Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Chic&Choc

ACESSIBILIDADE: A A A A
Fabiana Silbor 27/11/2016
Fabiana Silbor
fabianasilbor@gmail.com
Chic&Choc por Fabiana Silbor

Bem vindo.
Bem vinda.
É domingo. É quase dezembro e você, ainda, tem dúvidas sobre o que alguém quer com você?
Então descubra a resposta:
O que temos para oferecer, sem outros interesses, é a companhia.
Se a pessoa te procura para desfrutar disso, ela te quer.
Se ela te procura por outros motivos, ela quer o que você tem.

 

Quem, realmente, se importa com você, quer experimentar o que você é e pode ser. Os outros estão interessados no que você tem, e como isso pode gerar resultados.


Muita fé e alegria em momentos emocionantes abençoam a vida da bonita família de Roberto Carlos. Além dos familiares, Roberto, também, celebra o precioso momento com os importantes ministros extraordinários da Sagrada Comunhão Eucarística instituídos na Paróquia do Santíssimo Sacramento. O competente Administrador nos fala de um tempo de perseverança e projetos para o bem. 

Das relações do “ser” nascem os sentimentos.

Das relações do “ter” nascem as transações.

As duas vivências fazem parte da vida.

Quem escolhe é você.

 

A diferença?

Um fica porque te considera, respeita, cuida e valoriza. É amor.

O outro, porque lucra com o que você tem a oferecer. É só um negócio.

Nos tempos de crise, um é presença. O outro, com certeza, é ausência.

Nos tempo de dor, um é colo, o outro? Indiferença.

Ah, só mais uma coisinha: é verdade que todo jeito vamos vencer, mas quando, mesmo?

Digo vencer como sinônimo de finalizar.

Mas ninguém sabe a data dessa validade.

Por ser daqui a pouco ou daqui a muitos anos.

Diante da única certeza dessa existência você perceberá que aquela pergunta, lá no começo do texto só não é mais importante do que essa:

Em quem você tem depositado seu tempo, seu sorriso, sua gratidão, seu amor?

Ser ou ter, eis a questão.


O Núcleo de Atividade Física e Saúde (NEAFISA) da Universidade Federal do Triângulo Mineiro, por meio da Coordenação dos Doutores Jair Sindra Virtuoso Júnior e Jeffer Eidi Sasaki, realiza o Congresso Mineiro de Atividade Física e saúde nos dias 1, 2 e 3 de dezembro. Pesquisadores de todo o Brasil debaterão temas atualizados nesse segmento. A iniciativa é muito importante e destaca a excelência dos pesquisadores que levam o nome de Uberaba e suas inovadoras ideias para o mundo.  Além de conferência e mesas redondas, os congressistas terão oportunidade de capacitação em diferentes minicursos. O Congresso será realizado no prédio da reitoria da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM). As inscrições ou informações podem ser obtidas pelo endereço: www.neafisa.org/cmafs. Parabéns aos organizadores e idealizadores, entre eles os Mestres Joilson Meneguci e Simone Castellano. Na foto o Doutor Jair Sindra Virtuoso Júnior que tem sido um baluarte nos estudos e elevação da educação física ao patamar de qualidade acadêmica.

“Eu não sou nada sem você.” (Banda Restart)

Ri muito essa semana de comentário de esposa de celebridade da Zebulândia: “Ele é tão tranquilo que deixa tudo para depois. Do tipo que, quase, mata a mãe durante o parto porque passou a gravidez inteira sentado”.

 

“Eu conheço nossa história nα pαlmα dα mão!” (Sorriso Mαroto)

Criatividade, mesmo, é nome de esmalte. Antigamente, o mais moderno chamava areia. Agora rola de tudo, na última ida à manicure escolhi o “nunca fui santa”.

 

“Chorei, chorei, αgorα não choro mαis!” (Fαlαmαnsα)

Conquistar um cabelo show depende mais de senso do que de magos. O número de salões “de beleza” na cidade está, só na expansão, o que não significa, necessariamente, que a pessoa vai sair de lá melhor do que entrou.


Sempre dinâmica, de alta competência, Ana Paula, é uma referência nas atividades educacionais. Com expressiva proatividade ela merece aplausos pelos importantes trabalhos que realiza. Valorização para quem acontece. Parabéns.

“Porque você vê que eu estou perdendo a minha marca” The Rolling Stones

Casal famoso na elite mantendo a linha das aparências ficou em saia justa em evento na Zebulost. Doses extras conduziram verdades à língua! Quem assistiu, e desconhecia a realidade ensaiada, ficou pardo. Dá nisso, a pessoa que perde tempo, até, para retirar pen drive com segurança, mas não perde, cuidando do relacionamento. Máscaras que se vão!

 

“Eu sou filho e herdeiro. De nada em particular”. The Smiths

O mundo está enlouquecido com os concursos de beleza para bichos. Tem até inscrição para sapo. Se tudo isso acontecesse aqui na Zebulândia ia dar o maior ibope. É uma terrinha fértil para produzir “animais”.

 

“A beleza é mesmo tão fugaz”. Lulu Santos

Clínicas de estética da Zebulândia estão lotadíssimas. O bom da temporada são as madames em busca do estilo “Elza Soares”. Carinha de 200 anos (esticadíssima, mas que não muda a cronologia) e corpinho de 20.

 

“A minha música é contra o sistema, que ensina você a viver e a morrer”. Bob Marley

É um tempo de glórias nas lonas armadas (circo geral). Entre espetáculos e cifras o mundo zebulístico evoca suas profundas raízes. De certo é que a maiora tem pedigree só no nome, mas ilusão para forasteiro, no quintal das águas claras, é roteiro decorado.


Como vocês sabem, me atrevo aos caminhos da fotografia, também! E nessa busca deixo o presente de algumas imagens que nos fazem refletir sobre a beleza da vida e do existir. Um domingo especial!

“Quem não ouve a melodia acha maluco quem dança...”. Oswaldo Montenegro

Pesquisa quentinha usou, novamente, associação zoomórfica para evidenciar perfil de eleitos. É uma estratégia da técnica que liga o estilo da pessoa a um bicho. Sabe o que deu nesse “jogo”? Tatu, Pavão, Papagaio e Cobra. Agora é só você ligar os pontos.

 

“Para que usar de tanta educação para destilar terceiras intenções”. Cazuza

Um dos atos nobres de solidariedade é escutar a outra pessoa. Mas, por favor, nada de emendar a história de alguém contando uma sua, ainda pior. É o erro. Silêncio interno é um santo remédio.

 

“Há quem fale que a vida da gente é um nada no mundo”. Gonzaguinha

Tenho lido muito das insatisfações humanas por causa das expectativas. O paralelo entre esse nutriente da era atual precisa ser ponderado levando em consideração outra ideia: esperança. Expectativa cega, angustia, estreita. Esperança amplia, ilumina, nutre. No fim não crie expectativas, crie vaca.


Linda Luiza Fernandes comemora o aniversário repleta de alegria e prosperidades para um futuro especial e feliz. Que ela tenha todos os presentes de uma vida verdadeira repleta de pessoas que tragam as melhores oportunidades. Parabéns!

“Podem me tirar tudo que tenho. Só não podem me tirar as coisas boas que eu já fiz pra quem eu amo”. Charlie Brown Jr

Com tanta cirurgia sendo realizada, adaptada, inventada, algum gênio poderia amanhecer inspirado e conceber uma nova modalidade: “redução de língua!” Tem gente precisando demais.

 

“Ando devagar, porque já tive pressa. E levo esse sorriso, porque já chorei demais”. Almir Sater

Já que a Indústria dominou tanta coisa para por na água, quem sabe alguém tem a fórmula da vergonha na cara para vender engarrafada. Pior é que, para muitos, diluir nem faz efeito. O jeito é fazer uma lotação e mandar para as Cataratas do Iguaçu. Só nesse volume para diminuir a cara de pau dos que nasceram sem ‘desconfiómetro’. Viva o GPS para reencontrar a consciência perdida!

 

“Eu faria tudo pra não te perder assim, mas o dia vem, e deixo você ir”. Ivete Sangalo

A orgia de alguns estacionamentos está, cada vez, mais cristalizada no Arraial. Cobrando o que bem entende, muitos lugares vivem flutuando no lucro. Se a pessoa para uma hora ou 10 minutos não interessa. Importa mesmo é a moeda no cofrinho. E o cidadão fica sem saber o que é pior: se ceder aos preços bárbaros ou deixar o carro na rua, com a quase certeza de voltar e ele não estar mais lá.

 

“Bem Vindo Ao Mundo Real Onde o Tempo é Incontrolável”. Nx Zero

Aeroporto e feira são gêmeos nesse momento. Embarcar e desembarcar viraram sinônimo de seriado de humor negro. Consumidores desnorteados andam enlouquecidos sem saber o que fazer e funcionários em picos de estresses diante de tanta pressão gritam sem parar nomes dos atrasados. Longe o tempo onde avião era coisa chique.

 

“E quando eu estiver triste, simplesmente me abrace”. Skank

Se Tutancâmon já tomava vinho e os bons estudiosos reconhecem, amparados pela pesquisa arqueológica, que no antigo Egito a produção da bebida era bem aprimorada, o que resta aos “meros mortais” se não reconhecer que a vida é de singelezas, delicadezas e satisfações equilibradas? Excessos nunca foram boas companhias. Eu falei disso porque grupo chic da terrinha que se reúne para degustar tem se tornado calo para outro grupo político. Logo, logo as coisas da alcova ficarão públicas.

 

“Assim que o dia amanheceu lá no mar alto da paixão”. Djavan

Terminando: como sempre o jantar que reuniu a cúpula dos poderosos deu o que falar. Mas para ser sincera, melhor você nem saber do que rola nos bastidores, afinal seu domingo não merece tanta bobagem.

 

Pessoas são como sapatos.

Você pode, até, se encantar com o modelo.

Mas quando vai experimentar descobre que é diferente do que imaginava.

Às vezes, você insiste em levar assim mesmo.

Tenta mudar, conversa com o sapateiro para pintar, por uma palmilha, mas no fundo você percebe que não se ajeita o que incomoda.

Gostamos é do que nos faz seguros.

É triste quando dispomos de um belo par que enfeita, mas machuca.

É bonito de ver, mas incômodo de usar.

Sapato apertado é do tipo de gente que ao invés de lhe permitir ficar de pé, lhe protegendo, lhe põem sempre sentado num canto, vendo a festa acontecer de longe.

A beleza verdadeira não está em ter para desfilar e exibir para os outros; nem para usar só de vez em quando, numa ocasião especial; menos, ainda, para fazer charme, só na cama.

O que nos cabe melhor são os sapatos para as grandes caminhadas da vida, seja nos dias de sol, seja nos dias de chuva. Nas noites de multidão, ou para lhe aguardar, ao lado, no canto, enquanto passa a solidão, envolvendo, abotoando, fazendo laços...

Lembra do conto de fadas da Cinderela?

Sabe por que ela perde o sapato?

Porque é melhor acreditar que a vida lhe trará tudo o que você merece, que tem alguém, realmente, interessado em ficar ao seu lado do que aceitar usar o que não lhe serve.

Bjxxx Silbor.