por falar em Aelton Freitas, esta coluna disse ontem que ele assumiu uma cadeira no Senado quando José Alencar (PRB) faleceu. Na verdade, ele deixou a condição de suplente e assumiu a vaga quando José Alencar tornou-se vice-presidente da República na chapa liderada por Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Balaio
E político da terrinha – que por enquanto não pretende conceder entrevistas sobre o vídeo-bomba, fez um apelo à colunista de Bastidores: “Não coloque todos nós no mesmo balaio”. Diz ele que nós, jornalistas, temos uma “importante função de alertarmos o leitor/eleitor de que existem bons políticos”...

Respingos
Enquanto isso, o advogado e presidente do diretório municipal do PSTU/Uberaba faz sua própria investigação. Adriano Espíndola quer saber se Aelton Freitas recebeu o título de cidadão uberabense. “Se ele recebeu, nós vamos entrar com uma petição para que seja revogado” – diz Espíndola. Detalhe: Aelton é de Iturama – onde foi prefeito em dois mandatos, mas se mudou para Uberaba – onde hoje possui domicílio eleitoral.

Aula especial
Secretário Nacional de Justiça, advogado Paulo Abrão Pires desembarca em Uberaba dia 6 de agosto. Às 19h30 ele profere a aula magna de abertura do 2º semestre de 2013 da Faculdade de Talentos Humanos – Facthus. Evento acontece no Cine Teatro Vera Cruz.

Currículo
Formado pela Universidade Federal de Uberlândia – UFU, o convidado especial da Facthus é mestre e doutor em Direito; especialista em Direitos Humanos e Processos de Democratização; professor  da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul e professor convidado do Curso de Mestrado em Direito da Universidade Católica de Brasília (UCB). Foi coordenador do Departamento de Direito Público da PUCRS e presidente da Comissão de Anistia do Ministério da Justiça – entre dezenas de outras funções nacionais e internacionais.

Abaixo-assinado
Movimento Popular de Uberaba – que tem organizado os protestos públicos na cidade, abre um novo canal de participação no Facebook. Objetivo é colher apoios em abaixo-assinado que defende passe livre para estudantes, desempregados e idosos no transporte coletivo urbano, e ainda, a criação de uma empresa pública municipal para gerenciar o setor. O documento será enviado à Câmara de Vereadores, e pretende ser o primeiro passo rumo à elaboração de um projeto popular. Para assinar é só clicar no link: www.change.org/pt-BR/organiza%C3%A7%C3%B5es/movimento_popular_de_uberaba.

Tenso...
Já o prefeito Paulo Piau vai receber carta assinada por vários uberabenses se queixando do tratamento dispensado pela TV Bandeirantes – BandTriângulo, a Uberaba. As reclamações vão desde a página da TV no Facebook, até os noticiários regionais da emissora. “Só falam de Uberlândia” – diz o texto, cuja cópia foi encaminhada à coluna Bastidores.