Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Bastidores

ACESSIBILIDADE: A A A A
Bastidores 13/09/2013
Bastidores
Bastidores
O povo (Versão 1)

Ao contrário do que todo mundo imaginava, o empresário Celso Borges não gosta de política nem da maioria dos políticos. Revelação pegou políticos, não-políticos, jornalistas e não-jornalistas de surpresa, ontem, com postagem feita por ele no Facebook. O comunicador admitiu que sempre nutriu a esperança de se eleger a um cargo público. Motivo, segundo ele, era pra “mostrar para a politicalha em geral, e ao povo, que, com vontade e honestidade, dá para mudar a história do povo humilde e sofrido da periferia, de toda a cidade e até do Estado”.

O povo (Versão 2)
No mesmo texto postado na rede social, Celso Borges diz que recebeu dois convites para candidatar-se a deputado estadual em 2104, mas que não aceitou...
“Nosso povo ainda não sabe votar e escolher bem; a maioria dos eleitores se derrete com mentiras e papo furado. Com certeza, os de sempre se elegerão às custas de trapaças - pessoas honestas não têm chances! Os honestos não contam mentiras.”

7 de setembro
Com cerca de 3.000 frequentadores da rede social na sua lista, Celso Borges não dava indicações de aversão pela política. Ainda nas últimas semanas, tentou promover uma manifestação pública no desfile de 7 de setembro, convocando a turma pelo Facebook. Não teve manifestação, e ontem, estes mesmos frequentadores de sua lista foram surpreendidos com as revelações.

O partido
O empresário da comunicação também informou que, a partir de hoje, estará oficialmente afastado da presidência do Partido Republicano Progressista (PRP), que ele comanda desde 2011. O PRP/Uberaba lançou dez candidatos a vereador em 2012 - quatro homens e seis mulheres, que receberam 885 votos no total, além de ter conquistado outros 88 votos de legenda, somando 973 votos. O partido participou da coligação “Meu voto é sustentável”, junto com o PDT, PHS e PV.

Espontâneo
O PRP/Uberaba tem histórias pra contar... Comissão executiva provisória presidida por Lawrence Borges foi cancelada por decisão judicial em 2009; já em 2011, sob a presidência de Mauro Cheruli, voltou a ser derrubada pela Justiça Eleitoral; Lawrence Borges recuperou a executiva e a presidência, mas em setembro do mesmo ano (2011) foi destituída pelo comando estadual do partido, passando, então, para Celso Borges, que fez questão de anunciar que está saindo “espontaneamente”.

Mesm’que vê...
E já que o assunto é rede social, o vice-líder do prefeito Paulo Piau (PMDB) na Câmara de Uberaba, vereador Samuel Pereira (PR), é candidatíssimo a deputado estadual em 2014 com apoio de evangélicos da região - inclusive de Uberlândia. Mas, não é só isso... Também diverte os frequentadores do Facebook zoando com os colegas de vereança. Ontem, foi a vez de Luiz Dutra (PDT), que postou uma foto ao lado do presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Alves (PMDB/RN). “Uai, Dutra! Vocês parecem irmãos! Vai parecer assim, lá na China, meu!” - divertiu-se Samuel.

2014
E por falar em 2014, nunca antes, nestas terras uberabenses, se falou tanto e se promeveu tantos encontros regionais!!! Os prefeitos das pequenas cidades não deixam por menos: pelo menos dois deles já foram vistos em quatro reuniões realizadas por diferentes supostos pré-candidatos a deputado por Uberaba!

De volta às origens (Episódio 2)
Fundação Cultural de Uberaba já tem os nomes das cinco companhias que vão apresentar-se na Concha Acústica dia 19 de setembro - Dia Nacional do Teatro, a partir das 19h. São elas: Cia Rogê; Cia de Cabaré; Cia UNO; Miguel Jacob Neto, e Trupe Doom. Na edição do dia 10, Bastidores lembrou que as primeiras peças de teatro foram encenadas na Grécia Antiga e eram apresentadas ao ar livre.

Com a relatora
Recurso proposto pelo deputado estadual Antônio Lerin (PSB) contra a decisão unânime do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais - TRE/MG, que julgou improcedentes as acusações feitas a respeito das eleições de Uberaba, já está nas mãos da juíza relatora Alice Bichal. Inconformado com a derrota no 2º turno, Lerin ingressou com ação de investigação, acusando o prefeito eleito, Paulo Piau, de abuso do poder econômico. Levou bomba na Justiça Eleitoral de Uberaba (1ª instância) e no TRE (2ª instância), e chegou a insinuar que não daria prosseguimento ao processo. Entretanto, meia hora antes de a decisão do TRE transitar em julgado, dia 9, ele entrou com Embargos de Declaração.


O QUE ROLA NA REDE - Empresário de comunicação, Celso Borges, revelou que nunca gostou de política, apesar de ter tentado ocupar cargos políticos, e anunciou que está deixando a presidência do PRP/Uberaba