Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Bastidores

ACESSIBILIDADE: A A A A
Bastidores 08/02/2014
Bastidores
Bastidores
Bastidores

ESPETÁCULO – Este é o único sinônimo à altura de explicar a cerimônia de abertura das olimpíadas de inverno Sochi/Rússia (Foto: AFP)

Troca silenciosa

Sem qualquer barulho – nem mesmo um barulhinho, o coordenador da juventude mineira da legenda, vereador Franco Cartafina assumiu a presidência da Comissão Executiva Municipal Provisória do Partido Republicano Brasileiro – PRB/Uberaba. A decisão já está devidamente sacramentada nos sites do Tribunal Superior Eleitosl – TSE, e do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais – TRE/MG.

 

Troféu esquisitice

2013/2014

Com isso, o partido regulariza uma das maiores esquisitices já registradas na história contemporânea da política de Uberaba. Sai de cena, do cargo de presidente, o advogado Rodrigo Mateus, que recentemente, descobriu-se – e ele próprio admitiu, que nunca chegou a se desligar oficialmente do PMDB, e que portanto, nunca se filiara oficialmente ao PRB que estava presidindo.

 

A escolha

O PRB foi o escolhido pelo ex-prefeito Anderson Adauto para se filiar, após os entreveros do processo eleitoral de 2012 que o fizeram desligar-se do PMDB – assim como se imaginava que tivesse feito o seu candidato a prefeito na época, Rodrigo Mateus.  AA se abrigou dentro do prazo definido por lei para uma eventual candidatura a deputado federal em outubro de 2014.

 

E vem aí...

Estão conclusos para os respectivos relatores, no TRE/MG, ações propostas pelo Partido Social Liberal – PSL, acusando o presidente e o vice-presidente da Câmara de Uberaba, vereadores Elmar Goulart e Paulo César Soares, de infidelidade partidária, e requerendo a perda do cargo. Elmar e Paulo César se transferiram para o Solidariedade – SDD, apoiados na exceção que a própria lei concede de mudança para partido recém-criado. O PSL, por sua vez, acaba de ficar acéfalo em Uberaba. Vigência do diretório terminou dia 23 de janeiro.

 

Bateu...levou

Enquanto isso, os vereadores Luiz Dutra – presidente do SDD, e Kaká Carneiro – eventual futuro presidente do PSL, assumiram a liderança e vice-liderança, respectivamente, do prefeito Paulo Piau (PMDB), na Câmara Municipal. O primeiro – em maior intensidade, e o segundo – um pouco mais ameno, têm afinidade com a velha máxima do “bateu...levou”.

 

Profissionalização...

E o Partido da República – PR/Uberaba, assume pelo menos parte da divulgação das ações da sua vereadora, Denise Max. Com direito a logomarca, endereço e telefone, a legenda anunciou ontem, que a 2ª secretária da mesa diretora da Câmara e coordenadora/voluntária da Sociedade Uberabense de Proteção aos Animais – Supra, participou da inauguração do Centro Integrado da Mulher – CIM.

 

...incompleta

Apesar da evidente tentativa de se profissionalizar a divulgação da vereadora – o que é extremamente positivo, vale ressaltar que o release não tinha a assinatura de jornalista/assessoria de imprensa. E mais: não houve valorização do mandato, já que não foi citado que ela é integrante da mesa diretora da Câmara, e nem sua ligação umbilical com a defesa dos animais – uma postura politicamente correta e marca registrada da vereadora.

 

Estreia quente

E por falar na Câmara, os vereadores tomam assento em plenário pela primeira vez em 2014. Sessão de estreia acontece na segunda-feira, dia 10, às 14h, e será restrita à eleição dos membros das 18 comissões permanentes da Casa – presidente, relator, vogal e suplente. Diretores do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Uberaba – SSPMU, garantem presença para acompanhar a escolha dos integrantes da Comissão Permanente de Assistência aos Servidores Municipais de Uberaba.

 

Adaptações

Em sessão administrativa essa semana, o TRE/MG aprovou, por unanimidade, o redimensionamento das regiões eleitorais de Minas Gerais, resultando em três novas regiões. Foram criadas a Região Triângulo II, com sede em Uberaba, a Região Alto do Paranaíba II, com sede em Araxá, e a Região Sudeste, com sede em Manhuaçu, totalizando 16 regiões eleitorais no Estado.

 

Racionalização

O relator do processo foi ninguém menos do que o até então, presidente do TRE/MG, desembargador Antônio Carlos Cruvinel, que deixou o cargo ontem nas mãos do desembargador Wander Marotta. Objetivo da mudança, segundo o ex-presidente e ex-relator, é de “racionalizar as regiões eleitorais”, já que algumas possuíam uma dimensão que dificulta a sua administração.

 

Triângulo II

As modificações entram em vigor em 2015, e no caso da Região Triângulo II – com base em Uberaba, ela vai agregar as zonas eleitorais dos municípios de Uberaba (276ª, 277ª, 326ª e 347ª Zonas Eleitorais); de Conceição das Alagoas (82ª Zona Eleitoral); Conquista (86ª Zona Eleitoral); Frutal (116ª Zona Eleitoral); Sacramento (243ª Zona Eleitoral), e Itapagipe (297ª Zona Eleitoral).

 

Regiões eleitorais

As regiões eleitorais – segundo notícia da assessoria de comunicação do TRE/MG, foram criadas em 2010, a fim de promover a redução de custos e melhorar a qualidade e eficácia na prestação de serviços, com a descentralização de atividades. Em cada região eleitoral ficam armazenadas as urnas eletrônicas pertencentes à respectiva região, além de material específico para a realização das eleições e de outras atividades ligadas às zonas eleitorais.