Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Bastidores

ACESSIBILIDADE: A A A A
Bastidores 24/10/2013
Bastidores
Bastidores
Bastidores

REIVINDICAÇÕES – O sindicalista Luís Carlos dos Santos (à direita) visitou o vice-prefeito e radialista Almir Silva, com uma série de reivindicações

Ninguém escapa
De acordo com ofício encaminhado a ele pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais, o ainda vereador Tony Carlos (PMDB) deve apresentar, para tomar posse no cargo de deputado estadual, os seguintes documentos: diploma de deputado expedido pela Justiça Eleitoral; declaração de bens registrados em cartório; xerox da identidade, do CPF, do título de eleitor, da certidão de nascimento; escolaridade; comprovante de endereço (pode ser o de Uberaba), e uma foto 3x4 colorida.

Da Câmara para
a Assembleia

E por falar em Tony Carlos, ao longo da história política contemporânea de Uberaba, é a terceira vez que um vereador se elegeu deputado estadual. O primeiro foi Eurípedes Craide, já aposentado, e o segundo foi o atual deputado Antônio dos Reis Gonçalves Lerin, do PSB, que cumpre seu segundo mandato na Assembleia.

Antecipação...
Geralmente pago no 5º dia útil, o salário de outubro será liberado para o funcionalismo da Prefeitura de Uberaba dia 1º de novembro, e, portanto, no dia em que os servidores terão ponto facultativo para comemorar o Dia do Servidor Público. 

...salarial
A informação é do presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Uberaba – SSPMU, Luís Carlos dos Santos, que recebeu a notícia do próprio prefeito Paulo Piau (PMDB), a quem o sindicato reivindicou a antecipação durante encontro dias atrás.

Dose tripla
E falando em festa dos servidores, o vice-prefeito e radialista Almir Silva (PTdoB) recebeu a diretoria do SSPMU, que tinha três pautas na ponta da língua: pedir divulgação na rádio; solicitar ajuda para a festa de 1º de novembro e reivindicar apoio nas negociações entre sindicato e o governo municipal.

Compromissos
No caso da festa, o vice prometeu cinco prêmios de qualidade – segundo Luís Carlos dos Santos, que está com os olhos brilhando de achar bom. Também garantiu divulgação na rádio, e prometeu que vai conversar com o prefeito Paulo Piau, para que ele amoleça um pouco o coração nas conversas sobre dinheiro (tíquete-alimentação, salário etc.)

Lanterninhas
De acordo com o sistema Filiaweb da Justiça Eleitoral, os lanterninhas no ranking das filiações em Uberaba por enquanto são: PSTU (31 inscritos); PCO (22); PEN (16); PSOL (15); PPL (seis); SDD (cinco); PCB (quatro); PROS (três).

Certinhos
E só não estão com filiações sub judice, os seguintes partidos: Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU); Partido da Causa Operária (PCO); Partido Pátria Livre (PPL); Partido Comunista Brasileiro (PCB); Partido Republicano da Ordem Social (PROS). 

Sub judice
Conforme antecipou Bastidores ontem, em absoluta primeira mão, 31.188 eleitores de Uberaba estão registrados no Filiaweb. Deste total, nada menos do que 686 estão sub judice – ou, em outras palavras, sob suspeita de terem dupla filiação. Eles têm até 11 de novembro para colocar tudo em ordem. 

Cadastro
Titular da Secretaria de Desenvolvimento Social, Ângela Dib, divulgou, ontem, no Facebook, que atualmente existem mais de 120 instituições cadastradas no Conselho Municipal de Assistência Social de Uberaba. Destas – segundo ela, 57 recebem recursos da prefeitura através de convênios com a Secretaria.

Apoia...
Pessoa importante no Democratas – o DEM, diz que acha muito bom o nome do vereador Marcelo Machado Borges ser cogitado para líder do prefeito Paulo Piau, em substituição a Tony Carlos, que está de malas prontas para assumir cadeira de deputado em Belo Horizonte. 

...mas, todavia, contudo
Segundo a liderança democrata, o que não pode acontecer, de jeito nenhum, é o único vereador da legenda ficar “engessado” pelo governo municipal. “Líder sim, mas independente e livre para criticar e votar contra, quando necessário” – afirmou a pessoa. Marcelo Borges é pré-candidato a deputado estadual. 
  
Visibilidade
A função de líder tem lá seu lado espinhoso, já que cabe ao escolhido defender o governo, doa em quem doer; e estar sempre preparado para dar respostas às dúvidas e questionamentos feitos pela população, pela imprensa e pelos próprios colegas vereadores. Entretanto, oferece uma visibilidade maior até do que a da presidência da Câmara. O líder é chamado a manifestar em praticamente toda proposição do governo. Detalhe: TV Câmara exibe tudo.