Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Bastidores

ACESSIBILIDADE: A A A A
Bastidores 22/11/2013
Bastidores
Bastidores
BASTIDORES

A foto de Enerson Cleiton faz sucesso na rede social

 

Filiações atualizadas
Estatísticas sobre filiações partidárias começaram a ser atualizadas ontem, nos sites do Tribunal Superior Eleitoral/Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais – TSE/TRE, conforme previsto no calendário das eleições de 2014. 

Candidatos 2014
São os primeiros números relativos às listas registradas pelos partidos no Sistema Filiaweb da Justiça Eleitoral, já com os nomes dos políticos que desejam candidatar-se no ano que vem. Estas pessoas tiveram até 5 de outubro para se abrigarem nas legendas pelas quais pretendem candidatar-se. 

Duplicidade
De acordo com o cronograma, os juízes eleitorais teriam até ontem, 21 de novembro, para decidirem sobre as situações com problemas, principalmente, os casos de dupla filiação. Pra se ter uma ideia, dos 31.188 nomes de Uberaba registrados no Filiaweb, nada menos do que 686 estavam sub judice – ou, em outras palavras, sob suspeita de duplicidade. Os filiados flagrados nesta irregularidade tiveram tempo para explicar-se e optar por um partido.

Perdas e danos
(Parcial)

Pelos números atualizados ontem, 4.815 filiações se perderam pelo caminho, desde os registros no Filiaweb, passando pelas devidas revisões e cancelamentos. Muitos ainda devem ser liberados nas próximas semanas, na medida em que passarem pelo crivo das apurações. Por enquanto, dos 31.188 registrados pelos partidos, restou um total de 26.182 filiações.

Ganhos
(Parcial)

Ainda assim, este número é maior do que a soma de eleitores que estavam filiados antes da movimentação relativa às eleições de 2014. De acordo com os números liberados ontem, as legendas conquistaram 2.949 novos filiados ao longo do processo.

Tal e qual
Conforme esta coluna antecipou com exclusividade – com base nas listas registradas no Filiaweb, o Democratas e o PMDB continuam na liderança, sem alteração de classificação. O DEM aparece com 4.733 filiados, seguido pelo PMDB, com 4.477. O PMDB chegou a calcular um número acima de 6.000 filiados após o recadastramento que realizou este ano.

Próximos
O PP segue na terceira colocação, com 2.236 filiações, seguido pelo PDT, com 1.876; o PR, com 1.842; o PT, com 1.748; o PSB, com 1.728; o PTB, com 1.441 filiados. Todos os demais aparecem com menos de mil filiados cada um.

Desinteresse
Ausência de uns e outros empresários das sessões de discussão e votação de projetos de doação de áreas provocou revolta generalizada ontem, na Câmara Municipal. Muitos vereadores garantiram que, a partir de agora, se o empresário não comparecer à sessão em que o projeto de seu interesse estiver sendo votado, eles vão dizer “não”. Detalhe: o desabafo ganhou o apoio do governo municipal.

Prova de fogo
(Capítulo 2)

Novo líder do prefeito Paulo Piau (PMDB) na Câmara, vereador Samuel Pereira (PR), venceu o 2º turno da sua primeira prova de fogo em plenário. Ontem, após intermediar conversas, por telefone, entre seu liderado e o vereador João Gilberto Ripposati (PSDB), conseguiu que este colocasse em votação o projeto do Executivo que reconhece como zona especial de interesse social os bairros do “Minha Casa Minha Vida”. Ripposati havia pedido e conseguido vistas da matéria.

Praça da Liberdade
Desabafo desta coluna sobre a escravidão – feito na edição de ontem, rendeu algumas reações, uma delas do engenheiro e perito judicial, membro da Academia de Letras do Triângulo Mineiro, cidadão antenado João Eurípedes Sabino. Confira alguns trechos:
 _ “Maravilha os questionamentos apresentados no final da coluna Bastidores.
Vai daí, que hoje quase detesto, pra não dizer que odeio, o autor da célebre frase: ‘De tanto triunfar as nulidades...O homem ri da honra e tem vergonha de ser  honesto.’ 
... Sim, é  Ruy Caetano Barbosa de Oliveira ou, simplesmente, Ruy Barbosa. É que dele partiu a ideia inovadora de mandar queimar todos os arquivos referentes à importação de escravos. Motivo? Não deixar provas contra o Estado para que indenizações por danos morais não fossem propostas pelos então escravos na Justiça.
...Depois de tudo o que sei sobre Ruy, concordo com o confrade de Academia, o padre Prata, quando ele diz que a praça Ruy Barbosa deve mudar de nome. E sugiro o novo nome: Praça da Liberdade. 
Esteja certa de que o momento das reivindicações judiciais, a meu ver, está próximo. O processo já começou com as cotas reservadas aos negros, exigidas por lei. 
...Só espero que não criem uma lei anistiando os carrascos donos de escravos e seus descendentes”...