Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Bastidores

ACESSIBILIDADE: A A A A
Bastidores 19/11/2013
Bastidores
Bastidores
Bastidores

Estilo mineiro - Deputado federal, ex-prefeito de Uberaba por dois mandatos e presidente municipal do PSD, Marcos Montes; o ex-vereador de Sacramento e assessor especial do ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Antônio Andrade, desde que ele era deputado, Ronaldo Bizinotto; e mais o próprio ministro – que nasceu em Patos de Minas e foi prefeito de Varzante, não esqueceram as minas gerais enquanto estiveram na China. E haja tititi!!!!

 

Eleições 2016

Ex-vereador e atual subsecretário Municipal de Esporte e Lazer, Itamar Ribeiro, passou ontem, pela Câmara, para defender um projeto do Executivo, e mereceu até um momento lançamento de candidatura. “Bem-vindo a esta Casa, Itamar, você que já fez parte do Legislativo e que, com certeza, fará parte de novo” – lançou o presidente Elmar Goulart (SDD).

 

Eleições 2013

E por falar em eleições, a assessoria da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Uberaba – Aciu, divulgou ontem, que o atual presidente Manoel Rodrigues Neto é candidato à reeleição na entidade, e ainda: em chapa única. Votação acontece dia 2 de dezembro, das 8h às18h, na sede da entidade (avenida Leopoldino de Oliveira, 3.433, Centro). Mandato é de dois anos.

 

Luluzinhas

Além das três diretoras já integrantes do comando da Aciu, a nova chapa presidida por Manoel Rodrigues acrescentou mais cinco representantes do sexo feminino. Novos tempos.

 

Aptos ao voto

Novas estatísticas liberadas pelo Tribunal Superior Eleitoral/Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais – TSE/TRE-MG, dão conta de que Uberaba está com 213.952 eleitores. São 53,3% de mulheres e 46,7% de homens. Estatísticas anteriores – relativas a setembro/2013, indicavam 213.746 eleitores. O município conquistou portanto, 206 novos eleitores.

 

Discriminação

Servidor municipal se queixa nos murais do prefeito Paulo Piau (PMDB), de vários vereadores e jornalistas, e do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Uberaba – SSPMU, no Facebook, de que supermercados da cidade estão “cancelando” promoções entre os dias 15 e 18 de todo mês. Ele não tem dúvida de que o motivo é a liberação, todo dia 15, dos recursos do tíquete-alimentação dos servidores da prefeitura.

 

Comparações

Professora em escolas estadual e municipal precisou fazer perícia nas duas instâncias. Diz que a diferença de tratamento por parte dos dois médicos foi gritante, surpreendente, inacreditável! Afirma que recebeu tratamento educado e gentil do profissional do Instituto de Previdência dos Servidores Públicos Municipais – Ipserv, e que nunca foi tão maltratada como aconteceu em relação ao representante do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais – Ipsemg!

 

Recorrente

Na verdade, não é a primeira ou a segunda vez que esta coluna recebe – e publica, reclamações contra o atendimento no Ipsemg. Não faz muito tempo, servidores ligaram na redação de Bastidores para queixar-se de grosserias, falta de copos descartáveis, atrasos, servidores sentados até na calçada por falta de espaço, e assim por diante.

 

Prova de fogo

Novo líder do prefeito Paulo Piau na Câmara, vereador Samuel Pereira (PR), enfrentou sua primeira prova de fogo ontem, em plenário. Vereador João Gilberto Ripposati (PSDB) simplesmente pediu vistas de um projeto do Executivo – reivindicação esta, que os vereadores nunca negam a um colega. Foi um Deus nos acuda na tentativa de se apaziguar os ânimos e fazer com que um dos dois desse o braço a torcer.

 

Ferimento

Ripposati não abriu mão do pedido de vistas, enquanto o líder do prefeito não abriu mão de colocar a matéria em votação ontem, apesar da promessa de que o projeto seria devolvido em três dias. E assim, o pedido de vistas foi aprovado em plenário por unanimidade. Apesar de a grande maioria ser a favor do projeto em si.

 

Legitimidade

Vice-presidente e próximo presidente da Câmara, Samir Cecílio (SDD), resumiu o pensamento do plenário, no sentido de que o pedido de vistas é uma prerrogativa legítima dos vereadores, uma atitude democrática – tanto pra quem pede quanto pra quem concede, e uma demonstração de que, quem pediu, ainda possui alguma dúvida quanto ao projeto.

 

Palavra ao vento

Por outro lado, vale lembrar que, cerca de uma hora antes do pedido de vistas, a subsecretária Municipal de Planejamento, Maria Paula Meneghello, que estava em plenário para responder às dúvidas sobre o mesmo projeto, foi liberada para um compromisso de urgência. Todos os vereadores garantiram a ela que não tinham mais dúvidas quanto ao projeto, e que portanto, ela poderia se retirar.

 

Moral da história

Apesar da sua prerrogativa democrática de pedir vistas, Ripposati deveria ter dito para a subsecretária que ainda tinha dúvidas a sanar. Pegou muito mal pedir vistas depois que ela saiu.