Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Bastidores

ACESSIBILIDADE: A A A A
Bastidores 16/11/2013
Bastidores
Bastidores
BASTIDORES

A CASA DA DILMA – Imóvel tombado pelo patrimônio histórico e agora declarado de utilidade pública pertence à família Silva, da presidente da República

 

“Ele era bem mais alto fisicamente e 20 anos mais velho do que a professora Dilma. Era um bom pé de valsa, gostava de jogar baralho no Jockey Club. Na década de 40, Uberaba estava no auge do zebu e recebia forasteiros de todo jeito. Pedro Rousseff não fugiu à regra. Além de ganhar algum dinheiro em Uberaba, também ganhou a namorada e se casaram seis meses depois.”
_ Trecho do livro A Vida Quer É Coragem – de Ricardo Batista Amaral, editora Sextante, 336 páginas, que fala sobre Pedro, o pai da presidente Dilma Rousseff

 

 

Desapropriação
Anunciados com absoluta primeira mão e exclusividade pela coluna Bastidores e pelo blog Conta-Gotas...Notícias, os tombamentos – primeiro parcial, e depois, em definitivo, da residência de número 50/90 da rua Vigário Silva, têm novo desdobramento. Prefeito Paulo Piau (PMDB) acaba de decretar utilidade pública, para fim de desapropriação amigável ou judicial do imóvel. A residência pertence à presidente da República, Dilma Rousseff (PT), e tem ainda como herdeiros outros membros da família. 

Características físicas
O imóvel tombado pelo Conselho do Patrimônio Histórico e Artístico de Uberaba – Conphau, e agora declarado de utilidade pública pelo Executivo, é descrito com as seguintes características: de tijolos e madeira, coberto de telhas francesas, forrado com madeira, assoalhado e ladrilhado, constante de alpendre, três quartos, sala de jantar, copa, cozinha, banheiro, área de serviço, dotada de instalações elétricas e sanitárias. 

Repercussão 
A divulgação exclusiva sobre o tombamento histórico da residência, feita em junho deste ano pela colunista (Bastidores) e blogueira (Conta-Gotas...Notícias), atraiu a atenção de repórteres da imprensa nacional, e ganhou destaque no Facebook – dividindo opiniões entre os favoráveis e os contrários à medida histórica. 

Vandalismo
A colunista também revelou com exclusividade que, há vários meses, o portão de entrada da casa está “blindado” por um muro de alvenaria. A providência foi tomada pela administração passada depois que o local foi invadido e vandalizado – segundo consta, por moradores de rua. A informação vazou assim que Bastidores e Conta-Gotas...Notícias revelaram a existência do imóvel da presidente e seu tombamento.

Características históricas
De acordo com todas as biografias da presidente brasileira, seus pais – o imigrante búlgaro Pedro Rousseff e a professora Dilma Jane da Silva, se conheceram em Uberaba, quando ele esteve na cidade a negócios. Depois de casados, eles se mudaram para Belo Horizonte, onde tiveram três filhos: Igor, Dilma e Zana. Os irmãos visitavam sempre a avó, em Uberaba.

Linguinha...
E o prefeito Paulo Piau acaba de vetar – na totalidade, o projeto de lei recém-aprovado pela Câmara de Vereadores, instituindo a obrigatoriedade de realização do “teste da linguinha” no município de Uberaba”. Nem as alegações e justificativas de que o “teste salva vidas” convenceu os advogados da prefeitura de que o projeto é constitucional.

...e coraçãozinho
Na edição de ontem, Bastidores revelou detalhes da sessão plenária desta semana, em que a Câmara aprovou o “teste do coraçãozinho”. Com argumentos parecidos aos que justificaram o “teste da linguinha”, os vereadores desabafaram contra tudo e contra todos, e uns contra os outros. Objetivo dos defensores do projeto era de tentar convencer o público (leia-se TV Câmara) de que as boas intenções dos políticos são mais importantes, mais sérias, mais honestas do que cumprir a constitucionalidade. Agora, é esperar pra conferir a decisão do Executivo.

Detalhes
Depois de armar o maior bafafá em que acusou a Vale Fertilizantes – ex-Fosfertil, de estar recolhendo impostos em São Paulo, em prejuízo de Uberaba, o deputado estadual Tony Carlos (PMDB) deu uma passadinha, anteontem, na sua antiga Casa, a Câmara de Vereadores, para cumprir um ato jurídico que havia ficado pra trás: desligar-se do plano de saúde que atende aos vereadores e funcionários do Legislativo de Uberaba. 

Unanimidade
(Ou quase...)
E por falar em bafafá, até os mais amigos do Tony avaliam que ele exagerou ao jogar pra galera, nesta história da Vale. Alguns acham que ele deixou de fazer o que sempre faz: apurar as informações em seus mínimos detalhes. Acontece que a Vale já estava com tudo definido pra voltar sua base fiscal para Uberaba, inclusive através de acordo com o governo municipal. Por outro lado, tem gente achando até que Tony já sabia da informação e fez o barulho pra colher os louros.

Articulações...
Como anunciou esta coluna com exclusividade, os peemedebistas revoltosos de Uberaba se reuniram no Hotel Tamareiras para discutirem um assunto que anda povoando a cabeça de todos: prós e contra. Preocupados com o fato de que o PMDB tem que realizar convenção para eleger o novo diretório municipal, e sem que o edital de convocação tivesse sido publicado até o início da semana, a turma que perdeu o poder decidiu articular-se.

...antecipadas
Para não serem apanhados de surpresa com uma publicação repentina – alegam os revoltosos, tratou-se de montar uma chapa para ser inscrita assim que o edital reluzir em algum veículo de comunicação. Falou-se muito também, durante a reunião do Tamareiras, em “judicialização da convenção para eleição do diretório”. 

Moral jornalística
Vem tempo bom – digo, tempo quente e fervente por aí.