Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Bastidores

ACESSIBILIDADE: A A A A
Bastidores 08/08/2013
Bastidores
Bastidores
Juventude esperta

Vem aí, uma nova dupla – com todos os ingredientes pra fazer muito sucesso. Danyel Reis & Igor Cunha gravam seu primeiro DVD dia 18 de agosto, às 10h, com um repertório de música popular brasileira – incluindo sertaneja de raiz, da mais alta qualidade. Por sinal, Igor Cunha já tem história pra contar – ou melhor, pra cantar e dançar. Ele integra o Grupo de Catira Revelação – que durante o 2º Festival Nacional de Catira realizado em maio, em Uberaba, na Casa do Folclore, simplesmente levou dois prêmios: de Revelação e de Melhor Grupo do evento.

Pra conferir
E quem quiser conferir antes do disco, vale dar uma passada pelo Violas Bar, dia 9 de agosto, a partir das 20h. Danyel Reis & Igor Cunha – com 17 e 16 anos de idade, respectivamente, vão apresentar-se e encantar...

Vaivém
Após 29 inclusões e retiradas de pauta – acompanhadas passo a passo pelos leitores da coluna Bastidores, eis que a principal ação ainda relacionada ao processo eleitoral de 2012 em Uberaba levou bomba no Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais – TRE/MG. 

Arquivo
Por unanimidade, conforme divulgado ontem, pelo JORNAL DE UBERABA (JU), a Corte decidiu mandar para o arquivo a Ação de Investigação Judicial Eleitoral movida pelos concorrentes derrotados do 2º turno, o deputado estadual Antônio Lerin e o médico Hélio Massa – ambos do PSB, contra o prefeito e vice eleitos Paulo Piau (PMDB) e Almir Silva (PR), respectivamente. 

Prazos
O TRE tem agora, até dez dias para publicar a decisão, e após a publicação, os autores terão três dias para recorrerem, caso queiram dar prosseguimento ao processo. Consta que o autor principal da ação – Antônio Lerin, não pretende recorrer da decisão. Entretanto, não custa ficar com um pé atrás. Afinal, ele já fez dois discursos antagônicos sobre o assunto.

O 1º discurso
Derrotado com uma diferença de cerca de 4.000 votos e elogiado a torto e a direito pela performance nas urnas, Lerin deu show de bola ainda no domingo das eleições, e na manhã de segunda-feira. Ligou para o eleito, parabenizou pela vitória e se colocou à disposição para o trabalho em conjunto; se reuniu com amigos e aliados para falar sobre seus próximos projetos como deputado estadual; concedeu entrevistas garantindo que seria um líder diferente e moderno, investindo na união política em defesa de Uberaba; postou mensagem no Facebook em tom de otimismo. E assim por diante...

O 2º discurso
Na tarde de segunda-feira, Lerin chamou a imprensa para fazer um anúncio que deixou gregos e troianos boquiabertos. Imprensa, aliados, adversários e eleitores de um modo geral foram surpreendidos com a informação de que ele iria ingressar na Justiça contra o prefeito eleito, acusando a campanha do adversário de ter comprado votos no dia das eleições. 

Suspeição
Pelo menos num ponto houve coincidência entre todos os pareceres (do Ministério Público) e decisões (da Justiça), tanto em 1ª instância, quanto em 2ª instância: as testemunhas arroladas pelo autor da ação não despertaram credibilidade. E assim, de mamando a caducando, o parecer dos promotores eleitorais Sandra Rassi e Emmanuel Carapunarla, e a sentença do juiz diretor do Foro Eleitoral/276ª Zona, Fabiano Rubinger, só foram reforçados.

Cabeça de juiz
E voltando às 29 inclusões e retiradas de pauta, vale lembrar o suspense provocado pelo juiz Carlos Simões, desde 11 de abril de 2013, quando a ação entrou pela primeira vez em julgamento no TRE. Ele pediu vista a cada marcação de nova data para o julgamento. Anteontem à noite, o juiz  devolveu o processo e votou contra o prosseguimento da ação. 


Entre polos
Enquanto isso, o deputado federal, presidente do PSD/Uberaba, ex-prefeito Marcos Montes continua oscilando entre a comemoração e a revolta quando o assunto é o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal – IDHM, de Uberaba. Independente das mudanças feitas nos critérios para calcular o índice, MM comemora o fato de seu governo ter sido copartícipe dos números positivos relativos a 2000 (divulgados em 2003). E não se conforma com a queda acentuada nos números de 2010 (divulgados agora, em 2013).

Queda livre
A queda de Uberaba – do 4º melhor IDHM de Minas Gerais para o 14º lugar, segundo ele, confirma suas críticas ao governo do ex-prefeito Anderson Adauto (sem partido). “Ele não moveu uma palha pra melhorar o desenvolvimento humano, e além disso, na área econômica só se beneficiou do momento nacional, que vivia uma situação muito vantajosa” – diz MM. O deputado ainda revela que os últimos números do Valor Adicionado Fiscal – VAF, demonstram que economicamente o governo de Adauto também foi muito ruim. Detalhe: O VAF é o termômetro da arrecadação do principal tributo de Uberaba, o Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços/ICMS.


MODA DE VIOLA - Danyel Reis & Igor Cunha são vida inteligente na música de raiz