Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Bastidores

ACESSIBILIDADE: A A A A
Bastidores 20/10/2013
Bastidores
Bastidores
Bastidores

Ligeirinho
Já tem reivindicação postada no Facebook para o quase deputado estadual Tony Carlos (PMDB), que só espera ser convocado pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais para assumir a vaga de José Henrique, morto em agosto. O professor e PM da reserva, Antônio Eustáquio Pereira, publicou a seguinte mensagem:
_“Você ainda tem a carteirinha de Amigo PM? Lembra que já fomos quase mil policiais militares em Uberaba? Hoje, o quadro é outro e precisa mudar. É preciso aumentar o efetivo e o salário. A confiança em você é grande.”

Quem é ele
Nas informações encaminhadas à Justiça Eleitoral em 2010, quando se candidatou a deputado estadual pelo PMDB, Tony Carlos informou que é solteiro, nascido em Uberaba, jornalista. Na prestação de contas, disse que sua receita de campanha foi de R$ 23,9 mil, e as despesas somaram R$ 16,7 mil. Maior parte dos recursos foi usada em propaganda e publicidade. Tony declarou não possuir bens naquela oportunidade. 

Vencimentos
De acordo com o portal da transparência da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, o subsídio mensal de um deputado estadual correspondente a 75% da remuneração do deputado federal. Salário do deputado estadual é de R$ 20,042 mil. A remuneração mensal é formada ainda pelo auxílio-moradia mensal, que também corresponde a 75% do recebido pelo deputado federal: R$ 2,850 mil. Total bruto da remuneração mensal do deputado estadual: R$ 22,9 mil.

Descontos
- Imposto de Renda (IR): R$ 4.846,37 (alíquota de 27,5%)
- Contribuição para a Previdência: R$ 2.518,16 (alíquota de 11%)
- Total de descontos: R$ 7.364,53
Total líquido da remuneração mensal do deputado estadual: R$ 15,527 mil.

Extras
O deputado estadual faz jus ainda a:
- Ajuda de custo correspondente a duas parcelas nos valores do subsídio, a serem pagas no início e no final da legislatura (conforme Lei 20.337, de 2012). O valor líquido da ajuda de custo é de R$ 13,612 mil, que corresponde ao subsídio descontado no Imposto de Renda e Previdência.
- Parcela correspondente aos valores do subsídio, a ser paga no mês de dezembro, proporcionalmente ao efetivo exercício do mandato parlamentar no ano.
- Verba indenizatória por despesas realizadas, mediante requerimento e comprovação, nos termos da Deliberação da Mesa 2.446, de 2009, no limite mensal de R$ 20 mil.

Assessores
Cada deputado estadual tem direito a ter entre seis e 23 servidores. A contratação e o pagamento são feitos pela Assembleia de Minas. O menor vencimento pago (VL-16) é R$ 706,01, correspondente a jornada diária de 4 horas. O maior (VL-56) é R$ 9,940 mil, com jornada de 8 horas. Cada gabinete tem um total de 275 pontos destinados ao pagamento de servidores, e cada ponto vale R$ 249,72 (total: R$ 68.673 mil).

Os filhos adotivos
1ª suplente de vereadora pela coligação “Uberaba no rumo certo” (PP/PMDB/PR/DEM/PC do B), a coordenadora da Sociedade Uberabense dos Animais – Supra, Denise Max (PR), já sabe o que vai fazer com parte do salário que irá receber quando assumir a vaga de Tony Carlos. “Vou investir em pessoal e medicamentos para os animais assistidos pela Supra”, disse ela. A Supra cuida, atualmente, de cerca de 400 animais.

Salário...
Aliás, vale lembrar que, a partir do reajuste de 16% aprovado pela legislatura anterior, a atual legislatura 2013/2016 tem um salário-base de R$ 9,9 mil. O presidente da Casa recebe algo em torno de R$ 16,4 mil por mês. Os 14 vereadores também recebem verba de gabinete para usar na contratação de assessores.  Ao todo, a Câmara pode ter até 182 assessores parlamentares. 

...e verba extra
Entretanto, cabe a cada vereador decidir o número de assessores para seu gabinete, desde que não exceda a 15 pessoas.  O vereador tem uma verba de gabinete no valor de R$ 30 mil/mês para aplicar na contratação de assessores parlamentares. Uma das vagas é destinada à Chefia de Gabinete.

Contas
Na prestação de contas enviada à Justiça Eleitoral, Denise Max informou que seus gastos de campanha em 2012 não chegaram a R$ 900,00. Dinheiro este, segundo os números oficiais, conseguido através do próprio partido – que contribuiu com todas as candidaturas de vereador.

Quem é ela
Ainda de acordo com as informações passadas pela própria candidata, em 2012, Denise Max é solteira, tem ensino médio completo e a ocupação de corretora de imóveis, seguros, títulos e valores, e possui um único bem: um terreno avaliado em R$ 80 mil. Ela é natural de Uberaba, e tem 58 anos de idade.

Apoio peso pesado
Deputado federal Odair Cunha – candidato a presidente do PT de Minas Gerais, fez voo rasante esta semana em Uberaba para participar de evento de apoio à candidatura do advogado Sebastião Severino a presidente do PT/Uberaba. Ex-presidente da legenda, Tião Severino é um dos cinco candidatos ao cargo, que será definido no encontro programado para 10 de novembro.