Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Bastidores

ACESSIBILIDADE: A A A A
Bastidores 27/07/2013
Bastidores
Bastidores
Futebol e cidadania

Se Djalma Santos deixa para o Brasil e o mundo a lembrança de uma trajetória impecável como jogador de futebol, para Uberaba, especificamente, ele deixa a lembrança de um programa social digno de entrar pra história. Trata-se do Projeto Bem de Rua Bom de Bola, que, em determinado momento, para surpresa até do próprio Djalma, atraiu mais de 4.300 crianças e adolescentes de famílias de baixa renda. Projeto misturava aulinhas de futebol com educação para a cidadania.

O passe
Criado pelo então prefeito – que exerceu os mandatos 1997/2000 - 2001/agosto de 2004, e hoje deputado federal Marcos Montes (PSD), o Projeto Bem de Rua Bom de Bola foi entregue ao comando de Djalma Santos. O bicampeão mundial de futebol foi “descartado” pelo sucessor, Anderson Adauto (sem partido), e abrigado, na época, pelo então governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), hoje senador e pré-candidato a presidente da República. Em 2013, o novo prefeito Paulo Piau (PMDB) recuperou o passe de Djalma Santos, que, já com 84 anos de idade, retornou ao governo municipal com a incumbência de ser uma espécie de garoto-propaganda de Uberaba. 

Visionário
Empossado dia 1º de janeiro de 2013, Paulo Piau aproveitou a oportunidade para retomar a relação da cidade com um dos filhos adotivos mais célebres de Uberaba. Teve tempo assim, de valorizar o bicampeão, antes de ele se internar no Hospital Hélio Angotti, e de morrer vitimado por uma pneumonia grave e instabilidade hemodinâmica, que culminaram com uma parada cardiorrespiratória às 19h30 de terça-feira, 23 de julho.

Tietagem
A foto que fecha esta coluna, na edição de hoje, é uma pequena amostra da importância de Djalma Santos. Hoje deputado federal licenciado e secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas de Minas Gerais, o então ministro do Esporte, Carlos Melles, fez questão de conhecer o Projeto Bem de Rua Bom de Bola – com o pretexto de aproximar-se do maior lateral direito de todos os tempos.

Torcedores
Os secretários Carlos Bracarense (Administração) e Denis Silva (Comunicação Social) retornaram de viagem rápida a Belo Horizonte, rindo de orelha a orelha. Apaixonados pelo Atlético Mineiro, eles acompanharam quarta-feira, no Maracanã, o inédito título da Libertadores, contra o Olimpia do Paraguai. Agora, segundo as más línguas, estão de olho no Mundial de Clubes que será disputado em dezembro no Marrocos.

Investigações
Prefeito Paulo Piau, secretário de Saúde, Fahim Sawan, e controlador-geral Mauro Umberto Alves assinam uma série de sindicâncias administrativas para a apuração de denúncias relacionadas à saúde – envolvendo eventos desde o início do governo. Uma das medidas visa a apurar responsabilidades pela falta de água na Unidade de Pronto-Atendimento/UPA São Benedito, que provocou transtornos em pleno auge da epidemia de dengue.

Sindicâncias
Também serão investigados: recebimento de remédios sem prévio processo de compras; o pagamento de despesa sem procedimento legal para a contratação da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos; a falta de medicamentos e materiais médicos e hospitalares e aquisição dos mesmos, por meio de decreto emergencial... 

Sindicâncias 2
E ainda: o pagamento de emolumentos, taxas e juros, pelo atraso do pagamento de notas fiscais referentes ao fornecimento de lanches e marmitex ao CAPS, CAPS’D, CRIA, UPA Abadia e UPA São Benedito. Comissão de Sindicância tem 60 dias para concluir os trabalhos e apresentar os relatórios finais das apurações.

Bonança...
E por falar em saúde, 21 médicos estão sendo convocados para assumir cargos na rede municipal. São 17 para emergência 12 horas e quatro para emergência 24h. Contratação é baseada no decreto de emergência baixado em junho deste ano, com o objetivo de facilitar o preenchimento de vagas. O problema é que – sem exceção até agora, todas as boas notícias de contratação acabam seguidas por péssimas notícias sobre pedidos de demissão. E assim, vira e mexe, a rede está correndo atrás de médicos.

...e tempestade
A situação é tão complicada, que o governo municipal decidiu aderir ao Programa Mais Médicos – criado pelo governo federal para atender aos locais que enfrentam dificuldades para preencher as vagas da rede pública. O pedido já teria sido aprovado pela União, e 22 profissionais estão previstos para serem designados para Uberaba...Vem aí, nova sessão protesto público de médicos descontentes com o programa federal.


REGISTROS - Então ministro do Esporte - cargo que ocupou entre 2000 e 2002, Carlos Melles visita Uberaba, oportunidade em que conhece o Projeto Bem de Rua Bom de Bola, comandado pelo bicampeão mundial de futebol Djalma Santos. Os dois se cumprimentam, observados pelo então deputado estadual Paulo Piau (à esquerda) e o então prefeito Marcos Montes (à direita). Foto pertence ao acervo da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer.