Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Bastidores

ACESSIBILIDADE: A A A A
Bastidores 05/02/2014
Bastidores
Bastidores
Bastidores

A AMAZÔNIA É AQUI – Com este nome sugestivo, moradores do entorno de um terreno de engorda no Gameleira 2 pedem socorro para não serem engolidos pelo mato

 

Floresta

Moradores e comerciantes do entorno de um megaterreno de engorda, localizado na avenida Bandeirantes, Gameleira 2, quase na entrada de Uberaba, encaminharam fotos à Bastidores, pedindo, pela milésima vez, que o proprietário ou proprietários tomem uma providência definitiva em relação ao lugar. Ponto de ônibus – com direito a painel eletrônico, a qualquer momento será ocultado pelo matagal. E mais: a “calçada” é de terra batida, de onde brotam capim e bichos dos mais variados tipos.

 

Terminal

Dizem que o governo municipal está negociando a área para instalar um novo terminal de transporte coletivo urbano. Até que se resolva, a população pede limpeza constante, muro em volta do terreno (em vez do arame farpado), e calçada digna dos uberabenses.

 

Moralização

Entre dois a quatro decretos “moralizadores” estão sendo preparados em conjunto pelas secretarias municipais de Governo, Gabinete, Procuradoria e Controladoria, a pedido do prefeito Paulo Piau (PMDB), para serem publicados a qualquer momento. A preparação do material tem mobilizado muita gente e vai esquentar o clima. Não é o projeto da ficha limpa reivindicado pela população, mas bem mais amplo. Objetivo – diz uma fonte, é fechar o cerco contra os desvios de conduta na esfera pública municipal de Uberaba.

 

Recordando ...

Olímpio Sabino – assessor na administração Wagner do Nascimento (1983/1988), lembra que, numa noite de agosto do último ano de governo, o então prefeito inaugurava a reforma do relógico instalado no obelisco da praça Jorge Frange. “O conserto foi feito de graça, com a colaboração dos comerciantes das redondezas” – disse ele, em correio eletrônico enviado a Bastidores.

 

...as horas

Olímpio fez o comentário ao ver notícia, no JORNAL DE UBERABA, de que o relógio será reformado pela prefeitura. O relógio foi doado na década de 1950 pela colônia japonesa, é tombado pelo Conselho do Patrimônio Histórico e Artístico de Uberaba e não está funcionando há muitos anos – para desespero dos defensores da preservação.

 

Vigilância

Em ofício remetido à Seção de Segurança do Trabalho da Prefeitura, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Uberaba – SSPMU, reivindica o fornecimento urgente de dosímetros (aparelhos para medir as doses de radiação a que são submetidos os técnicos de radiologia), bem como a manutenção devida. Os sindicalistas querem ainda, um relatório mensal, constando o nome do servidor, a dosagem diária e o ciente de sua exposição.

 

Mesas de

negociações

E ainda, de acordo com a assessoria de imprensa da entidade, o SSPMU aguarda marcação de datas, tanto por parte do prefeito Paulo Piau, quanto pelo presidente da Câmara, Elmar Goulart (SDD), para que sejam iniciadas as negociações salariais dos servidores dos dois poderes.

 

Civilidade

Eleito presidente do PMDB/Uberaba, anteontem, o deputado estadual Tony Carlos postou em rede social o link do pronunciamento feito por ele durante a convenção. Quem apareceu para curtir a postagem foi o ex-presidente, cofundador da legenda, advogado Alexandre Pires – um dos nomes cogitados para disputar a presidência pela oposição.

 

Se não pode contra...

O grupo de Alexandre Pires brigou muito pela eleição de um diretório municipal, mas, na hora “H”, achou melhor não se desgastar além da conta. É que, feitas as somatórias, diminuições, divisões e multiplicações, concluiu-se que a situação, liderada pelo prefeito Paulo Piau, ia levar o comando peemedebista – fossem quem fossem os concorrentes.

 

Xô, câncer!

Direção do Hospital Hélio Angotti aproveitou o Dia Mundial Contra o Câncer – ontem, para apresentar o seu novo mamógrafo (equipamento usado na prevenção ao câncer de mama). O equipamento foi adquirido através de programa do governo federal com o objetivo de reestruturar os Serviços de Diagnóstico de Câncer de Mama. O valor destinado ao hospital para reestruturar o serviço é de R$ 812 mil.

 

Greve

Enquanto o Hospital do Câncer comemora qualquer tostão que entra porta adentro, algumas escolas de samba estariam tremendamente insatisfeitas com a verba que a Prefeitura de Uberaba está destinando a elas. Falam até que uma ou outra não deve participar do desfile no Carnaval 2014, no Parque do Paço.